domingo, 26 de junho de 2016

Alpha Notícias: Citroën grava comercial apenas com smartphones




Marca explora jovialidade e modernidade do C3 PureTech

A conectividade aliada à mobilidade já faz parte do dia a dia dos brasileiros, assim como a necessidade de tornar a vida cada vez mais prática e funcional. Ao apresentar o Novo C3 PureTech, uma versão mais econômica e com menor emissão de poluentes do compacto premium, a Citroën inova com filme produzido exclusivamente com smartphones. 


O roteiro do filme mostra uma viagem “bate-volta” de São Paulo ao Rio de Janeiro, feita por dois jovens que representam o público consumidor do carro - homens e mulheres entre 25 e 40 anos. Conectados ao sistema multimídia, eles mostram como uma viagem pode ser prazerosa dentro do C3 PureTech, especialmente porque é possível realizá-la com apenas um tanque de combustível! Em outras palavras, sem ter com o que se preocupar, o casal se diverte nos principais pontos turísticos da cidade entre selfies, trilha sonora inspiradora e total conforto proporcionado pelo C3.

“Fazer um bate-volta de São Paulo ao Rio com apenas um tanque de combustível é algo totalmente possível com o C3 PureTech. Ao gravarmos o filme com smartphones durante uma viagem ‘real’, queríamos inserir o espectador em seu próprio cotidiano, seu próprio mundo. Afinal, as pessoas procuram carros que reflitam o seu estilo de vida”, explica Nuno Coutinho, diretor de Marketing da Citroën do Brasil. 


A produção do filme é da Mantopix, com direção de João Mantovani e Luciano Falconi. Para a captação, foram utilizados dois aparelhos iPhone6S, pois filmam em resolução 4k a 24 fps (frames per second), o que é uma linguagem comum no cinema. Para isso, o aplicativo utilizado para a captação foi o Filmic Pro, e não o sistema original do aparelho. O recurso garantiu total controle da câmera do celular, como velocidade de obturação, balanço de branco, ISO etc., exatamente como uma câmera profissional. Equipamentos e acessórios diversos também foram necessários para estabilizar o samrtphone, muito leve e sensível, o que é um desafio para realizar as imagens em movimento dos automóveis. 

Sobre as lentes, foram utilizadas dois tipos específicas para iPhone: uma grande angular e outra semi teleobjetiva. Em relação às câmeras 35 mm, seria o equivalente a uma 28 mm para angular e uma 100 mm na tele. Também foram adaptados filtros polarizadores e graduais em frente às lentes. “Contornar as limitações técnicas aproveitando o papel fundamental do smartphone para o story telling foi o maior desafio. Mas é essa mistura de simples com refinado, de imagens vivas das pessoas e momentos, aliadas às clássicas dos produtos e seus features, que garantiu o charme deste filme”, destaca João Mantovani.

Fotografias

Já a produção fotográfica foi liderada pelo experiente fotógrafo Pedro Bicudo. O smartphone, neste caso, teve o “apoio” de um filtro polarizador circular, uma lente grande angular (apenas para as imagens internas) – ambos adaptados à lente do smartphone - e um iluminador de LED. “Quando usamos um equipamento fotográfico tradicional, contamos com objetivas específicas e muita iluminação para trabalhar. Mas resolvemos ser ainda mais ousados e investir nas limitações do aparelho a nosso favor”, ressalta Pedro Bicudo. Sobre os efeitos das imagens, o fotógrafo também quis manter o lado “purista” do material, utilizando apenas as técnicas digitais usuais. “Não utilizamos filtros "prontos", para, assim, termos mais controle sobre o resultado final”, explica Bicudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!