quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Alpha Serviços: Óleo e filtros em bom estado evitam problemas com o catalisador




Verificação dos itens impede acúmulo de impurezas na camada catalítica 

Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

Substâncias derivadas da queima do lubrificante do motor podem se acumular no catalisador e comprometer o seu desempenho se o óleo e o filtro não forem trocados dentro do prazo correto. 

A Umicore alerta para a importância da verificação desses itens para evitar o aumento da emissão de poluentes.

Segundo Cláudio Furlan, gerente Comercial da Umicore é fundamental que a troca de óleo seja realizada no prazo correto, conforme manual do fabricante. Caso não seja respeitado, há risco de formação de borras e desgaste excessivo do motor, o que contribui para o aumento do consumo de óleo lubrificante. O catalisador é contaminado por elementos como fósforo (P), zinco (Zn), cálcio (Ca) e magnésio (Mg), que se acumulam na camada catalítica, encobrindo os metais nobres, comprometendo a eficiência do equipamento, responsável por converter até 98% dos gases nocivos em inofensivos.

Além de afetar a qualidade do ar, principalmente em grandes centros urbanos, onde há alta concentração de veículos, e, consequentemente, a saúde da população, a falta de revisão pode elevar os gastos do proprietário do veículo em até 30%, segundo estudos do setor.

Vale ressaltar que os veículos são desenvolvidos considerando a existência do catalisador. Sua eliminação ou danificação altera as condições de funcionamento do automóvel, desregulando o sistema de injeção eletrônica e a contrapressão do sistema de escapamento. Também há perda de rendimento do motor, além de ser uma infração de trânsito passível de multa. 

Catalisador Automotivo

Montado dentro de uma cápsula de aço inox, o catalisador é composto por uma colmeia cerâmica que, por meio de uma reação química, transforma os gases tóxicos provenientes da queima do combustível em gases inofensivos. Segundo a Umicore, a peça pode ter a mesma durabilidade do veículo, desde que seja realizada a correta manutenção, conforme descrito no manual do fabricante.

No caso de catalisadores posicionados no assoalho do veículo, o impacto, comum em estradas de terra ou mal conservadas, pode prejudicar o seu funcionamento. O abastecimento com combustível adulterado e substâncias presentes em óleos lubrificantes de má procedência também podem comprometer a sua eficiência e durabilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!