quinta-feira, 26 de maio de 2016

Alpha Notícias: Stig tem identidade revelada pela Nissan




Um dos principais pilotos da marca garante qualidade na performance de cada veículo novo para mercados locais

Texto e Fotos: Assessoria de Imprensa

Tudo o que sabíamos até agora é que ele se chama Paul Eames e ele é o piloto da Nissan. Mas a fabricante japonese removeu o capacete do seu melhor piloto de test drive pela primeira vez para revelar sua identidade.


Ele tem um papel fundamental no time que é responsável pela garantia de que cada novo veículo da Nissan se desenvolva dinamicamente na sua melhor forma para as estradas europeias. Sendo um dos quatro motoristas "expert" fora do Japão a receber o Certificado de Qualificação em Direção da Nissan, Paul completa incontáveis voltas nas pistas de teste da companhia ao redor do mundo.

Com 20 anos de experiência na Nissan, Paul sabe instintivamente se o chassi de um carro novo está otimizado para o melhor equilíbrio entre performance e conforto dos passageiros. Além habilidades sobre-humanas atrás do volante, ele também tem o talento de saber pensar como o consumidor.

"Com o novo GT-R, que irá a venda este verão, o objetivo era torna-lo tão empolgante, aderente e estável o possível quando sendo guiado em condições extremas, porque é isso que o dono de um GT-R deseja" Disse Eames. Mas as regras não se aplicam quando a questão é o desenvolvimento de modelos com alto número de vendas, como o Nissan JUKE ou os crossovers Qashqai. "Estes carros precisam ser ágeis, estáveis e muito seguros, mas ao mesmo tempo precisam entregar conforto e maleabilidade para os consumidores", disse Eames, que começou sua carreira automotiva nos anos 80, como mecânico.


O trabalho de Paul não é apenas reduzir milésimos de segundos em voltas na pista – mesmo que ele seja muito bom nisso. Seu trabalho consiste em replicar como os consumidores da Nissan vão dirigir seus carros no mundo real.

"Eu dirijo em diferentes velocidades, em posições diferentes na estrada, subindo, descendo, fazendo curvas, em caminhos esburacados e em condições de tráfico parado ou intenso", disse o piloto. "Para a Nissan, tudo se resume a qualidade da experiência de dirigir. Só então consigo realmente avaliar a performance dinâmica verdadeira do carro, e garantir que está tudo certo para os consumidores".

O trabalho de Paul é extremamente complexo, porque a Nissan desenvolve carros para mercados ao redor de todo o mundo, onde as vias são as mais diversas em termos de construção, curvatura, e qualidade da superfície. O que funciona muito bem em um país, pode não funcionar num outro. Como resultado disto, ele viaja ao redor do mundo: faz testes no tempo gelado das proximidades do círculo polar ártico até o clima quente dos testes na Espanha.

Ele está, atualmente, trabalhando com os engenheiros das Direção Autônoma da Nissan, refinando a tecnologia. A Nissan já está se estabelecendo como líder global nesta tecnologia emergente, com o ProPilot (direção autônoma em pista única), prevista para estrear no Nissan Qashqai do ano que vem.

"A Direção Autônoma pretende dar mais controle ao motorista enquanto mantem os elementos prazerosos de se dirigir e tira algumas partes não tão prazerosas, enquanto aumenta a segurança do consumidor, " disse Paul. "Esta tecnologia é muito empolgante para mim e para o time de engenharia da Nissan Europa, porque estamos prestes a presenciar uma grande mudança na indústria automotiva".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!