quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Alpha Notícias: Volkswagen Polo e up! europeus vão ter peça brasileira




Fabricante inicia exportação de blocos de motores para a Alemanha 

Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

Aliando alta tecnologia e qualidade em seus processos produtivos, a Volkswagen do Brasil foi escolhida, dentre todas as operações da marca no mundo, para exportar blocos de motores para a produção de propulsores que equipam os modelos Polo e up! na Europa. 

Produzidos na fábrica de motores da Volkswagen do Brasil em São Carlos (SP), os blocos são enviados para a fábrica de Chemnitz, na Alemanha. 

Inicialmente, a parceria se estenderá até 2016 e engloba a exportação do bloco do motor 1.0l de três cilindros da família EA211, a mais moderna produzida pela fábrica brasileira. Até o final deste ano serão enviados 46 mil blocos de motores. A estimativa é de que, no total, sejam despachadas 90 mil unidades até 2016. 

“Desde 2012, a fábrica de São Carlos tem recebido investimentos consistentes, que totalizarão aproximadamente R$ 900 milhões até 2018. Os aportes são destinados especialmente à renovação das linhas de produção, para o desenvolvimento de motores cada vez mais inovadores e eficientes, elevando a competitividade da Volkswagen do Brasil”, diz David Powels, presidente e CEO da Volkswagen do Brasil. “A exportação dos blocos de motores à Alemanha é prova da evolução constante em termos de qualidade e tecnologia em nossos processos produtivos, que colocam a unidade de São Carlos entre as fábricas de motores mais modernas e eficientes do Grupo Volkswagen no mundo”. 

“Nossa fábrica conta com tecnologia de ponta e profissionais altamente qualificados para produzir os motores globais da marca, em sintonia com os padrões mundiais da empresa”, destaca Andreas Hemmann, gerente executivo da fábrica de São Carlos. 

Produção dos blocos 

Altamente tecnológicos, os motores da família EA211 demandam rigorosos padrões de qualidade, que são atendidos pela fábrica de São Carlos. Os blocos e os propulsores completos são fabricados em um prédio totalmente estanque, que utiliza antecâmaras em seus acessos. Um sistema de insuflamento gera pressão positiva, que impede a entrada de resíduos, garantindo assim os altos níveis de limpeza no processo produtivo. 

O bloco do motor 1.0l de três cilindros tem como um de seus diferenciais e principal vantagem menor peso, por ser feito em alumínio. Comparado a um motor de mesma cilindrada, mas com quatro cilindros, por exemplo, o EA211 completo é 24 kg mais leve. Assim, a empresa reforça o compromisso com a estratégia de downsizing, que são motores menores e mais eficientes, em sintonia com os motores mais avançados oferecidos na Europa. 

O processo de usinagem, responsável por transformar os blocos e cabeçotes brutos de alumínio em peças acabadas, conta com um sistema inovador, que utiliza Mínima Quantidade de Lubrificante, reduzindo em 80 vezes a necessidade de água no processo. Além disso, 100% do cavaco, que é o material retirado durante a usinagem, é destinado à reciclagem. 

Volkswagen é a maior exportadora do País 

Além de exportadora de componentes, como é o caso do bloco de motor, a Volkswagen do Brasil também é a maior exportadora de veículos do País, com mais de 3 milhões de unidades enviadas para 147 países. Nos onze meses de 2015, a empresa apresentou um crescimento de 27% nos embarques, totalizando 107.092 veículos exportados para mais de 10 países. 

O modelo mais exportado no período é o Gol, com 47.222 unidades e o maior cliente dos carros brasileiros da marca continua sendo a Argentina, para onde foram embarcadas 57.870 unidades. Outro modelo que faz bastante no mercado externo é o up!, que já soma 21.564 unidades embarcadas para os mercados externos desde 2014, quando foi lançado no Brasil. 

Sobre a Fábrica da Volkswagen do Brasil em São Carlos 

A fábrica de São Carlos é responsável pela produção dos propulsores das famílias EA111 e EA211 de 1.0l e 1.6l que equipam os modelos Voyage, Saveiro, Saveiro Cross, Fox, CrossFox, SpaceFox, Gol e up!. 

Com mais de 9,5 milhões de motores produzidos em seus 19 anos de atividades, a unidade alcançou grandes conquistas que a colocam em destaque entre as fábricas de motores do Grupo Volkswagen, como ter sido a primeira a produzir o motor 1.0l bicombustível do Brasil (2003); a primeira a fabricar o motor 1.0l de três cilindros (2012) e também o propulsor 1.0 TSI (2015). Esse propulsor, inclusive, foi recentemente eleito o “Motor do Ano 2016” na 49ª edição da premiação Carro do Ano, promovida pela Revista AutoEsporte, da Editora Globo, por um júri composto por 16 jornalistas especializados e engenheiros convidados pela revista, sendo o melhor entre os motores de até 2.000 cm³ de cilindrada. 

Desde o início de suas atividades, a fábrica passou por diversas etapas de ampliação, tendo sua área construída atual em 87 mil m², um aumento de mais de 200% desde 1996. Com três prédios produtivos: EA111, EA211 e o de Usinagem e Montagem de Cabeçotes, a fábrica possui atualmente seis linhas de montagem de motores, quatro linhas de usinagem de blocos, duas de usinagem de cabeçotes e três de montagem de cabeçotes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!