quarta-feira, 8 de julho de 2015

Alpha Serviços: Equipamentos de rastreamento minimizam roubos de carga

Ocorrências na Grande São Paulo tiveram aumento de 7,5% em relação ao mesmo período de 2014

Texto: Assessoria de Imprensa

Em resposta à crescente criminalidade que atinge o setor, cada vez mais as empresas estão em busca de alternativas para aumentar a segurança de suas frotas e cargas.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública de SP, em maio deste ano os roubos de caminhões dispararam 38% no Estado em comparação mesmo período de 2014.

Apenas na Grande São Paulo, as ocorrências de cargas roubadas saltaram 7,5% no último mês, em relação ao ano passado. De acordo com o órgão, esse foi um dos crimes que mais cresceu nos últimos anos. Embora o número tenha baixado em outras regiões, a ação tem sido o foco de diversas quadrilhas.

Obson Cardoso, diretor da Unidade de Rastreamento da Pósitron, explica que “no caso de roubo de caminhões, existe um grande atrativo para os bandidos, que é a revenda ilegal de cargas. Por esse motivo, o delito tem crescido gradativamente. Entretanto, existem diversas soluções que protegem os veículos e as cargas, como os rastreadores móveis.

 Segundo o executivo, as principais tecnologias utilizadas são:

Rastreamento e Monitoração do Veículo

GSM /GPRS/ GPS: é o sistema mais utilizado nas operações de rastreamento, no qual um SIM CARD é inserido dentro do módulo e a comunicação é feita por meio da rede celular. Permite o acompanhamento via WEB e a localização exata do veículo.
RF: usada para localizar o veículo por meio de radiofrequência, mostra a posição aproximada do veículo. Algumas empresas, entretanto, possuem tecnologia de rádiofrequência que permite a localização exata, e que são imunes ao jammer, – aparelho que inibe o sinal GSM/GPRS, cortando a comunicação.

Satelital: indicada para operações em que o veículo não pode ficar sem monitoramento, caso esteja em áreas de sombras da cobertura GSM. O veículo possui um terminal que se conecta a uma rede de satélites, para onde envia informações de seu posicionamento. Os dados então são captados por antenas terrestres que, por sua vez retransmitem as informações para os servidores. Quando existe a necessidade de um envio de bloqueio ao veículo, a informação faz o percurso inverso.
Posicionamento

GPS: Global Positioning System (Sistema de Posicionamento Global, em inglês), é uma tecnologia em que satélites em órbita enviam sinais de rádio para aparelhos chamados de receptores GPS. Por meio de vários cálculos, é cronometrado o tempo que as ondas levam para chegar entre um ponto e outro, determinando a distância entre eles. Para determinar a posição do caminhão, o GPS usa o sistema de triangulação, que utiliza ao menos três satélites diferentes para identificar a localização exata.

Proteção e rastreamento da carga

“Além dos equipamentos de rastreamento para veículos, existem soluções para segurança da carga. Por meio de diversos sensores e atuadores espalhados pelo veículo, é possível saber, por exemplo, se houve violação da porta do baú ou até se a carreta foi desengatada do cavalo”, ressalta o executivo.

Outra opção para segurança da mercadoria transportada são os rastreadores móveis, mais conhecidos como iscas: equipamentos pequenos e discretos, de fácil ocultação e que dispensam instalação. São indicados para o monitoramento de cargas, podendo ser acondicionados dentro de caixas, bagagens e embalagens em geral.

“Para que se tenha mais eficiência na proteção contra roubos, é indicada a utilização de mais de uma tecnologia ao mesmo tempo, o que chamamos de redundância. Dessa forma, é possível cobrir qualquer tipo de falha no funcionamento e comunicação dos aparelhos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!