domingo, 4 de outubro de 2015

Alpha Testes: Chevrolet Cruze ganha a tecnologia OnStar na linha 2016




Versões Sedã e Sport6 ganham mudanças de acabamento e equipamentos e estreia no Brasil o sistema de telemática OnStar

Texto: Sérgio Dias
Fotos: Divulgação

A Chevrolet apresentou a linha 2016 do Cruze e a grande novidade é que o modelo estreia no país a tecnologia OnStar. Mas, além do OnStar, o modelo também estreia duas novas opções de cores para a carroceria e a transmissão automática adaptativa de seis velocidades passa a ser item de série em todas as versões.

O modelo é equipado com o motor Ecotec 1.8 Flex que rende até 144 cavalos de potência, que reúne diversos sistemas de ponta para motores aspirados. A lista de acessórios também foi ampliada, com destaque para o suporte para tablet e dois modelos de cadeirinhas de bebê compatível com o sistema isofix do carro.



O Cruze é um dos veículos de passeio mais sofisticados, tecnológicos e seguros em produção no país e passou no fim do ano passado por evoluções estéticas, mecânicas e de conteúdo. Na ocasião foram promovidas mudanças visuais na parte frontal da carroceria. O para-choque, por exemplo, foi redesenhado e recebeu luzes diurnas com LEDs localizados sobre os novos faróis auxiliares.

Na reestilização o Cruze recebeu também novas rodas de alumínio de 17 polegadas, com desenho exclusivo para as versões LT e LTZ.


O Chevrolet Cruze sempre se destacou em relação aos principais rivais pelo design moderno e pelas tecnologias de vanguarda, como os controles eletrônicos de tração e de estabilidade, o multimídia com tela de sete polegadas e, agora, o OnStar.

A chave computadorizada é outro item apreciado pelos consumidores do veículo. Por meio dela, o motorista consegue abrir e fechar os vidros à distância, além de acionar remotamente a ignição e, assim, climatizar a cabine.


Este item de é uma das exclusividades da versão LTZ, que traz ainda retrovisores externos com rebatimento elétrico; sistema multimídia com bluetooth, navegador e comando de voz em português; acabamento interno premium com bancos; portas e painéis revestidos em material bicolor (Brownstone e Jet Black) com costura pespontada, acabamento comum apenas em modelos de segmentos superiores.

Desde a configuração LT de entrada, entretanto, o Cruze sai de fábrica equipado com diversos itens de segurança, como controles eletrônicos de tração e estabilidade (ESP), controle da velocidade de cruzeiro, airbags frontais e laterais, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, freios ABS com assistência de frenagem de urgência, além de cinto de segurança de três pontos em todos os assentos.


Ar-condicionado com controle eletrônico de temperatura, direção elétrica progressiva, computador de bordo e bancos anatômicos com ajuste lombar e revestimento premium reforçam a lista.

Tanto o Cruze Sedã quanto o Cruze Sport6 ainda podem vir equipados com sensor de chuva e crepuscular, câmera de ré com gráfico para o auxílio a manobras, airbag de cortina, retrovisor interno eletrocrômico, sistema presencial de abertura das portas e de acionamento do motor por meio do botão Start/Stop no painel.

O Cruze é o Chevrolet mais comercializado no mundo. No Brasil, desde o lançamento do carro, em setembro de 2011, mais de 160 mil unidades foram emplacadas, somando as versões sedã e a Sport6. Isso faz dele um dos modelos mais vendidos do segmento.


Algumas tecnologias são tão inovadoras que acabam mudando a maneira como o condutor interage com o veículo. Uma delas é o OnStar, que estreia no Brasil na linha 2016 do Chevrolet Cruze como item de série em todas as versões.

Inédita em carros nacionais, a tecnologia avançada OnStar oferece uma ampla gama de serviços de conectividade, informações, segurança e emergência jamais vista em um modelo à venda no país. O melhor de tudo: ela é muito simples de ser utilizada.

Pressionando um botão na base do retrovisor interno, o motorista entra em contato com uma central de atendimento humano que funciona 24 horas por dia. Através dela é possível solicitar desde consultas rápidas (como informações sobre a previsão do tempo ou de vias alagadas ao longo do trajeto) até o envio de destinos ao GPS do veículo, bastando informar o endereço ou o nome do estabelecimento.


Dessa forma o condutor é capaz de realizar diversas tarefas ao longo do percurso sem precisar desviar a atenção do trânsito.

Caso o Cruze se envolva em um acidente com deflagração dos airbags, uma mensagem automática é enviada ao Centro de Atendimento OnStar, que tentará contatar os ocupantes para entender a ocorrência e oferecer o suporte de terceiros mais adequado para aquela situação (ambulância, bombeiro, guincho, etc.). O resgate pode ser enviado mesmo que ninguém no veículo responda à chamada.

O OnStar também oferece serviços de segurança, entre eles o de assistência na recuperação em caso de roubo. Sensores no veículo são capazes de detectar situações de arrombamento e enviar um sinal à central que, neste caso, entra em contato com o proprietário para verificar o fato e dar sequência na operação de busca.

Ainda que o automóvel tenha sido levado, é possível observar seu deslocamento via satélite e enviar um comando remoto de redução gradual da velocidade ou até de bloqueio total do motor para facilitar a recuperação do bem pela polícia.

O proprietário do Chevrolet equipado com OnStar também pode comandar diversas funções do carro por meio de um aplicativo especifico para smartphone, incluindo o travamento e o destravamento remoto das portas.

Pelo app ainda é possível saber quando o veículo inicia uma nova movimentação, qual é a sua localização em tempo real e pedir para ser avisado quando o velocímetro ultrapassar o limite de velocidade predeterminado – recursos úteis principalmente quando o automóvel é cedido a terceiros.

No Cruze 2016, a Chevrolet oferece como cortesia o serviço OnStar por 12 meses. O processo de habilitação pode ser iniciado na concessionária. Na sequência, o cliente recebe um e-mail para finalizar seu cadastro e dar seu aval para a ativação.


Para seu funcionamento, os serviços dependem de cobertura da rede celular e da disponibilidade de sinal de GPS. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!