terça-feira, 4 de agosto de 2015

Alpha Notícias: Equipe da FEI é premiada no Fórum Mundial PACE no Brasil


Protótipo de veículo inovador foi construído por alunos em parceria com instituições de outros países 
 Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

A 4ª edição do Fórum PACE - Parceiros pelo Avanço da Educação da Engenharia de forma Colaborativa, programa mundial liderado pela General Motors - GM, terminou com uma boa notícia para a equipe do Centro Universitário da FEI, que participou da construção do projeto REVO, veículo para o transporte de uma a três pessoas e com bagageiro. 

O Fórum PACE foi realizado pela primeira vez no Brasil, de 26 a 30 de julho, e tem como objetivo o desenvolvimento da educação de engenharia automotiva, área em que a FEI investe em inúmeros projetos e pesquisas e é premiada em várias competições, no Brasil e no exterior. 

A competição avaliou os projetos de veículos desenvolvidos por estudantes divididos em equipes, formadas por alunos de diversos países. Os 15 alunos da FEI (dos cursos de Engenharia Mecânica, de Engenharia de Produção e de Engenharia Civil) trabalharam em parceria com estudantes da Universidade Iberoamericana - ITESM (Toluca/México), Universidade de Porto Rico e College for Creative Studies (USA). 

O REVO foi vice-campeão na categoria Engenharia, terceiro colocado na categoria Manufatura e premiado com o exclusivo PLM Software, oferecido pela empresa Siemens como reconhecimento ao melhor desenho utilizando o software NX. Para Ana Lúcia Cox, aluna de Engenharia Mecânica e diretora da equipe da FEI, ganhar três prêmios no primeiro ano de participação da FEI no Fórum não tem preço. 

"Trabalhamos duro e tivemos nosso esforço reconhecido. Competimos com instituições renomadas mundialmente e conseguimos ganhar prêmios importantes. Estamos muito felizes com o resultado." O REVO tem um mecanismo que funciona como uma sanfona, localizada entre a parte da frente e a parte de trás, que permite expandir a cabine e assim reconfigurar o veículo de acordo com a quantidade de passageiros ou de cargas transportados. 

O protótipo foi todo esculpido a mão em placas de poliuretano e apresentado em escala 1:3. O veículo é para uso público. Pode ser alugado por determinado trecho e período; devolvido no local de destino ou, ao retornar, no de origem. Um aplicativo para dispositivos móveis avisará o local de retirada mais próximo do usuário, rotas e se há alguma pessoa interessada em compartilhar o uso e dividir despesas durante o trajeto. 

O desafio dessa edição era construir um veículo urbano pensado para as megacidades do futuro. Para isso, precisava ser reconfigurável - servir para o transporte de carga e pessoas, atendendo diferentes demandas de mobilidade -, além de ser voltado ao uso compartilhado. 

Os universitários realizaram um estudo de viabilidade, custo, processo de fabricação e outros aspectos que envolvem o projeto. Desenvolveram um plano de negócios, que inclui pesquisa de mercado, manufatura, além da construção de protótipo não funcional de um veículo totalmente inovador. Os projetos têm prazo de dois anos para serem concluídos. 

Nessa primeira etapa, foram avaliados os projetos e os protótipos do veículo e, na segunda etapa, que ocorrerá em 2016 em Cincinnati, nos Estados Unidos, a comissão julgadora analisará o conceito com o carro em funcionamento, verificando se atende aos critérios impostos pelo programa. 

"Agora, o próximo passo é melhorar ainda mais o REVO para receber mais prêmios no próximo ano. Estamos com grandes expectativas", afirma Ana. O Fórum reuniu 235 estudantes de 50 instituições e de 12 países diferentes - ao todo oito projetos participaram da competição. Com o tema Rethinking Mobility (Repensando a Mobilidade), a programação incluiu, além da competição, palestras de executivos da GM e de outras empresas patrocinadoras do programa PACE, que ofereceram treinamento de softwares específicos aos interessados. 

Parceria Em setembro de 2012, a FEI e a GM firmaram parceria para a inclusão da Instituição no programa global PACE - Partners for the Advancement of Collaborative Engineering Education. O campus São Bernardo do Campo da FEI tem três laboratórios totalmente equipados com modernos softwares para desenho técnico à disposição dos alunos. O programa já beneficiou mais de mil estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção, com treinamentos e aulas nos laboratórios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!