domingo, 31 de julho de 2016

Alpha Serviços: Cuidados que você deve ter em postos de combustíveis




Consumidor deve ficar atento a preços, qualidade, quantidade e validade de produtos 

A Fundação Procon-SP orienta os consumidores sobre cuidados necessários em postos de combustíveis. 

Muitos consumidores têm reclamado que ao pedir gasolina, os frentistas abastecem com gasolina aditivada que é bem mais cara que a comum, proporcionando um número de litros menor do que o pretendido. Em geral, isso acontece quando o consumidor não desce do veículo e não vê qual tipo de combustível foi utilizado, quantos litros foram abastecidos, se o valor devido é o cobrado. 

Origem, preço, validade e quantidade 

Os postos de combustíveis devem informar na entrada do posto, através de placas, faixas ou totens, os valores que são praticados segundo regra da Agência Nacional do Petróleo (ANP). É importante o consumidor verificar se os preços das bombas são os mesmos que os anunciados e se há restrição de horário, forma de pagamento ou bomba. 

Abasteça num posto de confiança e acompanhe o rendimento do combustível, além da qualidade a quantidade também é adulterada, algumas bombas chegam a abastecer até 20% a menos por litro. A bomba deve conter selo do Instituto Nacional de Metrologia Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), ter lacre para evitar a instalação de dispositivos fraudulentos. Postos devem manter a nota fiscal da compra do combustível e quando ele tiver bandeira só poderá comercializar combustíveis da mesma marca. 

Etanol

Nas bombas verifique o nível do densímetro, o tubo transparente onde passa o combustível e é possível perceber a quantidade de água. O máximo permitido pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) é de 5% ou há adulteração. O etanol deve ser límpido, isento de impurezas a cor alaranjada significa adulteração. 

Gasolina

Em caso de suspeita quanto a qualidade da gasolina, o consumidor pode pedir ao funcionário do posto que realize na hora o “teste da proveta”, que mede a porcentagem de etanol misturado. Verifique o tipo de gasolina que está sendo utilizado. A gasolina também tem validade são até três meses no depósito do posto, por isso, muitos empurram o tipo mais caro com menos saída. 

Fluídos, lubrificante e aditivos 

Atenção ao trocar lubrificantes e fluídos que têm prazo de validade a ser respeitado, como também conferir se o preço está na prateleira. O consumidor deve estar atento as afirmações de frentistas que ‘o óleo está baixo’, salvo vazamento, não é comum isso ocorrer. Consulte o manual e veja quando realizar a troca. É comum postos comissionarem frentistas para realizar a venda. 

O fluído de freio tem validade, após o seu vencimento ele absorve umidade, especialmente no litoral e localidades mais úmidas, com isso, perde eficiência quando forma bolhas de ar e uma espécie de borra que dificulta a frenagem, podendo causar sérios acidentes. 

É importante sempre pedir nota ou cupom fiscal, e ao pagar com cartão recomenda-se conferir se os valores cobrados estão corretos. 

Onde denunciar:

Procon-SP telefone: 151 ( www.procon.sp.gov.br )

IPEM: ( 11) 3581-2000 ( www.ipem.sp.gov.br )

ANP: telefone 0800 970 0267 ( www.anp.gov.br )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!