terça-feira, 22 de setembro de 2015

Alpha Notícias: Bosch destaca o Advanced PFI no Congresso SAE 2015

Tecnologia melhora o torque e desempenho do motor 

Texto: Assessoria de Imprensa

Durante o 24ª. edição do Congresso SAE Brasil a Bosch mostrará as principais funcionalidades do Advanced PFI (Advanced port fuel injection) e como tecnologia poder ser uma boa opção para a indústria automotiva brasileira que precisa localizar a produção para atender o Inovar-Auto, já que permite maior índice de nacionalização dos componentes quando comparado à injeção direta. 

O Advanced PFI é sistema de injeção que combina quatro recursos, que visam melhorar a performance do motor e p roporcionar redução no consumo em até 12%. Para alcançar o índice de redução apontado, o motor precisa incorporar quatro sistemas: dois injetores por cilindro, controle da vazão da bomba de combustível (conhecido como Decos - Demand Controlled Supply), injeção de combustível com válvula de admissão aberta (OVI) e o chamado Scavenging (lavagem do cilindro). 

Além de melhorar o rendimento do motor e diminuir o consumo de combustível, esta tecnologia representa um avanço do sistema PFI (port-fuel injecton) - que está presente em cerca de 60% dos novos veículos fabricados - ao mesmo tempo em que se aproxima do desempenho de um motor com sistema de injeção direta de combustível (GDI). 

"Apesar da injeção direta possibilitar uma economia de até 15% no consumo de combustível, os componentes utilizados não devem ser nacionalizados no curto e médio prazos. Já o Advanced PFI utiliza componentes já fabricados no Brasil, sendo necessário realizar alguns ajustes no mot or para incorporar tecnologias como, por exemplo, o uso de turbocompressor", destaca Martin Leder, chefe de engenharia da divisão Sistemas a Gasolina da Robert Bosch América Latina. 

Principais características: 
Dois injetores por cilindro (Twin-Injection) - cada cilindro possui duas válvulas de injeção, posicionadas de forma otimizada que reduzem a quantidade de combustível injetado e depositado nas paredes do coletor melhorando, dessa forma, a mistura ar-combustível. 

Controle da vazão da bomba de combustível (Decos) - na partida a frio do motor, a pressão do combustível é aumentada para seis bar, para proporcionar uma melhor vaporização e mistura do combustível. Isso melhora o desempenho do motor, além de significar menos combustível depositado nas paredes do coletor. Dessa forma, o sistema Advanced PFI da Bosch reduz as emissões de hidrocarbonetos em cerca de 20%. 

Injeção com Válvula de Admissão Aberta (OVI) - neste contexto, o combustível é injetado durante o ciclo de admissão do motor. Como resultado, o combustível é vaporizado na câmera de combustão reduzindo a temperatura local, o que possibilita um aumento na taxa de compressão e consequente redução do consumo em até 2%. 

Scavenging - através do controle das válvulas de admissão e escape, é possível fazer a troca completa dos gases na câmara de combustão (scavenging), aumentando o volume de gás queimado no sistema de escape. Este processo faz com que o tempo de resposta do turbo compressor melhore (reduz o "turbo lag"). A combinação de motor downsizing com turbocompressor e scavenging, pode proporcionar uma economia de combustível em torno de 10%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!