quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Alpha Notícias: Bosch destaca cuidados com os veículos para reduzir a poluição

Quando mal conservados eles poluem mais e consomem combustível além do necessário

Texto: Assessoria de Imprensa 

Além de inspecionar os diversos itens que garantem a segurança veicular, a manutenção preventiva ajuda a reduzir os indicadores de poluentes emitidos no ar. É necessário que os motoristas estejam cientes sobre a importância de realizar a inspeção com regularidade para contribuir tanto com o bom estado do veículo quanto com a preservação do meio ambiente e, consequentemente, com a melhora da qualidade de vida nos grandes centros urbanos. 

 De acordo com Daniel Lovizaro, gerente de Assistência, Serviços e Treinamento Técnico Automotivo da divisão Automotive Aftermarket da Robert Bosch América Latina, um motor que esteja funcionando conforme as especificações do fabricante, não deve emitir nenhuma fumaça visível pelo sistema de escape, exceto vapor d'água. Tais problemas podem ser preliminarmente diagnosticados, apenas observando a cor da fumaça emitida pelo escapamento - branca, azul ou preta.
Dependendo do tipo de motor (ciclo diesel ou ciclo Otto), essas fumaças contém elementos tóxicos, como o Monóxido de Carbono (CO), Óxidos de Nitrogênio (NOx), Óxidos de Enxofre (SOx) e Hidrocarbonetos (HC), que contribuiem negativamente para meio ambiente, causando o efeito estufa, ocorrência de chuva ácida e também danos na camada de Ozônio (O3), além de alterarem o processo de fotossíntese das plantas.

A emissão destes poluentes também é prejudicial para a saúde da população, especialmente por conta de problemas respiratórios, irritação das mucosas (olhos, nariz, boca etc.) e podendo ainda agravar doenças do coração. Além da poluição atmosférica, o meio ambiente também sofre impactos gerados por vazamentos de fluidos dos veículos e descartes incorretos de resíduos sólidos.

Para exemplificar, Lovizaro ressalta que o óleo lubrificante pode inutilizar totalmente o solo para a agricultura, matar a vegetação, além de causar poluição hídrica superficial, que atinge os lençóis freáticos e aquíferos. "Um litro de óleo lubrificante contamina um milhão de litros de água, destruindo o oxigênio e depositando seus constituintes tóxicos nesse volume", diz.

Dentre as principais causas de gotejamento de lubrificante, combustível, água e outros líquidos estão: falha das juntas, colas químicas, anéis de vedação ou retentores. "Atenção a estes pontos é necessária para evitar danos ambientais e também problemas mecânicos", afirma Lovizaro. Manutenção preventiva e descarte adequado É importante observar as falhas que os veíc ulos possam apresentar e buscar a solução em oficinas especializadas para garantir qualidade na manutenção e, se necessário, o descarte adequado dos componentes que não estiverem mais aptos para uso.

"A manutenção preventiva do veículo faz toda a diferença no seu pleno funcionamento e na preservação do meio ambiente. Além disso, um carro em boas condições garante mais segurança no trânsito e mais economia para o proprietário", destaca o gerente de Assistência, Serviços e Treinamento Técnico Automotivo da divisão Automotive Aftermarket da Robert Bosch América Latina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!