sábado, 19 de dezembro de 2015

Alpha Notícias: Scania vende caminhões blindados para a Prosegur




Ampliação de frota da empresa visa a atender mercado de cargas de alto valor

Texto e Fotos: Assessoria de Imprensa

A Scania anunciou a venda dos seus primeiros caminhões blindados no Brasil. A Prosegur adquiriu oito veículos apostando no segmento de cargas especiais com alto valor agregado. 

Os modelos Scania escolhidos foram dois cavalos mecânicos P 310 4x2 e seis semipesados P 310 6x2, que trazem como vantagens a alta robustez dos eixos dianteiros e traseiros, uma capacidade técnica de 7.100 kg de transporte e suspensão pneumática nos eixos traseiros de fábrica. A suspensão a ar garante dois benefícios: maior proteção e facilidade no embarque e desembarque da carga com quatro alturas diferentes. 


A MTX Blindados está fazendo a adaptação dos caminhões e carretas. A Prosegur também adquiriu programa de manutenção para tornar a operação ainda mais rentável. Todos os veículos da Prosegur são blindados com tecnologia embarcada de segurança avançada com GPS, sistema de videomonitoramento, botão de pânico, fechadura randômica, sensores de portas e sirenes. 

“São os primeiros caminhões blindados da história da Scania no Brasil. Estamos muito satisfeitos por ter vencido essa concorrência, oferecendo nossas soluções para uma empresa da importância da Prosegur”, afirma Victor Carvalho, diretor de Vendas de Caminhões da Scania no Brasil. “Para trafegar com o peso dessa cabine blindada são necessários chassis de maior robustez, uma característica consagrada da marca Scania. Impressionamos o cliente com a capacidade de nossos eixos dianteiros e traseiros. Um caminhão nesse tipo de trabalho não pode quebrar, e a qualidade e confiabilidade do produto Scania são diferenciais.”

“Procuramos oferecer a melhor solução da engenharia da Scania para a Prosegur. Fizemos um estudo completo de projeto e disponibilizamos um grande leque de configurações e opcionais para atender às necessidades do cliente”, explica Hugo Souza, gerente de Produto de Veículos Especiais da Scania Latin America. “Nossa produção em sistema modular permite encontrar a melhor alternativa, ou seja, buscar sempre algo diferente para aumentar a rentabilidade e a disponibilidade da frota do cliente.” 

A ampliação na frota vem atender a um crescimento na demanda pelo serviço de transporte de cargas especiais, oferecido pela Prosegur desde 2011, quando montou uma solução que reunisse todas as fases da operação em um único fornecedor. A frota está preparada para transportar desde cargas com alto valor como joias, relógios, papel-moeda, barras de ouro, até itens com alto índice ou risco de sinistralidade, como eletroeletrônicos, celulares, medicamentos, cigarros, microprocessadores, cartões telefônicos, entre outros. A área especial para atender a esses clientes foi criada após a publicação da Portaria 781/2010, que regulamenta esse tipo de transporte pelas empresas de segurança. Desde que foi iniciado, o departamento de cargas especiais da Prosegur teve crescimento de 320% no número de clientes, e de 418% em faturamento nesse setor. 


De acordo com Alessandro Abrahão, diretor-geral de Logística de Valores da Prosegur no Brasil, são vários os fatores que aumentam a procura pelo transporte de cargas especiais. Um deles é a expressiva e crescente participação do modal rodoviário no transporte de cargas no Brasil, que atingiu 59% em 2014. Apesar de ser um modal importante para o transporte de cargas, a rodovia apresenta maior vulnerabilidade a ataques e roubos, com os criminosos agindo cada vez mais de maneira ostensiva e equipada. 

A estimativa da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística indica que o Brasil chega a perder por ano cerca de R$ 1 bilhão com o roubo de cargas. Somente em 2014, foram registrados 17,5 mil roubos, número 42% maior do que em 2010 (12,3 mil). “Nesse contexto, cresce a necessidade de uma solução que ultrapasse a expectativa do serviço convencional, oferecendo itens de segurança que dificultem a ação criminal”, ressalta o diretor da Prosegur. Com a solução desenvolvida pela companhia, o cliente conta simultaneamente com transporte, escolta, seguro, rastreamento, monitoramento, gestão de risco e intervenção remota, reduzindo os custos do cliente e aumentando a segurança para a operação. Dentro de um procedimento padrão, uma empresa de eletroeletrônicos, por exemplo, precisa contratar várias companhias terceirizadas para cada uma dessas fases da operação. 

Em pouco mais de quatro anos, a Prosegur já realizou mais de 2.750 operações em todo o País com sinistralidade zero, o que corresponde a R$ 2,5 bilhões em cargas de alto valor transportadas no período, sem nenhuma incidência de sinistro. “O bom resultado tem feito com que o segmento ganhe cada vez mais importância para a operação da Prosegur no Brasil. Já investimos mais de R$ 6 milhões entre 2011 e 2014 somente em frota. A previsão é que mais R$ 11 milhões sejam destinados até 2017, já incluindo essa parceria com a Scania, o que amplia nossa frota neste ano”, destaca Abrahão. 

O segmento de cargas de alto valor inclui desde joias, relógios, bolsas, medicamentos, celulares, chips, cartões, ingressos de eventos a eletroeletrônicos, como monitores, TVs e computadores. Os eletroeletrônicos representam 80% do transporte das cargas especiais. A Região Sudeste, especialmente São Paulo (interior e capital), é a que mais contrata esse tipo de serviço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!