sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Alpha Notícias: Jaime Ardila recebe o "Prêmio SAE Brasil 2015"




Principal reconhecimento da entidade celebra personalidades com amplo destaque nacional e internacional 

Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

Jaime Ardila, Vice-Presidente Executivo da GM e presidente da GM América do Sul, recebeu o "Prêmio SAE Brasil 2015". Honraria máxima concedida pelo Conselho Superior da SAE BRASIL para personalidades, o prêmio destaque executivos e personalidades com amplo destaque nacional e internacional na área da mobilidade, com envolvimento profundo no meio internacional e empreendedorismo. 

Nos últimos anos, foram celebrados Paulo Pedro Belini, Issao Mizoguchi, Vilmar Fistarol, Miguel Jorge, Thomas Schmall, Pedro Manuchakian, Paulo Butori, Alipio Ferreira Pinto Jr. e Cledorvino Belini. 

A homenagem chega ainda em um momento emocionante da carreira de Jaime; após quase três décadas de trabalho na GM, ele irá se aposentar da companhia no final de 2015. 

“Gostaria de agradecer a SAE Brasil pela distinção que me faz e que recebo em nome de todos os empregados da GM. Conhecemos a importância das atividades da SAE e a GM tem sido muito ativa em contribuir em todas as áreas. No Brasil, participamos diretamente da sua fundação há 25 anos, por isso recebo o prêmio com enorme orgulho e satisfação. Conhecemos também as dificuldades que está atravessando o país na atualidade, mas a GM tem renovado sua confiança e seu compromisso com o Brasil, com o anúncio recente de um investimento de 13 bilhões de Reais, boa parte deles dedicados a novas tecnologias na indústria automotiva”, disse Ardila. 

História de sucesso 

Jaime Ardila foi nomeado Vice-Presidente Executivo e Presidente, para a região da América do Sul, responsável pelas operações no Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Peru, Colômbia, Equador e Venezuela, em 22 de junho de 2010, depois de servir como Presidente da GM do Brasil e Mercosul desde novembro de 2007. Ele é atualmente membro do Comitê Executivo da GM. 

Ardila nasceu em Pereira, Colômbia, em 24 de julho de 1955. Ele ganhou um diploma de bacharel em economia pela Universidade Jorge Tadeo Lozano, em Bogotá, Colômbia, em 1977, e um mestrado pela Escola de Economia de Londres, em 1981. 

Ardila foi chefe da Divisão de Integração Econômica do Departamento Nacional de Planejamento da Colômbia, uma seção do Banco Central, em 1981. Mais tarde, ele foi nomeado secretário-geral do Ministério da Habitação, Indústria e Comércio. 

Em 1984, Ardila ingressou na General Motors na Colômbia como Gerente de Exportação e, em 1986, ele foi transferido para trabalhar em Nova Iorque, na Tesouraria da empresa. Em 1988, ele se tornou Gerente de Finanças para a GM Europa na divisão de Pós Vendas, com sede na Alemanha. Em 1990, ele foi nomeado Gerente Financeiro para a Vauxhall Motors, na Inglaterra. 

Em 1991, Ardila foi nomeado tesoureiro para a GM de México e, em 1993, ele assumiu a posição de Diretor de Finanças e Administração para a General Motors Chile. 

Em 1996, ele retornou a Bogotá, na Colômbia, como o presidente do Banco Rothschild de Londres. 

Em 1998, ele voltou para a GM como Presidente da General Motors Equador e, em 1999, Ardila foi nomeado Presidente da General Motors Colmotores. Em 2001, ele foi nomeado Presidente e Diretor Gerente da GM Argentina, Uruguai e Paraguai. 

De 1 de Março de 2003 a 01 de novembro de 2007, Ardila serviu como Chief Financial Officer para a GM América Latina, África e Oriente Médio. 

Jaime Ardila é casado com Martha, também colombiana, e não tem filhos. Ele fala Espanhol, Inglês, Alemão e Português. Ele é um grande fã de tênis e gosta de jogar quando o tempo permite. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!