terça-feira, 27 de outubro de 2015

Alpha Notícias: FPT Industrial homologa motores para atender a Legislação MAR-I




Modelos são destinados ao mercado fora de estrada em aplicações agrícolas e de construção

Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

A FPT Industrial concluiu o processo de homologação da família de motores NEF 6 para atendimento à nova legislação PROCONVE/MAR-I - Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores para Máquinas Agrícolas e Rodoviárias. 

Seu primeiro motor homologado com emissões de poluentes em conformidade com a nova legislação foi um propulsor NEF 6 que equipará máquinas da Case Agriculture e da New Holland Agriculture.

O processo de desenvolvimento e homologação da nova geração de motores faz parte das prioridades estipuladas pela FPT Industrial para 2015, que prevê o lançamento de 49 novas versões de motores destinados aos setores de construção e agrícola, todos em conformidade com a regulamentação PROCONVE/MAR-I. O primeiro motor homologado da família NEF 6 possui potência máxima de 175 kW e torque máximo de 984 Nm a 1600 rpm.

O processo de desenvolvimento e testes durou cerca de seis meses de atividades envolvendo o trabalho da equipe de engenheiros do Centro Técnico da FPT, localizado em Betim. Este primeiro propulsor foi homologado em dinamômetro, de acordo com o ciclo NRSC (também conhecido como ciclo de 8 pontos), utilizando diesel padrão com características controladas de acordo com a nova legislação.

“Apesar de dominarmos esta tecnologia desde 2006 em outros mercados onde atuamos no mundo, a FPT Industrial investiu pesadamente no processo de desenvolvimento regional para oferecer a tecnologia mais adequada para as condições operacionais que agora estará presente nas máquinas brasileiras”, analisa o Diretor de Engenharia da FPT Industrial na América Latina, Alexandre Xavier. “A atenção especial em relação às questões ambientais é um dos princípios mais importantes da FPT Industrial em todo o mundo. O motor NEF 6 proporcionará baixos níveis de emissões de gases e de ruído”, conclui. 

Benefícios à saúde e ao meio ambiente 

Quando comparadas às versões de motores anteriores à norma MAR-I – conhecidos como não-emissionados, as novas versões apresentam redução de até 40% na emissão de poluentes que são nocivos à saúde e ao meio ambiente, como o composto químico gasoso NOx (Óxido de Nitrogênio).

Atualmente existem diversas atividades em andamento em dinamômetro e em campo, com um amplo time de engenheiros e técnicos da FPT Industrial envolvidos para tornar o processo de desenvolvimento mais ágil e, consequentemente, completar as novas homologações das demais famílias dentro do cronograma de lançamentos previstos em 2015.

As fases do MAR-I

A primeira fase da regulamentação refere-se às máquinas de construção produzidas a partir de 01/01/2015, criada para atender aos limites de ruído calculados em função da potência do motor. A partir de 1° de janeiro de 2015, os motores com faixas de potência igual ou superior a 37 kW, destinados aos novos lançamentos de máquinas de construção, devem atender aos limites da fase MAR-I, enquanto as máquinas produzidas atualmente poderão continuar com os motores atuais até 31/12/2016.

A partir de 1° de janeiro de 2017, todos os motores destinados às máquinas de construção em produção ou importados, para todas as faixas de potência, devem atender aos limites da fase MAR-I. Além disso, todos os motores destinados às máquinas agrícolas novas, em produção ou importados, com potência igual ou maior de 75 kW, também devem atender aos limites da fase MAR-I.

Finalmente, a partir de 1° de janeiro de 2019, todos os motores destinados às máquinas agrícolas novas, em produção ou importados, com potência igual ou superior a 19 kW e até 75 kW, devem atender aos limites da fase MAR-I.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!