terça-feira, 27 de outubro de 2015

Alpha Notícias: PSA Peugeot Citroën cresce 3,2% no terceiro trimestre de 2015




Grupo, liderado por Carlos Tavares, está confiante na boa execução do Plano ‘Back in the Race’

No terceiro trimestre de 2015, o faturamento da PSA Peugeot Citroën fechou em 12,390 bilhões de euros, uma progressão de 3,2% na comparação com o terceiro trimestre de 2014. O faturamento da divisão Automotiva, sem contabilizar o resultado das joint ventures chinesas, elevou-se a 8,052 bilhões de euros, em alta de 1,0% em relação a 2014. 

O faturamento de veículos novos cresceu 2,6%, impulsionado, sobretudo pelo efeito positivo dos preços de 1,2% e pelo impacto dos volumes e do mix de produtos, favoráveis em 0,8% cada.

O faturamento pro forma1 da divisão Automotiva, incluindo nossa parte das joint ventures chinesas, eleva-se a 9,134 bilhões de euros, revelando um leve crescimento ante 2014.

Os volumes de vendas recuaram globalmente 4,3%, mas cresceram 0,8% excluindo-se a China no terceiro trimestre de 2015.

Na Europa, o crescimento das vendas acentuou-se (6,1% no terceiro trimestre ante 2,9% no primeiro semestre), puxado pela alta do mercado e pelo sucesso de nossas gamas de produtos. Paralelamente, o Grupo prosseguiu com sua política de melhoria do posicionamento dos preços de suas três marcas - Peugeot, Citroën e DS – e com seus esforços para aumentar a produtividade.

Na Ásia, com a desaceleração do crescimento do mercado chinês, o Grupo procedeu a um ajuste de seus estoques no terceiro trimestre. O nosso faturamento caiu 17%, enquanto as entregas ao cliente tiveram uma ligeira baixa de 3%.

Na América Latina e na Eurásia, o Grupo prosseguiu com sua política de redimensionamento dos custos fixos visando recuperar o equilíbrio financeiro até 20172. As vendas caíram 23% e 45% no período, em mercados que também registraram um declínio importante de 13% e 27% respectivamente.

Nas regiões Oriente Médio-África e Índia-Pacífico, as vendas do Grupo também recuaram 7% e 24%, mas mantêm um crescimento global no acumulado do ano de 14% e 15%, respectivamente.

No final de setembro de 2015, os estoques (exceto China) totalizavam 382.000 veículos (incluindo o estoque das redes), o que representa uma queda de 11.000 unidades em relação ao final de setembro de 2014.

O faturamento da Faurecia no terceiro trimestre ficou em 4,749 bilhões de euros, em alta de 8,3%.

O faturamento do Banco PSA Finance, considerado em sua totalidade, foi de 394 milhões de euros3 no período, acusando uma queda de 44 milhões de euros, versus o 3º trimestre de 2014.

Por ocasião da publicação do faturamento, Jean Baptiste de Chatillon, Diretor Financeiro Mundial do Grupo PSA Peugeot Citroën, declarou: “O Grupo todo se mobilizou para executar integralmente o Plano ‘Back in the Race’; os resultados desta mobilização num contexto externo mais difícil no terceiro trimestre são um verdadeiro sucesso e contribuem para nossa confiança na realização de nossos objetivos.”

Perspectivas de Mercado

O Grupo prevê um mercado automotivo em alta na Europa em 2015, com um crescimento de 8%; um crescimento de cerca de 3% na China; um mercado em baixa de cerca de 15% na América Latina e de aproximadamente 35% na Rússia.

O Grupo não altera suas perspectivas operacionais a médio prazo no decorrer do ano

O Grupo tem o objetivo de gerar 2 bilhões de euros de fluxo de caixa livre operacional no período 2015-2017. Também pretende alcançar uma margem operacional de 2% na divisão Automotiva em 2018, com uma meta de 5% no período do próximo plano de médio prazo de 2019 a 2023. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!