quarta-feira, 13 de abril de 2016

Alpha Testes: Jeep Renegade é bom desde a versão Sport




Segunda de cinco opções, ela tem preço a partir de R$74.990,00

Texto e Fotos: Sérgio Dias

Quando foi lançado oficialmente no Brasil em março de 2015, o Jeep Renegade tinha três versões: Sport de entrada, Longitude intermediária e Trailhawk topo. Depois vieram as versões 1.8, a nova de entrada e outra intermediária, a Limited Edition.

E agora tivemos a oportunidade de conhecer e avaliar a versão Sport, que tem preço a partir de R$74.990,00 e é equipada com motor E-torQ Evo 1.8 16v Flex com câmbio manual de cinco velocidades. Encaramos a subida da Pedra Grande, Atibaia, e levamos a Cannondale F-Si Carbon Team, bike própria para apaixonados por trilhas e que tem preço a partir de R$42.799,00.



Seu motor 1.8 16V E.torQ Evo incorporou importantes melhoramentos que trouxeram mais agilidade no arranque, retomadas mais rápidas e 5% de redução de consumo. Portanto, um motor muito mais divertido de usar e com melhor eficiência energética. Sua potência é de até 132 cavalos quando abastecido com etanol.

Embora o modelo seja 4x2 e motor flex, não se percebe isso quando colocamos ele em um ambiente off road. Sua suspensão totalmente independente eleva o padrão no segmento com dirigibilidade excepcional, alta rigidez estrutural e a melhor capacidade off-road.

A suspensão dianteira do Jeep Renegade Sporte é do tipo McPherson com rigidez excepcional para até 17 cm de articulação, melhor comportamento em curvas e peso reduzido. Um elemento transversal frontal especialmente projetado tem duas funções: fornecer rigidez para maior conforto acústico e integrar uma linha de terceira carga para melhorar a absorção de energia em caso de impacto. 



Uma inovação foi a adoção de montagem de amortecedores bipartidos, que transmitem as vibrações do piso para a estrutura da carroceria por meio de dois trajetos diferentes, para melhor acústica interna e mais eficiência dos próprios amortecedores.

Projetada para amenizar asperezas indesejadas na cabine e ajudar a lidar com a transmissão do torque, a arquitetura do chassi do Renegade Sport apresenta suspensão traseira do tipo McPherson. Com molas helicoidais e amortecedores montados na parte superior, este design permite que a versão maximize a flexibilidade das molas, melhorando o desempenho na estrada e ofereça até 20,5 cm de articulação das rodas traseiras para aventuras off-road. 

Outro ponto de destaque no Jeep Renegade Sport é a sua eficiente e precisa direção elétrica. O sistema de assistência é montado na coluna da direção e utiliza a tecnologia mais recente disponível, que proporciona dirigibilidade esportiva ao gerenciar cargas significativas em todas as velocidades de operação do volante, além de auxiliar em curvas, modulando de acordo com as condições de dirigibilidade. 



Toda a assistência é fornecida por um motor elétrico - como o sistema é inteiramente eletrônico, o motorista experimenta um esforço ideal na direção em todas as velocidades do veículo com a melhor eficiência de combustível, já que não há perdas parasíticas de uma bomba de direção hidráulica.

Para completar, o sistema de direção com torque ativo melhora tanto a segurança como a dirigibilidade. Exemplificando, numa curva feita no limite da aderência, o sistema exerce uma força na direção contrária à que o motorista precisa girar, tornando o volante mais pesado nesse lado, para induzir o motorista a optar pela trajetória correta. Além disso, o sistema de direção é totalmente integrado com o controle eletrônico de estabilidade do veículo para ajudar na compensação em situações de tração fracionada, direção de torque e deriva de direção (estradas irregulares).



O Renegade Sport bem equipado de série com rodas em liga aro 16’’e pneus 215/65, freios a disco nas 4 rodas, piloto automático, direção elétrica, sensor de estacionamento traseiro, controle de Estabilidade, freio de estacionamento elétrico, sistema de áudio com 6 alto falantes, USB e Bluetooth, espelhos retrovisores elétricos, vidros elétricos nas 4 portas com one touch, computador de bordo para distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, controle de tração, auxílio de partida em subidas e tomada 12V.

Veja mais fotos
































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!