segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Alpha Motos: Confira dicas para preservar sua motocicleta




Especialista dá sugestões que podem garantir a durabilidade do motor e outras peças 

Texto e Foto: Assessoria de Imprensa

A experiência de andar de moto é extremamente gratificante, principalmente se o motociclista pilota apenas por hobby. No entanto, talvez a parte que mais incomode um motociclista seja a responsabilidade de sempre acompanhar a manutenção da motocicleta. 

Chega uma hora que, inevitavelmente, as peças terão que ser substituídas por causa do desgaste ou por qualquer outra razão. 

“Em razão das infinitas fontes de informação que são encontradas na web, qualquer motociclista consegue pesquisar orientações e tutoriais bem detalhados sobre como realizar a manutenção adequadamente em cada peça de uma moto. Existem, no entanto, passos essenciais a serem seguidos que podem prolongar a vida útil das peças e da motocicleta”, lembra Vinicius Spinelli, da Controlflex, fabricante de cabos e comando e distribuidora de peças para motos

Entenda quais dicas todo motociclista deve ficar de olho para preservar a sua moto por um bom tempo:

1. Parece óbvio, mas troque o óleo!

Você deve escutar isso o tempo todo, mas é por uma boa razão. “Trocar o óleo periodicamente garante que o motor dure por mais tempo. Todo motor de motocicleta possui várias partes que giram em velocidades extremas. A única coisa que faz com que essas partes permaneçam deslizando entre si é uma camada bem fina de óleo. Quando o óleo seca, o mecanismo do motor não funciona com qualidade”, explica o especialista.

2. Limpar o filtro de ar não é bobagem

O filtro de ar é o item que impede a entrada de impurezas dentro do motor. Se o filtro de ar não estiver limpo, ou em alguns casos propriamente preservado, certamente não cumprirá sua função adequadamente. As impurezas que passam do filtro de ar acabam por grudar nas peças internas, prejudicando o desempenho de todo o trabalho do motor.

3. Lubrifique a corrente da moto regularmente

A corrente da moto que não é lubrificada regularmente sofre com um desgaste mais rápido. Se o motociclista não faz a lubrificação da corrente, com o tempo ela fica frouxa e ressecada, fato que diminui a vida útil da peça. “O pior cenário é deixar para depois a manutenção após uma viagem na qual a moto deslocou-se em areia e barro. Mesmo em fortes dias de chuva é recomendado que se faça a manutenção da corrente”, adverte Spinelli. 

4. Cabos de freio, acelerador e embreagem da moto também precisam de lubrificação

Se os cabos da moto não forem lubrificados periodicamente, na melhor das hipóteses, o motociclista sofrerá com a quebra e voltará a pé. A pior coisa que pode acontecer é um dos cabos estourar devido ao desgaste e comprometer a condução do motociclista no momento exato em que estiver pilotando. Se o motociclista não souber trocar algum cabo por conta própria, é recomendado que vá a alguma oficina mecânica ou concessionária.

5. Fique de olho na bateria

Uma bateria começa a se desgastar no momento em que é usada. No entanto, sua vida útil pode ser prolongada com algumas práticas, como não deixar a moto ligada caso não a esteja utilizando. Caso vá trocar itens originais de fábrica, se atente para checar se a capacidade da bateria suporta os novos itens, a fim de não causar uma descarga do produto. “Fazer a revisão da bateria por pelo menos duas vezes ao ano é também uma boa dica”, sugere Spinelli. 

6. Procure por peças com qualidade

Todo motociclista deseja comprar produtos com o melhor custo benefício do mercado. Ao procurar por itens no mercado de reposição de motopeças, garanta que você escolha por uma marca que tenha no mínimo as mesmas propriedades técnicas que o equipamento original. Peças que acompanham os padrões da engenharia mundial são essenciais para garantir a performance original reconhecida pelas principais montadoras de motocicletas do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!