quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Alpha Testes: Ford EcoSport ganha câmbio automático com preço a partir de R$68.690,00




Modelo se torna boa opção no segmento e vem equipado com motor 1.6 Ti-VCT Flex

Texto: Sérgio Dias
Fotos: Divulgação

Em um segmento competitivo como o dos SUV´s compactos e num cenário de diminuição das vendas, a Ford encontrou uma alternativa inteligente para manter a participação do modelo EcoSport no mercado: uma versão automática com preço a partir de R$68.690,00.

O modelo é equipado com motor 1.6 Ti-VCT com até 131 cavalos de potência e transmissão sequencial de seis velocidades. Vem de série com controle eletrônico de estabilidade e controle de tração, assistente de partida em rampa, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, chave de segurança My Key e sistema Isofix para fixação de cadeiras infantis. 


Além do modelo SE Direct que custa R$68.690,00, as demais opções são a SE, com rodas de liga leve 15”, por R$71.900,00; a FreeStyle, que adiciona vidros elétricos com abertura e fechamento global, rodas de liga leve 16” e sensor de estacionamento traseiro, além de itens na cor London Grey, por R$76.900,00; e a FreeStyle Plus, com seis airbags e bancos de couro, por R$80.300,00. 

“Os utilitários esportivos crescem na preferência dos consumidores em todo o mundo e a tendência é, cada vez mais, buscar o conforto desses modelos com motores modernos e transmissão automática. O novo EcoSport 1.6 AT vai atender a demanda com um produto evoluído e completo, acessível e com valor agregado”, diz Oswaldo Ramos, gerente geral de Marketing da Ford.


O novo modelo foi desenvolvido com um conjunto refinado de motor e câmbio, combinado com uma lista atraente de equipamentos e tecnologias voltadas à conectividade, à segurança e à conveniência na vida a bordo. Ele entrega desempenho e economia tanto no uso diário na cidade como em viagens de lazer e aventura.

O SUV da Ford vem completo desde a versão inicial, com uma série de itens apresentados somente como opcionais pelos concorrentes. A lista inclui ar-condicionado, direção elétrica, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, piloto automático, farol de neblina, computador de bordo, chave de segurança MyKey e sistema SYNC com comandos de voz, AppLink e Assistência de Emergência. 


Desenvolvido no campo de provas de Tatuí e em milhares de quilômetros de testes em diversas regiões do País, esse projeto nasceu para explorar o avançado conjunto motor-transmissão da Ford na categoria de veículos 1.6 de última geração. “Ele é uma oferta racional para quem busca um veículo atual, eficiente, econômico, seguro e conectado, pensado numa estratégia criativa para atender públicos diferenciados de consumidores”, diz Oswaldo Ramos.

O conjunto de motor e câmbio foi projetado para obter o máximo rendimento do “coração” do veículo, unindo o conforto e agilidade da transmissão sequencial de seis velocidades com a força e economia do 1.6 Flex Ti-VCT. Produzido no Brasil, o motor da moderna família Sigma tem bloco, cabeçote e cárter de alumínio e, no EcoSport, gera 131 cavalos com etanol e 126 cavalos com gasolina. É também é econômico, com classificação A de eficiência energética do Inmetro, entidade brasileira que regula o consumo dos veículos.


Entre outros avanços, o motor conta com duplo comando independente de válvulas na admissão e na exaustão, sistema de partida a frio eletrônica, pistões grafitados e bomba de óleo variável. Já a transmissão sequencial de seis velocidades se caracteriza pelos engates rápidos e eficiência: é cerca de 10% mais econômica no consumo de combustível que as automáticas convencionais. A direção elétrica e os pneus “verdes” são outros avanços que contribuem para a nova versão automática atingir esse rendimento. 

A estrutura robusta e o conjunto avançado de proteção ativa e passiva fazem do EcoSport o primeiro carro fabricado no Brasil a conquistar a classificação máxima de cinco estrelas de segurança do Latin NCAP. 


A conectividade é outro fator importante do veículo. O sistema SYNC é de série e vem com CD/MP3-player, entrada USB, Bluetooth e download automático dos contatos da agenda. Tem também comandos de voz para áudio, telefone, leitor de SMS e um recurso que garante sua contínua atualização com as novidades mais quentes do mercado: o sistema AppLink para acesso a aplicativos dos telefones inteligentes.

Com o SYNC, o veículo vem programado para se conectar com vários aplicativos de uso conveniente no dia a dia. Ou seja, é possível desde encontrar estacionamento, checar a programação de shows e cinema, restaurantes, até selecionar rádios e músicas dentro do carro sem precisar tirar as mãos do volante, usando os comandos de voz. Outro recurso exclusivo do EcoSport no segmento é a Assistência de Emergência, que faz uma chamada automática ao SAMU em caso de colisão com acionamento dos airbags ou corte de combustível.


O segmento de utilitários esportivos compactos cresceu muito no mercado brasileiro este ano e já representa cerca de 10% do total de vendas da indústria. Neste cenário, o EcoSport Ti-VCT com transmissão sequencial surge como uma nova opção, com a vantagem de trazer para o segmento de entrada o acesso a um câmbio automático com melhores preços tanto de compra como de manutenção ao longo da vida do veículo.

“Os SUVs cresceram no mercado e as ofertas de concorrentes também e para esta situação temos uma estratégia planejada de curto, médio e longo prazos. O EcoSport mantém uma média de participação de 1,4% no total vendido em todos os segmentos da indústria e queremos atrair novos consumidores, especialmente os do segmento de entrada, sem deixar de lado as demais faixas de clientes com as opções de veículos manuais e 2.0 automáticos. Temos certeza que, quanto mais opções, mais vantagens para os clientes”, ressalta o executivo da Ford. 


Pioneiro no segmento, ele tem hoje o maior número de opções entre os chamados SUVs vendidos no mercado brasileiro. A receita do sucesso do EcoSport é ser um produto com uma proposta equilibrada entre uso urbano e para a aventura. O balanço de atributos combina design atual, tecnologia, inovação e preço. Com o novo modelo 1.6 AT, a Ford sai na frente mais uma vez, criando uma opção automática mais acessível dentro da linha.

O custo de posse do EcoSport 1.6 AT também é um dos melhores da categoria. As revisões de baixo custo têm o mesmo valor do modelo com câmbio manual, dentro do sistema Preço Fixo Ford, ou seja, uma tabela padronizada seguida em todos os distribuidores da marca no Brasil. Além dos três anos de garantia, conta durante todo esse período com cobertura de assistência em caso de pane no veículo. 


“O EcoSport 1.6 AT reúne tudo o que o consumidor dessa faixa espera de um utilitário esportivo automático: bem equipado, com o melhor preço e econômico no consumo e na manutenção, com a tradição e garantia da marca que é líder mundial em SUVs”, destaca Oswaldo Ramos.

Veja mais fotos












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!