domingo, 14 de fevereiro de 2016

Alpha Notícias: Audi RS 3 Sportback e a potência dos seus 367 cavalos




Modelo acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e é oferecido no Brasil por R$290.990,00 

Texto e Fotos: Assessoria de Imprensa

A Audi iniciou a venda da versão única do RS3 Sportback no Brasil. Com preço sugerido de R$ 290.990,00, o modelo tem 367 cavalos de potência, o que o faz um dos compactos mais rápidos e potentes do segmento premium. 

O poderoso motor 2.5 Turbo FSI de cinco cilindros faz com que o modelo acelere de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e atinja uma velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente. A transmissão S tronic de sete velocidades, que realiza trocas de marchas ainda mais rapidamente que na versão anterior, direciona a força do propulsor para o sistema quattro de tração integral permanente, que conta com vetorização de torque baseada em um software inteligente projetado, em todos os aspectos, para proporcionar o máximo de diversão ao dirigir. 

O chassi do modelo de cinco portas também estabelece novos parâmetros. Em comparação com o A3 Sportback, a carroceria é 25 milímetros mais baixa. As juntas pivotais do eixo dianteiro, a direção progressiva e a suspensão esportiva foram projetadas especialmente para o RS. 


O 2.5 TFSI do novo RS 3 Sportback é uma garantia de emoção com seu imenso poder de impulsão, respostas agressivas e experiência acústica única. O profundo rugido, respaldado pelo ritmo da sequência da ignição dos cinco cilindros, compõe a clássica trilha sonora da Audi. Dois flaps nos condutos de exaustão, após o silenciador, controlam o fluxo de escapamento para proporcionar uma experiência sonora ainda mais intensa, que varia com a solicitação e rotação do motor. O motorista pode controlar esses flaps por meio do Audi Drive Select. O sistema de escapamento RS foi projetado para facilitar o fluxo de gases.

Motores de cinco cilindros com muita potência têm uma longa tradição na Audi. Durante a década de 1980, eles equiparam os carros da marca que lideraram ralis, campeonatos de turismo e modelos de série. O primeiro modelo RS, de 1994, também contava com este motor. O cinco cilindros retornou em 2009 no TT RS e passou a equipar o RS 3 Sportback em 2011. Dois anos depois, foi incorporado ao RS Q3. O motor de 2,5 litros foi eleito "Motor Internacional do Ano" em sua categoria por cinco anos seguidos, desde 2010.

O propulsor produz 367 cv e tem 2.480 cm³ de cilindrada: uma impressionante potência específica de 147 cv por litro. O torque máximo de 465 Nm é disponibilizado já a 1.625 rpm e permanece constante até 5.550 rpm. A retomada entre 60 e 100 km/h em quarta marcha toma apenas 4,1 segundos. É preciso apenas 5,8 segundos para ir de 80 a 120 km/h em quinta marcha.

O 2.5 TFSI impulsiona o RS 3 Sportback de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos – a melhor aceleração em sua categoria. A velocidade é bloqueada eletronicamente em 250 km/h. Um sistema de recuperação, uma bomba de óleo controlada sob demanda e um novo sistema start-stop que desliga o motor pouco antes do carro parar completamente contribuem para que o carro seja até 10% mais econômico que na versão anterior.

Com apenas 49 centímetros de comprimento, o motor de cinco cilindros é muito curto e pesa aproximadamente 180 kg. Seu virabrequim é feito de ferro fundido com grafite vermicular, um material extremamente forte, mas também leve. Reforços perfeitamente colocados aumentam a capacidade de carga do bloco. Uma pequena equipe de especialistas especialmente treinados monta manualmente o 2.5 TFSI na fábrica de motores da Audi em Győr, na Hungria.

O turbocompressor, que desenvolve até 1,3 bar de pressão, tem capacidade teórica de circulação 1.100 kg de ar por hora. O intercooler reduz a temperatura do ar comprimido. O trabalho conjunto do turbocompressor e a injeção direta de combustível permite atingir uma taxa de compressão de 10,0:1, resultando em alta eficiência. Flaps no coletor de admissão fazem o ar rodar ao entrar nos cilindros. Os eixos de comando de válvulas, que podem ser ajustados individualmente em um ângulo de até 42 graus, otimizam ainda mais a mistura ar-combustível.


