quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Alpha Testes: Vale a pena investir R$126 mil no Toyota Prius 2016




Quarta geração do modelo híbrido conta com novo design e muita tecnologia

Em 2011, antes mesmo da Toyota decidir iniciar a comercialização no Prius no Brasil, tivemos a oportunidade de avaliar um dos dez modelos que a marca trouxe para o País com o objetivo de “sentir” a aceitação dele por aqui. Até hoje aquele modelo foi o que teve mais destaque de todos que avaliamos: não tinha por aqui, era híbrido, design diferenciado etc. certamente foram alguns dos motivos de tamanho destaque.


Agora a Toyota apresentou a quarta geração do Prius, que por aqui é linha 2016, preço a partir de R$126 e que continua sendo, por onde passa, o centro das atenções. Avaliamos o modelo híbrido pioneiro e de maior sucesso global, com vendas acumuladas de 5,7 milhões de unidades em mais de 90 países e disponível nas cores Branco Polar, Branco Perolizado, Preto Atitude, Prata Galáctico, Cinza Granito, Azul Noturno e a inédita Vermelho Emoção.


A quarta geração do Toyota Prius foi totalmente redesenhada em relação à geração anterior. O veículo está 60 mm mais comprido (4.540 mm), 15 mm mais largo (1.760 mm) e 20 mm mais baixo (1.490 mm). O espaço na cabine também aumentou, são 15 mm a mais de comprimento (2.210 mm) e 20 mm na largura (1.490mm). O porta-malas comporta 412 litros e sua abertura ganhou 84 mm em sua largura.

Os novos faróis minimizam a área frontal do Toyota Prius e garantem, ao mesmo tempo, uma potente iluminação em LED. Na traseira, as lanternas combinam formas ousadas e originais, desde o spoiler até as linhas laterais. O modelo é equipado com rodas de liga leve de 15 polegadas, que receberam calotas com partes curvadas em forma de onda, que mitigam a resistência ao ar. Há também aletas aerodinâmicas frontais e traseiras que otimizam a passagem do vento.


A qualidade dos materiais utilizados no interior do veículo garante conforto e suavidade ao toque. O habitáculo está maior, devido a alguns detalhes, como as linhas finas da base do painel alinhadas às portas, até a eliminação do excesso de revestimentos na parte transversal do painel de instrumentos, portas e colunas.

O painel está ainda mais funcional, com todos os comandos ao alcance da mão do condutor, como a manopla de transmissão do tipo joystick, localizada diretamente no painel.


Os assentos foram redesenhados. Nos bancos dianteiros, reforços no estofado ampliaram o conforto, proporcionando ergonomia precisa. Os encostos de cabeça e lombar foram posicionados para garantir postura ideal aos ocupantes, resultando em redução da pressão sobre os músculos das costas e pescoço.

O Toyota Prius possui ar-condicionado dual zone com comando S-Flow, capaz de concentrar o fluxo de ar apenas nas áreas da cabine onde há ocupação - o sistema reconhece automaticamente se o banco traseiro está vazio e direciona o ar somente para a zona frontal. O modelo dispõe ainda de carregador de celular sem fio (compatível para aparelhos que essa tecnologia), sistema de navegação integrado, head-up display colorido e TV digital.


O modelo também oferece de série banco do motorista com regulagem de altura e distância, além de regulagem lombar elétrica, revestimento em padrão couro e material sintético nos assentos, aquecimento dos bancos dianteiros, vidros elétricos nas quatro portas, com função “um toque” e sistema antiesmagamento, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, travas elétricas, descansa braços traseiro (16 mm mais largo em comparação com a geração anterior) com porta-copos, retrovisores externos elétricos, retráteis e com indicadores de direção, retrovisor interno eletrocrômico, volante em padrão couro com comandos integrados do áudio e do computador de bordo, controle de velocidade de cruzeiro, aviso sonoro de faróis ligados, entre outros. Luzes de leitura individuais dianteiras e no teto completam a lista de conforto e conveniência.

O sistema multimídia que equipa o Prius contempla rádio AM/FM, CD e MP3 player, conexões Bluetooth, USB e AUX, além de sistema de navegação em uma tela de 7” sensível ao toque, garantindo fácil operação e uma excelente qualidade de imagem e som.


Já o computador de bordo possui um monitor TFT com dois visores de 4.2 polegadas. Nele, o motorista pode personalizar o conteúdo da tela principal com suas preferências, entre exibições simples ou segmentada.

O Toyota Prius conta com o sistema Hybrid Synergy Drive que combina um motor a gasolina de 1.8 litro VVT-i de ciclo Atkinson, com 98 cavalos a 5.200 giros e 14,2 kgfm de torque a 3.600 rpm, que foi redesenhado e teve redução de tamanho e peso. Esse propulsor funciona em conjunto com outro elétrico de 72 cavalos e 16,6 kgfm de torque, garantindo aceleração suave e excelente conforto ao rodar em qualquer tipo de condução.


O modelo entrega potência combinada estimada de 123 cavalos, priorizando o baixo consumo de combustível, sem comprometer o desempenho. Em testes realizados pela Toyota no Japão, ele acelerou de 0 a 100 km/h em 11 segundos.

Com relação ao consumo, o INMETRO reconheceu a nova geração do Prius como o carro mais eficiente do País, registrando 18,9 km/l em ciclo urbano e 17 km/l em rodovias. A economia de combustível do Novo Prius, quando confrontado com um modelo de mesmo porte movido a gasolina, é de até 52% na cidade e 42% na estrada.

O Prius possui sistema de freios regenerativos, que acumula a energia cinética gerada pelas frenagens e a transforma em energia elétrica, alimentando a bateria híbrida. Isso garante maior autonomia ao modelo no modo elétrico, também contribuindo para economia de combustível. A transmissão do Novo Prius continua ser do tipo CVT.

Um comentário:

  1. Claro que não vale pois carro não é investimento. Aliás, os carros brasileiros de modo geral, são muito caros. Quem compra é porque gosta. Se meu dinheiro fosse ganho sem trabalhar, como a maioria do políticos, eu até compraria. Sabendo que ou iria arrebentar a máquina nos buracos de nossas ruas ou ser tomado por ladrões.

    ResponderExcluir

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!