quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Alpha Notícias: Fórum global PACE premia projetos de carros de universitários brasileiros


Estudantes mostraram ideias de veículos reconfiguráveis e de uso compartilhado para atender diferentes demandas de mobilidade

Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

Veículos desenvolvidos com a participação de estudantes universitários brasileiros foram premiados na competição promovida pelo fórum PACE (Partners for the Advancement of Collaborative Engineering Education), programa mundial liderado pela General Motors para o desenvolvimento da educação de engenharia automotiva.

Com o tema Rethinking Mobility (Repensando a mobilidade), a 4ª edição do fórum aconteceu na última semana em São Paulo e contou com a participação de aproximadamente 350 alunos e professores de importantes escolas de design e engenharia do mundo, entre elas Purdue University (EUA), Tongji University (China), Instituto Politécnico Nacional (México), Art Center College of Design (EUA), TU Darmstadt (Alemanha), Technion Haifa (Israel), Monash University (Austrália) e Politécnico de Torino (Itália). Representando o Brasil estavam a Poli-USP e a FEI.

Oito projetos participaram da competição. O desafio era construir um veículo urbano pensado para as megacidades do futuro. Para isso, precisaria ser reconfigurável - servir para o transporte de carga e pessoas, atendendo diferentes demandas de mobilidade-, além de ser pensado para o uso compartilhado.

As equipes participantes da competição são formadas por alunos de universidades de países diferentes e cada escola de engenharia é responsável por um subsistema. Os projetos têm prazo de mais um ano para serem concluídos - a próxima edição do fórum acontecerá em 2016 na Universidade de Cincinnati, em Ohio, nos Estados Unidos.

A banca da edição 2015 do PACE foi formada por profissionais da GM, entre eles: Filippo Santolia, gerente de engenharia de produtos e acessórios, e Carlos Jose Pavanello, gerente de engenharia de desenho interno e externo do produto. Os projetos foram avaliados sob os seguintes pontos de vista: perspectiva do cliente (Customer Insight), desenho industrial (Design), engenharia do produto (Product Engineering) e montagem (Manufacturing). Confira a relação das universidades vencedoras, por categoria:

Perspectiva do cliente 
1º Lugar: Time#3: Hongik (Coreia do Sul), Northwestern (EUA), Jilin (China), Tuskegee (EUA), British Columbia (Canadá), Instituto Politecnico Nacional (México)
2º Lugar: Time#1: Howard (EUA), RheinMain (Alemanha), Poli-USP (Brasil), New Mexico State (EUA), Ontário Instituto de Tecnologia (Canadá), Hamburg (Alemanha)
3º Lugar: Time#5 Instituto Nacional de Design (Índia), Queen’s (Canadá), Sungkyunkwan (Coreia do Sul), Korea (Coreia do Sul), Inha (Coreia do Sul), Colégio de Tecnologia PSG (índia)

Engenharia do produto 
1º Lugar: Time#3: Hongik (Coreia do Sul), Northwestern (EUA), Jilin (China), Tuskegee (EUA), British Columbia (Canadá), Instituto Politécnico Nacional (México)
2º Lugar: Time#8 Faculdade de Estudos Criativos (EUA), ITESM-Toluca (México), Puerto Rico (EUA), Iberoamericana (México), FEI (Brasil)
3º Lugar: Time # 1: Howard (EUA), RheinMain (Alemanha), Poli-USP (Brasil), New Mexico State (EUA), Ontário Instituto de Tecnologia (Canadá), Hamburg (Alemanha)

Montagem
1º Lugar: Time#3 Hongik (Coreia do Sul), Northwestern (EUA), Jilin (China), Tuskegee (EUA), British Columbia (Canadá), Instituto Politécnico Nacional (México)
2º Lugar: Time#4: Tongji (China), Kookmin (Coreia do Sul), Hunan (China), Politécnico de Torino (Itália), Prairie View A&M (USA)
3º Lugar: Time#8 Faculdade de estudos criativos (EUA), ITESM-Toluca (México), Puerto Rico (EUA), Iberoamericana (México), FEI (Brasil)

Desenho
Melhor exterior: Time#4: Tongji (China), Kookmin (Coreia do Sul), Hunan (China), Politécnico de Torino (Itália), Prairie View A&M (USA)
Melhor interior: Time#3: Hongik (Coreia do Sul), Northwestern (EUA), Jilin (China), Tuskegee (EUA), British Columbia (Canadá), Instituto Politécnico Nacional (México)

Destaque geral
Time#3: Hongik (Coreia do Sul), Northwestern (EUA), Jilin (China), Tuskegee (EUA), British Columbia (Canadá), Instituto Politécnico Nacional (México)

“É prazeroso ver estudantes aqui com tanta paixão, adquirindo conhecimento e se divertindo”, destacou William Bertagni, vice-presidente de engenharia da GM. O executivo ressaltou ainda a relevância do evento ao integrar universitários de diferentes países e culturas a fim de conceber um carro de conceito globalizado.

De acordo com Vass Theodoracatos, representante do PACE Office GMNA, é notório o quanto esse programa vem contribuindo para a evolução do desenvolvimento educacional dos estudantes e de suas respectivas universidades. “Prova disso é o fato de que, a cada ano, aumenta-se a complexidade e a excelência técnica dos projetos”, ressalta.

Durante o evento, o PACE anunciou mais uma parceria, com a Universidade de Tecnologia de Michigan (Calumet High School), dos Estados Unidos.

Conheça mais sobre os projetos

Dois projetos de destaque tiveram a participação de estudantes de universidades brasileiras, o Opal (Time#1) e o Revo (Time#8). Conheça mais sobre eles;

Alunos da Poli-USP e de mais quatro universidades estrangeiras desenvolveram um veículo reconfigurável e de uso compartilhado para a cidade de São Paulo. O projeto Opal é um hatch de duas portas que amplia a capacidade de passageiros, de três para cinco assentos, quando o usuário desejar – a expansão da carenagem é feita por meio de atuadores eletrônicos. O Opal foi desenvolvido considerando os resultados de uma pesquisa realizada na capital paulista com 500 pessoas que apontou que 77% dos motoristas levam, no máximo, um carona, que 62% vão ao trabalho de carro e que 76% mudam suas necessidades de uso do veículo no decorrer da semana. Os alunos também elaboraram um modelo de negócios para tornar viável o serviço de uso compartilhado. Pelo projeto, o proprietário poderia adquirir o automóvel e disponibilizá-lo em determinados momentos, em formato semelhante a de uma franquia.

Alunos da FEI e de mais quatro universidades estrangeiras criaram o Revo. O veículo foi pensado para transportar de uma a três pessoas e ainda possui bagageiro. Uma espécie de sanfona, localizada entre a parte da frente e a de trás, permite expandir a cabine e, assim, reconfigurar o automóvel de acordo com a quantidade de passageiros ou de carga. O protótipo foi todo esculpido a mão em placas de poliuretano e foi apresentado em escala 1:3. Pelo projeto, a utilização do Revo seria pública e os interessados o alugariam por determinado trecho e período, podendo devolvê-lo no local de destino ou quando retornassem ao local de origem. Um aplicativo para dispositivos móveis informaria o local de retirada mais próximo do usuário, sugestões de rotas e se há outra pessoa interessada em compartilhar o veículo para dividir as despesas referentes ao trajeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!