quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Alpha Notícias: Licenciamento da indústria automobilística cresce em julho

Mas, no acumulado do ano a queda é de 21% em relação ao ano passado

Texto: Assessoria de Imprensa

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea, divulgou na quinta-feira, 6, o balanço da indústria automobilística em julho. No último mês o setor comercializou 227,6 mil veículos, o que significa aumento de 7,1% na análise contra junho com 212,5 mil.

No comparativo contra julho do ano passado, que registrou 294,8 mil veículos, a queda foi de 22,8%. No acumulado do ano as vendas foram de 1,55 milhão de unidades: contração de 21% frente as 1,96 milhão de unidades negociadas até julho de 2014. Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, ressalta que “o cenário conjuntural continua complexo principalmente em razão do abalo da confiança dos consumidores e dos investidores.

Enquanto os ajustes fiscais não forem concluídos o panorama permanecerá particularmente desafiador”. A produção ficou 17,8% acima – foram 215,1 mil unidades em julho e 182,7 mil em junho. Ao defrontar o resultado com o mesmo período do ano passado, quando foram produzidos 252,7 mil veículos, o decréscimo é de 14,9%.

No acumulado a baixa é de 18,1% com 1,49 milhão de unidades este ano e 1,82 milhão em 2014. A indústria automobilística fechou julho com 28,3 mil veículos exportados, diminuição de 40,7% frente junho deste ano com 47,7 mil e retração de 17,6% na análise contra julho do ano passado com 34,3 mil unidades. Nos sete meses do ano as exportações chegaram a 225,3 mil unidades, o que significa alta de 10,7% contra o ano passado com 203,6 mil.
Caminhões e ônibus
 
As vendas de caminhões foram superiores em 5,1% no sétimo mês do ano com 6,5 mil produtos – em junho o licenciamento foi de 6,2 mil unidades. Já na análise com julho do ano passado o segmento apresentou declínio de 47,6% com 12,4 mil caminhões naquele mês.

No comparativo anual as vendas foram menores em 43,1% com 43,8 mil este ano e 77 mil no ano passado. A produção de caminhões acumula queda de 45,4% no ano – foram 48,2 mil veículos produzidos este ano e 88,3 mil em 2014. Em julho 6,6 mil unidades deixaram as linhas de montagem, o que representa elevação de 24,9% ante junho com 5,3 mil e contração de 46,4% contra julho do ano passado com 12,3 mil.

O resultado da exportação em caminhões apresentou crescimento de 12,2% até julho com 12 mil unidades em 2015 e 10,7 mil em 2014. No comparativo mensal a indústria negociou com outros países 1,8 mil unidades em julho, o que representa baixa de 10,4% contra junho com 2 mil e de alta de 31,7% ante o mesmo mês do ano passado com 1,3 mil. As exportações de chassis para ônibus encerraram o período janeiro a julho com acréscimo de 3,7%: foram 4 mil unidades este ano e 3,8 mil em 2014. Foram emplacados em julho 1,4 mil ônibus, o que mostra estabilidade com junho, que registrou a mesma quantidade de vendas.

Na análise com julho do ano passado o licenciamento diminuiu 34,6% com 2,2 mil unidades naquele mês. Nos sete meses transcorridos do ano a retração é de 28,6% com 12 mil este ano e 15,5 mil no ano passado. javascript:void(0); 

Os fabricantes de chassis aumentaram a produção em julho em 5,3% frente a junho: 1,9 mil e 1,8 mil respectivamente. No confronto com o mesmo período do ano passado com 2,9 mil unidades a baixa é de 35,8%. No acumulado a indústria apresentou queda de 28,9% com 15,8 mil unidades em 2015 e 22,1 mil em 2014. 

Máquinas agrícolas e rodoviárias



As vendas internas no segmento de máquinas autopropulsadas no acumulado foram de 28,7 mil unidades, 27,2% menor do que as 39,4 mil do ano passado. Apenas em julho 4 mil unidades foram negociadas, o que representa decréscimo de 37,5% com relação as 6,4 mil do mesmo mês do ano passado e baixa de 9,1% frente as 4,4 mil de junho. 

A produção no sétimo mês apresentou contração de 41,8% com relação a julho do ano passado – 5,1 mil unidades contra 8,8 mil – e de acréscimo de 41,6% frente a junho de 2015, quando saíram das linhas de montagem 3,6 mil máquinas.

O total de unidades produzidas no acumulado ficou 27,7% abaixo do mesmo período de 2014 com 35,6 mil unidades este ano contra 49,2 mil no ano passado. As exportações em julho, que registraram 843 unidades, ficaram abaixo em 23,4% ante junho com 1,1 mil e menor em 35,7% frente a julho do ano passado com 1,3 mil. Até julho o resultado apontou declínio de 21,3%: 6,2 mil unidades este ano e 7,9 mil no ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!