segunda-feira, 11 de abril de 2016

Coluna "Alta Roda": Triplo "A" em consumo



Fernando Calmon*

Palavra de ordem é economia de combustível, a herança mais bem-vinda do controverso programa Inovar-Auto. E nessa verdadeira corrida para beneficiar o consumidor, um passo audacioso acaba de vir do Grupo PSA (antes, PSA Peugeot Citroën). Na linha 2017 do Peugeot 208 estreia o motor de três cilindros de 1,2 litro flex que aparece no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) com nota triplo A, ou seja, é o automóvel de menor consumo de combustível à venda no Brasil (entregas a partir de 1º de maio).

Trata-se de um motor aspirado de última geração e, pode-se afirmar, até melhor que o mesmo Pure Tech, família EB2, produzido na França. Toma o lugar do antigo, de 1.450 cm³, que progressivamente será descontinuado. O Citroën C3 também o receberá em curto prazo. Foi desenvolvido especificamente para o Brasil, com taxa de compressão de 12,5, quatro válvulas por cilindro e duplo comando variável na admissão e escapamento.

Os números falam por si: potência de 84 cv/90 cv (etanol) a 5.750 rpm e torque de 12,2 kgfm/13 kgfm (etanol) a apenas 2.750 rpm. Significa desempenho melhor que o antigo, pois o torque máximo aparece mais rápido e se diminuiu em 25 kg a massa do motor. A diferença nominal para o anterior é de apenas 3 cv e 0,9 kgfm (etanol), imperceptível na prática: torque máximo surgia antes a 3.000 rpm. Além disso, se caracteriza pela suavidade acima dos padrões para uma unidade motriz de três cilindros.

Números de consumo são brilhantes, tanto com etanol quanto gasolina. Em cidade faz 10,9 e 15,1 km/l; na estrada, 11,7 e 16,9 km/l, respectivamente, segundo o PBE. Além de ter uma relação de custo/km no ciclo urbano com etanol mais atraente que outros motores flex, não será difícil superar 20 km/l com gasolina na estrada, na vida real.

Esse novo motor é importado da França e só será nacionalizado quando a produção tornar-se rentável, próxima das 100.000 unidades por ano, incluídos os carros exportados. A PSA considera o lançamento um marco na sua história de 15 anos no Brasil. O 208 recebeu leve atualização de linhas para marcar meia-vida desta geração lançada há cinco anos. Grade, para-choque dianteiro, luz diurna, lanterna traseira em LED e sistema multimídia com tela tátil de 7 pol. são as principais mudanças.

Continua a ser um compacto que disponibiliza equipamentos acima da média do mercado. Inclui recursos eletrônicos de série como controle eletrônico de estabilidade (correção de trajetória) e função de assistência em rampas. O acabamento interno também se destaca por materiais agradáveis ao tato no painel.

Os preços, entretanto, se mantiveram: de R$ 48.190 (Active) a R$ 64.590 (Griffe, 1,6 L, flex, 115 cv/122 cv, automático), mesmo com inflação alta. A PSA oferece bônus de R$ 3.000.

Finalmente, chegou a aguardada versão GT. Seu motor turbo de 1.6 L e 173 cv (etanol) é reconhecido pelo alto desempenho e funcionamento suave. Em um carro de apenas 1.196 kg em ordem de marcha, acelerar de 0 a 100 km/h em 7,6 s o coloca em posição de superioridade frente aos concorrentes, embora disponível apenas com câmbio manual de seis marchas. Preço de R$ 78.990 limitará a venda entre 5% e 10% do total da linha.

RODA VIVA

APESAR de estar confirmado para o segundo semestre a estreia do motor Renault de três cilindros/1,0 L no Sandero e também no inteiramente novo subcompacto Kwid, a marca francesa ainda avalia se vale a pena oferecer o de 0,8 L com o qual foi lançado na Índia em setembro do ano passado. Diferenças de preço e de consumo de combustível seriam insignificantes.

FINALMENTE o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo terá um local digno para importância do maior evento da América Latina organizado por empresa particular. Antecipado por esta coluna em outubro de 2014, estão previstos mais de 750.000 visitantes entre 10 e 20 de novembro próximos. A Reed-Alcântara espera até 36 marcas e 90 expositores.

SÃO PAULO Expo inclui novo pavilhão de 90.000 m² (10% maior que o Anhembi), climatizado, estacionamento coberto para 4.500 veículos, duas pistas de testes, praça de alimentação para 600 pessoas e várias possibilidades de acesso. A área, a ser inaugurada no próximo dia 26, está sob administração do grupo francês GL, que investiu R$ 400 mi no empreendimento.

CITROËN lança o plano de revisões periódicas a R$ 1,00 por dia (R$ 365,00) para os três primeiros anos (ou 10.000/20.000/30.000 km), válido para o recente Aircross e C3 ano-modelo 2017 (estreia do motor de três cilindros). Renault adotou a mesma estratégia ao apresentar o Logan em 2007. Nove anos depois, é como se não tivesse havido inflação...

DEPOIS de quatro anos de trabalho duro e superando obstáculos, o diretor Dino Dragone concluiu o filme-documentário Nutz, de 77 minutos. O melhor sobre o tema “Os brasileiros e seus carros antigos – histórias de loucura e paixão”. Pré-estreia foi em São Paulo, no Box 54. Ideia é exibir em circuitos culturais e futuramente estar disponível também em DVD.

*fernando@calmon.jor.br e www.facebook.com/fernando.calmon2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!