segunda-feira, 18 de abril de 2016

Alpha Serviços: FinanZero traz experiência europeia de financiamentos para o Brasil



Os investidores são os fundos de investimentos suecos Webrock Ventures e Vostok Emerging Finance

Texto: Assessoria de Imprensa

Começou a operar no Brasil a FinanZero, que garante aos consumidores as melhores taxas de juros. Para isso, conta com a combinação da melhor tecnologia disponível no mercado e uma Central de Relacionamento forte, que garante o levantamento das informações sobre cada consumidor e, desta forma, consegue oferecer a melhor opção de financiamento para cada perfil. 

Similar ao Lendo (da Suécia) e também ao Freedom Finance (do Reino Unido), a FinanZero chega para atender a demanda do mercado brasileiro de serviços financeiros pela internet, que está crescendo significativamente. “Este caminho é o mesmo que muitos bancos estão tomando, inclusive aumentando sua presença online, oferecendo uma gama maior de serviços”, diz o CEO da FinanZero, Olle Widén. 

A empresa negocia e intermedia o financiamento dos clientes com várias instituições financeiras, ajudando a encontrar as melhores taxas e condições para o cliente. “Chegamos para facilitar o acesso aos empréstimos e financiamentos”, completa Olle.

A FinanZero possui parceria com o maior e-commerce do Brasil, o site OLX. “Se o cliente está interessado em algum carro anunciado na OLX, pode fazer a solicitação do financiamento pela FinanZero”, conta Olle. Já para os clientes que precisam de assistência pessoal, o atendimento é realizado por e-mail, central de atendimento ou ainda pelo site. www.finanzero.com.br

O serviço está em operação soft launch desde a segunda quinzena de março e, ao longo de 2016, oferecerá outros tipos de empréstimo além de um número maior de bancos e instituições financeiras como parceiros. “Nós acreditamos que é o melhor momento para entrarmos no mercado brasileiro. Os bancos brasileiros estão enfrentando desafios similares aos que a Suécia enfrentou há alguns anos. Com a experiência que adquirimos no mercado Fintech da Suécia, nos vemos em forte posição para atuar no Brasil”, diz Olle Widén.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!