terça-feira, 6 de outubro de 2015

Alpha Notícias: Nissan revela como a etnografia influencia no desenvolvimento dos automóveis




Fabricante mostrou durante a EPIC como a direção autônoma pode ser uma realidade em breve

Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

A Nissan mostrou durante a 10ª edição da EPIC, conferência internacional que debate ciências sociais, design e pesquisa técnica aplicadas aos negócios, como dados coletados sobre culturas, cidades, pessoas e meios de transporte estão sendo utilizados para que o conceito de direção autônoma seja uma realidade nos próximos anos. 

Melissa Cefkin, cientista titular do Centro de Pesquisas da Nissan no Vale do Silício, na Califórnia, falou sobre o tema no dia a dia dedicado à indústria, durante sua palestra no Hotel Tivoli, em São Paulo. Realizada pela primeira vez no hemisfério sul, esta conferência internacional sobre a etnografia e design no mundo dos negócios tem a Nissan com uma das empresas que patrocinam o evento. 

Melissa apresentou pesquisas sobre como as práticas de condução e de transporte do ponto de vista antropológico estão ajudando na criação da condução autônoma. A Nissan trabalha fortemente para colocar os primeiros veículos autônomos nas ruas até o fim desta década. “O trabalho da Nissan e de seu centro de pesquisas no Vale do Silício é responsável por transformar os dados que pesquisamos em conceitos e sistemas tangíveis que poderão ser implantados no Nissan Autonomous Drive, o carro autônomo da Nissan”, explica. 

Segundo a cientista, a pergunta que se faz atualmente é como será o futuro da mobilidade. “É o que estamos pesquisando no Nissan Research Center. Meu grupo trabalha com o uso das pesquisas sociais aplicadas nas ruas para colocar os automóveis em um amplo contexto de interação com o mundo”, completa. Os principais pontos da pesquisa conduzida por Melissa são a inteligência artificial, os carros conectados e a interação máquina-homem. “Um dos grandes desafios é que o carro autônomo seja viável em diferentes mercados, com diferentes costumes de trânsito, comportamento, etc.”

A EPIC foi criada para promover o uso dos princípios descritivos da cultura dos povos, línguas, raças, religiões, hábitos, entre outros, para criar valor aos negócios das empresas - assegurar oportunidades de inovação, estratégias, processos e produtos de endereços ancoradas nas vidas das pessoas. A edição da EPIC em São Paulo acontece até o dia 8 de outubro, no Hotel Tivoli, localizado na Alameda Santos, 1437, Cerqueira César.

Automóveis e inovação no Vale do Silício

Desde 2011 a Aliança Renault-Nissan conta com um centro de pesquisa especializado na condução autônoma e em carros conectados na Califórnia. O espaço foi ampliado em 2013 com a mudança de Mountain View para Sunnyvale, no Vale do Silício, região que concentra as principais empresas de tecnologia e inovação do mundo. O Centro de Pesquisas do Vale do Silício da Nissan (NRC-SV) aumentou a capacidade de pesquisa global da Nissan por meio de parcerias de colaboração com empresas e instituições de investigação neste centro de tecnologia global. 

Entre os trabalhos dos pesquisadores do NRC-SV estão a pesquisa de veículos autônomos (Nissan Autonomous Drive); veículos interligados que podem maximizar a eficiência de energia e de tempo com a troca de informações pela internet e infra-estrutura das cidades; e a investigação da interface homem-máquina para melhorar a experiência de veículos autônomos e conectados.

O veículo autônomo da Nissan, o Nissan Autonomous Drive, combina a tecnologia robótica, inteligência artificial, sensores e conectividade entre os veículos. Toda essa gama de tecnologia será adicionada aos automóveis da Nissan nos próximos anos. Muitas delas já existem em vários modelos da marca japonesa – e atuam sem que os motoristas percebam – como freios antitravamento, controle ativo de velocidade, alerta de pontos cegos ou assistentes de estacionamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!