terça-feira, 21 de julho de 2015

Alpha Notícias: Qualquer distração pode ser fatal no trânsito

Aparelhos eletrônicos e outras situações podem tirar sua concentração e colocar todos em risco

Texto e Vídeo: Assessoria de Imprensa 

Os motoristas insistem em dividir a atenção quando dirigem; e os resultados são acidentes, muitas vezes, fatais. Ao dirigir, o condutor deve estar focado apenas na direção, pois o cérebro ao dividir a atenção vai sempre retardar o tempo de reação frente a situações de risco; e, consequentemente, condutores e os outros estarão em perigo. 

As distrações, ao contrário de que muitos pensam, não são causadas apenas por aparelhos eletrônicos como os celulares ou manuseio de equipamentos como os rádios, cds dos carros e outros. O simples ato de comer, beber, fumar, maquiar-se ou realizar outra atividade qualquer na direção já trazem grandes riscos. Afinal, o motorista passa a utilizar uma única mão para dirigir e seu tempo de reação acaba sendo reduzido. 

O ONSV (OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária) dá alguns exemplos: se o motorista ficar distraído cinco segundos na direção, numa velocidade de 60 km/h, vai percorrer mais de 80 metros de forma cega, sem saber o que está fazendo ou o que ou quem está na sua frente. 

“Os riscos de acidentes são enormes”. Se a velocidade subir para 100 km/h, ao acender um cigarro, o motorista perde até 2 segundos de atenção, percorrendo uma distância de 115,9 metros para conseguir parar o carro, se necessário; caso ele decida manipular um CD, vai perde no mínimo três segundos e percorrerá uma distância de 143,7 metros até frear totalmente o veículo. Já se nesta mesma velocidade, for digitar um número de celular, o tempo de distração será de no mínimo 6 segundos, a distância para conseguir parar totalmente o carro, neste caso, é 227 metros. 

Vale destacar que as distrações são uma das principais preocupações das autoridades viárias e um dos temas mais frequentes de palestras por especialistas em segurança. De acordo com José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, “dirigir exige concentração exclusiva neste ato.

Como vidas estão em jogo, não dá para compartilhar a atenção com mais nada. Ninguém deveria usar aquela frase “vou passear de carro”, pois dirigir não e um ato de lazer e de distrações, mas um ato que exige concentração em pequenos ou longos trajetos.” Dados da Polícia Rodoviária Federal, em 2012, revelam que 46% das colisões em rodovias brasileiras foram causadas por motoristas desatentos.

Neste mesmo ano, nos Estados Unidos, foram registrados 3.092 mortes em acidentes causados por distração – ou seja, 10% dos acidentes registrados nas rodovias federais americanas. As informações são da National Highway Traffic Safety Agency (NHTSA), agência americana de segurança viária daquele país. Mas para esse grande problema, a solução é muito simples: só depende de um comportamento mais seguro dos condutores, destaca o OBSERVATÓRIO. 

Para evitar acidentes desta natureza, seguem algumas recomendações:
 
- É sempre bom lembrar que o uso do celular na direção é proibido. Se receber alguma chamada de urgência, procure um lugar seguro para estacionar e atender o celular, com o carro estacionado. O envio ou leitura de mensagens de texto, só devem ser feitas com o carro estacionado também. 

- Não use o espelho do carro para fazer ou retocar a maquiagem ou arrumar os cabelos. 

- Muitos motoristas pensam que no viva-voz ou com o fone de ouvido terão mais segurança; mas esse é um grande engano. Esses equipamentos também “roubam” até 40% da sua concentração na direção.

- Outros fatores que podem distrai-lo são conversas acaloradas, discussões ou até diálogos que envolvam fatores emocionais. Na direção, concentre-se apenas no veículo e no entorno. Você não precisa olhar a todo o momento para o carona, enquanto conversa.

- Não aposte sua vida na sua habilidade para ajustar funções de quaisquer equipamentos do carro como rádios, cds, pen-drive etc. Estacione para fazer ajustes.

- Ao ouvir aparelhos como rádios, evite volumes altos, pois eles distraem e impossibilitam que você ouça até barulhos que seu carro possa estar emitindo, acusando problemas. 

- O cansaço é outro importante fator de distração. Dirija descansado e após alimentar-se e dormir bem. - É muito comum que motoristas procurem endereços, leiam anúncios ou se distraiam com outdoor durante alguns trajetos. 

Esse tipo de distração responde por 7% das colisões traseiras. Procure fixar sua atenção apenas no carro e no entorno da via. Pensando na segurança de todos e para conscientizar motorista, o OBSERVATÓRIO produziu e disponibiliza o vídeo “Distrações ao volante”. 

Assista e dirija com mais segurança
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!