A transmissão S tronic de série, com sete velocidades, transfere a força do motor 2.5 TFSI através de três eixos – um de entrada e dois de saída. Como todas as transmissões de dupla embreagem, ela é constituída de duas caixas de câmbio interligadas. O processo de troca direta de marchas ocorre com a rapidez de um relâmpago e sem interrupção perceptível da força do motor, por meio da abertura e do fechamento simultâneos das duas embreagens. Novas soluções para preencher as embreagens com óleo e melhorar a integração com o motor tornam as trocas de marchas mais rápidas que nunca. Com o sistema Audi drive select no modo dynamic, cada troca é acompanhada por uma dupla debreagem.

O condutor do novo Audi RS 3 Sportback pode escolher entre dois modos automáticos da transmissão S tronic de sete marchas ou executar as trocas manualmente, usando as borboletas posicionadas junto ao volante ou a alavanca seletora. O launch control permite otimizar a tração e minimizar o deslizamento dos pneus nas arrancadas. As marchas inferiores são esportivamente curtas. Já a sétima é alongada para reduzir o consumo de combustível. Uma conexão em ângulo reto liga a caixa de câmbio ultracompacta ao eixo de propulsão que leva o torque ao eixo traseiro – uma solução que demonstra a aplicação da construção inteligente com baixo peso até o último detalhe.


O sistema quattro de tração integral permanente transfere a força do motor 2.5 TFSI para a pista com extrema facilidade. Seu componente central é a embreagem multidiscos controlada eletronicamente, com acionamento hidráulico. Este novo mecanismo fica montado junto ao eixo traseiro para otimizar a distribuição de pesos. A embreagem multidiscos utiliza software desenvolvido com exclusividade para o RS 3 Sportback. Ela distribui o torque disponível entre os eixos dianteiro e traseiro em um piscar de olhos. Dependendo do estilo de condução e do coeficiente de atrito do piso, entre 50 e 100% do torque disponível podem ser enviados para o eixo traseiro. 

A bomba elétrica, que desenvolve a pressão de óleo necessária até um máximo de 38 bar, é altamente eficiente. No momento em que a aderência da estrada diminui ou quando o motorista adota um estilo de condução mais esportivo, ela é ativada imediatamente. O peso da embreagem foi reduzido em 1,4 kg em relação à versão anterior, graças à eliminação do acumulador de pressão. Mais um exemplo da construção com peso leve, direcionada a cada detalhe do carro. 

O controle da embreagem multidiscos é integrado ao sistema Audi drive select. Com sua configuração altamente esportiva, ele utiliza todas as informações relevantes disponíveis, tais como o ângulo de esterço da direção. No modo dynamic e quando o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) está em modo esportivo, a força é transmitida mais rapidamente e com mais intensidade para o eixo traseiro, garantindo uma dirigibilidade ainda melhor e dando ao RS 3 Sportback uma direção mais ágil e direta. O eixo dianteiro traz o carro de volta à linha reta nas saídas de curvas.

A vetorização de torque torna a condução do Audi RS 3 Sportback ainda mais perfeita. Em curvas rápidas, ela freia ligeiramente as rodas internas, que estão sujeitas a uma carga menor. Isso permite que as duas rodas de cada eixo transmitam mais força para a estrada. Graças à diferença das forças propulsivas, o carro aponta ligeiramente para o interior da curva e ajuda o motorista a manter uma condução esportiva. 

O chassi complementa perfeitamente o dinamismo do trem de força. Precisamente guiado por sua direção sensitiva, o novo RS 3 Sportback percorre todos os tipos de curvas com rapidez e estabilidade. 

A suspensão dianteira McPherson foi alargada para uma bitola de 1.559 milímetros e inclui pivôs de alumínio de alta resistência especialmente desenvolvidos. A direção progressiva de série altera a redução entre 15,3:1 e 10,9:1, dependendo do ângulo de esterço. Seu eficiente servo eletromecânico trabalha de acordo com características especiais da série RS.

