domingo, 8 de novembro de 2015

Alpha Notícias: Nissan inicia no Japão testes de condução autônoma




Unidade Pilotada 1.0, baseado no 100% elétrico LEAF, vai percorrer por ruas e estradas reais

Texto e Fotos: Assessoria de Imprensa

A Nissan iniciou os testes com seu protótipo de condução autônoma em vias urbanas e estradas reais.

A Nissan tem duas visões corporativas para uma sociedade com mobilidade sustentável: "Zero Emissões" e "Zero Fatalidades". Em relação às emissões zero, a meta da empresa é para eliminar as emissões de CO2 dos veículos da Nissan, enquanto o conceito de zero fatalidades procura eliminar as lesões e mortes causadas por acidentes de trânsito.

A inteligência dos veículos irá desempenhar um papel fundamental na concretização do conceito “Zero Fatalidades” e, por isso, a empresa está desenvolvendo uma forma de inteligência para seus veículos chamada Intelligent Driving (Condução Inteligente, em português), que é composta de várias características inovadoras que serão apresentadas por estágios.


Para a primeira fase, a Nissan vai oferecer até ao final de 2016, no Japão, a Unidade Pilotada 1.0 que permite a condução autônoma segura em condições de tráfego pesado nas autoestradas. Para 2018, a empresa espera implementar um sistema de condução autônoma em pistas múltiplas que permita a mudança automática de faixas. Em 2020, uma nova tecnologia será introduzida e permitirá que os veículos viagem de forma independente por ruas e estradas urbanas, incluindo cruzamentos.

O veículo protótipo será testado em condições reais de circulação para desenvolver e melhorar a confiabilidade do sistema Intelligent Driving da Nissan para uso público. O veículo é baseado no 100% elétrico Nissan LEAF e está equipado com recursos como o radar de ondas milimétricas, scanner a laser, câmera, chip de computador de alta velocidade e interface especializada homem-máquina (HMI, por sua sigla em Inglês) para citar apenas alguns.

Tudo isso permite que o veículo possa operar de forma completamente autônoma tanto nas estradas quanto nas vias urbanas sem qualquer manipulação do motorista, com exceção da definição do destino no sistema de navegação. Os testes estão previstos para acontecer no Japão e em outros países em um futuro próximo.

Duas tecnologias inovadoras foram desenvolvidas para permitir a condução autónoma nas ruas. A primeira é um scanner em miniatura a base de raios laser da mais alta qualidade, um protótipo em fase final de elaboração. O scanner a laser determina com precisão a distância entre o veículo e os objetos circundantes através do uso de uma medida tridimensional que permite que o veículo seja conduzido com segurança através de espaços estreitos.

A segunda tecnologia é uma câmera de 8 lentes que fornece uma visão 360 graus do veículo, permitindo-lhe tomar o caminho certo quando guiado em cruzamentos e estradas com curvas sinuosas. Com estas duas inovações, o novo protótipo garante um ritmo seguro e suave de condução, mesmo no transporte em tráfego pesado.

"Na Nissan estamos estabelecendo metas claras e estamos nos preparando para implementar a condução autônoma. Estarmos apresentando este protótipo é prova de como nos aproximamos cada vez mais perto de alcançar essa meta”, afirmou Takao Asami, vice-presidente sênior da Nissan.

"A Nissan quer um carro futurista seguro e livre de problemas. Pretendemos ser líderes da indústria na implementação de condução autónoma", concluiu Asami.

· Diagrama do sistema


· Funções-chave da condução autônoma


· HMI (Human Machine Interface)

- Comando de Unidade Pilotada

Posicionado na console central, o dispositivo é responsável por várias funções, tais como alternar entre condução manual e condução autônoma, mudança de faixa automática e muito mais.

- Medidor de área

O medidor de área adota uma tela de LCD para exibir informações com base no modo de condução do veículo e no ambiente de condução. No modo de condução manual, as informações relacionadas à condução do veículo incluem velocímetro, tempo de vida da bateria, distância, entre outros.

Para o modo de condução autônoma, para além das informações acima, o ambiente em torno do veículo é mostrado 360 graus em altas velocidades durante a condução, enquanto, em baixa velocidade, a vista frontal é mostrada.

- Visor frontal

Quando ativado o modo de condução autônoma, são exibidas informações como mudanças de pista e interseções.

- Cluster Central

Para observar as condições de condução para o modo de condução autônoma, uma vista panorâmica é exibida na tela grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!