domingo, 12 de julho de 2015

Alpha Notícias: Fiat comemora 39 anos de Brasil



Fabricante moderniza fábrica e lança coleção de camisetas com modelos clássicos

Texto e Fotos: Assessoria de Imprensa

A Fiat Automóveis completa no mês de julho 39 anos de atividades no Brasil e, para comemorar a data, lança uma coleção de camisetas inspirada em seus modelos clássicos, que marcaram a história do automóvel no país. 

Além disso, a fábrica de Betim, primeira fora do cinturão industrial paulista, passa por um processo de modernização para produzir veículos cada vez mais adequados às novas exigências do consumidor.


A edição limitada das camisetas comemorativas, idealizada pela Fiat Fashion, reúne 13 estampas que contam um pouco da história do Fiat 147, Stilo, Tempra, Uno Mille, além do Palio, que teve sua primeira versão lançada em 1996 e, desde o ano passado, está no primeiro lugar do pódio. O Palio foi o campeão de vendas no Brasil em 2014 e, neste ano, de janeiro a junho, já teve comercializadas 62.757 unidades, mantendo-se na liderança do mercado nacional.

A picape Fiat Strada é outra campeã de vendas e também está presente na estampa da nova coleção de camisetas, já à venda por meio do site www.fiatfashion.com.br. Primeira no ranking de comerciais leves desde 2000, a picape compacta trouxe para o mercado importantes novidades em seu segmento, como as cabines estendida e dupla, além da terceira porta.

Ao longo de sua atividade no Brasil, a Fiat acumula a liderança de vendas por treze anos. Em 2015, mantém a dianteira no primeiro semestre, com 236.680 unidades vendidas e 18,6% de market share. “Buscamos ser líder não apenas em volume, mas principalmente em resultados. O desempenho alcançado nesses 39 anos de história nos coloca no caminho certo. Seguimos confiantes de que o mercado brasileiro tem um potencial muito grande no longo prazo e por isso continuamos investindo na modernização da fábrica da Fiat em Betim, no desenvolvimento de novos produtos, no aperfeiçoamento de processos, em sistemas e em recursos humanos para podermos tirar o máximo proveito das oportunidades que ainda surgirão neste país”, afirma Cledorvino Belini, presidente da FCA – Fiat Chrysler Automobiles para a América Latina.

Modernização

A FCA, resultado da fusão entre os grupos Fiat e Chrysler em outubro de 2014, está em meio ao maior ciclo de expansão em suas operações no Brasil. A fábrica da Fiat em Betim, inaugurada em 9 de julho de 1976, está passando por um amplo processo de modernização, com investimento de R$ 7 bilhões no período de 2011 a 2016.

Além de ser a maior fábrica da FCA no mundo, a planta de Betim também é a mais complexa: produz em quatro linhas de montagem 16 modelos diferentes, que se desdobram em mais de 120 versões. Opera ao todo com 64 mil peças diferentes que são trazidas dos quase 300 fornecedores por aproximadamente 1,6 mil caminhões diariamente, sendo que cerca de 25% dessas peças chegam através do sistema JIS (just in sequence), como bancos, para-choques, painel de instrumentos e outros.

Como parte do processo de modernização da planta, a área de prensas recebeu, em 2011, duas linhas de alta cadência Komatsu. As prensas de alta cadência são capazes de dar 16 golpes por minuto, o dobro da velocidade das prensas convencionais. Outra vantagem é o tempo para troca dos estampos, que é de apenas três minutos, em comparação com os 45 minutos necessários nas linhas convencionais. No total, a área de prensas conta com 2,2 mil estampos, consome 45 mil toneladas de aço e produz 115 mil peças mensalmente.

Novos robôs foram inseridos na linha de produção, trazendo tecnologia de ponta e mais precisão para a fabricação de automóveis Fiat. Eram 238 robôs em 2013, número que salta para 619 neste ano, chegando a 974 em 2016. Além disso, para melhorar a logística interna da planta, foram instalados transportadores aéreos de peças e componentes entre os galpões, facilitando a integração entre as diversas áreas.

Por fim, a fábrica de Betim terá uma das maiores e a mais moderna cabine de pintura do mundo, com capacidade para processar 180 carrocerias por hora ou 950 mil por ano. A cabine terá 500 metros de comprimento e é uma das maiores obras de construção civil em curso em Minas Gerais.

Com estas obras e investimentos, a Fiat está cada vez mais preparada para projetar, desenvolver e produzir veículos modernos e inovadores, que atendam às novas exigências do consumidor.

Sustentabilidade

A Fiat de Betim foi a primeira fábrica de automóveis do país a conquistar a ISO 14001, em 1997. Essa certificação é reconhecida internacionalmente e atesta a eficácia do Sistema de Gestão Ambiental (SGA). Como resultado da ISO 14001, a planta registra, desde 1994, redução em indicadores como geração de resíduos, consumo de água e de energia por veículo produzido. A redução da geração de resíduos chega a 55% e a redução de água foi de 68% desde a implantação do SGA.

Em 2011, desafiando a complexidade fabril que envolve cerca de 30 mil pessoas que circulam dentro da fábrica, a empresa certificou-se em OSHAS 18001, de saúde e segurança, destacando-se as contínuas reduções de taxas de frequências de acidentes, além de uma política de prevenção de doenças e adoção de ferramenta-modelo na saúde ocupacional, o IQS (Índice de Qualidade de Saúde).

Em 2013, a empresa alcançou outro importante marco: a conquista da ISO 50001, de gestão de energia. A Fiat foi a primeira fabricante de automóveis da América Latina a obter essa certificação, resultado de contínuos investimentos para melhoria do desempenho energético da planta de Betim. A energia economizada entre 2012 e 2014 seria suficiente para abastecer 790 mil residências/mês. Com essa redução, 22 mil toneladas de CO2 deixaram de ser emitidas. A geração de energia renovável com a instalação de placas solares nos galpões e de postes de iluminação com placas fotovoltaicas também fez a diferença. A energia gerada com essas tecnologias equivale ao consumo de 600 residências/mês. Desde a implementação do Sistema de Gestão Ambiental, em 1994, a Fiat reduziu em 51% o consumo de energia por veículo produzido.

E os avanços em sustentabilidade não param por aí. A FCA está investindo R$ 4 milhões na modernização do complexo de tratamento de efluentes da planta da Fiat em Betim, reduzindo o consumo de água. A meta é ampliar o índice de recírculo de água para 99,4% – um recorde no setor.

A preocupação com o meio ambiente também se reflete nos produtos, com veículos cada vez mais eficientes e com menor emissão de CO2. O Novo Uno Evolution, lançado no ano passado, foi o primeiro automóvel nacional com o sistema Start&Stop, capaz de reduzir em até 20% o consumo de combustível no trânsito das grandes cidades.

A Fiat foi a primeira indústria automobilística a instalar-se fora do cinturão industrial paulista, impulsionando o desenvolvimento da região – compromisso que também está fortemente presente no Árvore da Vida, programa social reconhecido por organismos internacionais como a ONU e que já beneficiou mais de 21 mil moradores do Jardim Teresópolis, comunidade localizada em frente à fábrica de Betim. Para comemorar os 10 anos do Árvore da Vida e aprofundar ainda mais as raízes no Jardim Teresópolis, a FCA iniciará a construção de uma sede própria do programa, que vai funcionar como um centro cultural e educacional, de múltiplos usos e focado no desenvolvimento das pessoas e do território.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!