O eixo traseiro, com bitola de 1.514 mm, possui quatro braços de aço de alta resistência à tensão, que controlam separadamente as forças longitudinais e laterais. Como no eixo dianteiro, essas forças são direcionadas a um subchassi. A rígida suspensão esportiva RS rebaixa a carroceria em 25 mm em comparação com o A3 Sportback. 

O novo e dinâmico modelo topo de linha da família A3 traz rodas de alumínio fundido de 19 polegadas com cinco raios e pneus 235/35. Os discos de freios ventilados internamente têm 370 mm de diâmetro na frente e 310 mm atrás. As áreas de fricção dianteiras possuem design ondulado para redução de peso e são perfuradas para permitir o máximo de dissipação de calor. Elas são conectadas por pinos a coberturas de alumínio e seguras por pinças fixas de oito pistões pintadas de preto com logos RS. 


Em um carro esportivo, a relação peso-potência desempenha um papel fundamental. No RS 3 Sportback, cada cv tem que movimentar apenas 4,14 kg. O prático compacto de cinco portas tem peso líquido (sem o motorista) de apenas 1.520 kg, 55 kg a menos que seu antecessor.

A base para atingir este valor é a plataforma modular transversal do Grupo Volkswagen (MQB), com seu estrito conceito de construção com baixo peso. A célula dos ocupantes contém muitos componentes de aço de ultrarresistência e aço moldado a quente. O capô é feito de alumínio. A orientação transversal do motor, em combinação com a embreagem multidiscos e a bateria, que estão colocadas à frente e atrás do eixo traseiro, contribui para uma distribuição das cargas entre os eixos mais favorável. 

Já a grade Singleframe tem moldura de alumínio fosco e grade do tipo colmeia preta com alto brilho. O ar flui para o interior do motor através da entrada localizada sob a moldura da placa. As grandes entradas de ar emolduradas laterais fornecem ar para o radiador suplementar do motor e o resfriamento do óleo da transmissão. A lâmina integrada ao "avental" dianteiro se estende para cima no interior das tomadas de ar, formando uma barra divisória vertical. 

Visto de perfil, os para-lamas dianteiros alargados, as saias laterais cinzeladas, as carenagens dos espelhos com aparência de alumínio fosco e o grande defletor de teto traseiro do RS 3 Sportback capturam imediatamente o olhar do observador. Um difusor preto destacado no para-choque, além das duas grandes ponteiras ovais, compõem a ousada traseira. Distintivos RS 3 adornam a grade Singleframe e a tampa traseira. 

Entre as sete cores disponíveis, há duas novas tonalidades: Cinza Nardo e Vermelho Catalunya, metálicas. Esta última é exclusividade do Audi RS 3 Sportback. 


O interior do novo RS 3 Sportback tem acabamento de fibra de carbono, acentuado por logos RS. Os bancos esportivos são forrados de couro Nappa Fina, com costuras contrastantes. Com base reta, o volante RS multifuncional é forrado de couro e Alcantara. A alavanca seletora do câmbio também tem design especialmente esportivo. O sistema de informação ao motorista (DIS) inclui um termômetro de óleo e um cronômetro. Já o indicador de pressão do turbo fica no mostrador do conta-giros. 

Finos detalhes complementam a atmosfera de dinamismo e o extraordinário padrão de manufatura. Os pedais e o apoio do pé esquerdo são feitos de aço inoxidável. Os insertos nas portas são de Alcantara. Típicas dos modelos RS, as maçanetas das portas são esguias barras duplas e os insertos são em design 3D. Os mostradores do conjunto RS de instrumentos são pretos com ponteiros vermelhos e grafismos brancos. Apliques na tonalidade preto antracito brilhante da alta qualidade emolduram os instrumentos.

A lista de equipamentos de série do RS 3 Sportback também inclui sensor de estacionamento traseiro e dianteiro com câmera de ré, sistemas de infotainment e de assistência ao condutor como o MMI navigation plus com MMI touch e equipamento de som Bang&Olufsen. Os pacotes de conforto e conveniência trazem itens como bancos dianteiros em formato concha com controles elétricos, apoios lombares com quatro regulagens, retrovisor interno antiofuscante automático, assistente para luz alta e sensor para luz e chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!