terça-feira, 16 de junho de 2015

Alpha Notícias: Série educativa chama a atenção sobre a segurança viária

As estatísticas mostram que mais de 50 mil pessoas morreram nas ruas e estradas de nosso país

Texto: Assessoria de Imprensa

Cerca de 90% dos acidentes de trânsito são causados por imprudência e negligência dos motoristas.  Diante deste dado, o SindsegSP, em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária, lança uma série de três vídeos educativos, com objetivo de chamar a atenção para a responsabilidade de cada cidadão na segurança viária.

Os vídeos fazem parte da campanha “Transitando Seguro”, lançada pelo SindsegSP no ano passado. “Não é raro nos depararmos com algum acidente de trânsito. As estatísticas são alarmantes: em 2013 mais de 50 mil pessoas morreram nas ruas e estradas de nosso país e mais de 400 mil ficaram sequeladas. Precisamos mudar este cenário”, afirma Fernando Simões, Diretor Executivo do Sindseg SP.

 Os vídeos trazem dicas de fatores de riscos que devem ser observados:

Respeite os limites de velocidade

Trafegar dentro do limite garantirá ao motorista maior tempo de reação no caso de alguma situação inesperada. Além disso, em caso de um acidente as consequências serão muito menores. Desta forma, é fundamental que o condutor mantenha a distância de pelo menos 3 segundos do veículo à sua frente. Para calcular isso, basta observar o momento em que o veículo a frente passa por algum objeto fixo na pista, agora conte em quanto tempo você alcançou o mesmo objeto. Se esse tempo for menor que 3 segundos, desacelere e tome uma distância maior.

Mantenha-se atento

Uma das principais causas de acidente nos últimos tempos é a distração ao volante. Estudos apontam que a falta de concentração gerada por atividades como comer, falar ao celular, enviar mensagens ou observar lugares externos causa 10 vezes mais acidentes do que o álcool, e esse número tende a crescer. Vale ressaltar que o ser humano não consegue se concentrar em mais de uma atividade ao mesmo tempo. Portanto, é importante que o motorista afaste todas as distrações enquanto estiver dirigindo, não procure objetos na bolsa ou no veículo e mantenha seu foco na via.

Descanse

Cansaço ou sono e direção são coisas que não combinam. Dirigir cansado ou sob efeito de medicamentos pode ser tão perigoso quanto dirigir embriagado. Portanto, o motorista deve fazer paradas a cada duas horas ao volante e tomar uma xícara de café ou um copo de água fresca. Se estiver com muito sono, deve pedir para um conhecido conduzir ou, simplesmente, não dirigir.

Nada de álcool

Mesmo em pequenas quantidades a bebida compromete sua capacidade de reação, que é essencial para esquivar-se de uma situação inesperada. Beber café, tomar banho frio, alimentar-se ou fazer exercícios não reduzem os efeitos da bebida alcoólica.

Pequenos hábitos fazem a diferença

Um trânsito mais pacífico não depende somente de grandes ações, mas de pequenas atitudes. Alguns hábitos para garantir a segurança enquanto dirigi podem e devem ser praticados no dia a dia:
·         Sempre sinalize as intenções na via com setas, sinais de braço, piscadas nos faróis ou breves toques na buzina;
·         A manutenção preventiva do veículo deve ser feita frequentemente e de acordo com os prazos do fabricante. Nós não queremos que o carro pare de funcionar de repente em uma rodovia de alta velocidade, certo?
·         Certifique-se de que todos os passageiros do veículo estejam usando o cinto de segurança. Em caso de um acidente as consequências poderão ser amenizadas.

Confira os vídeos:


Campanha “Transitando Seguro”

A campanha tem como objetivo diminuir os altos índices de acidentes no trânsito brasileiro e, também, conscientizar a sociedade sobre a importância da direção segura. De acordo com o Relatório Global Sobre a Situação de Segurança Viária, primeira análise detalhada sobre 178 países publicada pela OMS, os ferimentos causados por acidentes de trânsito já se tornaram um problema de saúde pública. Segundo a OMS, morrem no mundo cerca de 1,2 milhões de pessoas todos os anos por causa da violência do trânsito, enquanto 20 a 50 milhões ficam feridas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!