sábado, 5 de novembro de 2016

Alpha Serviços: Ferramenta mostra histórico de recalls da frota nacional de veículos




Consulta Recall permite pesquisar as convocações feitas no país desde 1999 

O motorista atento às condições mecânicas do carro garante uma viagem mais tranquila e segura para si, para os passageiros e para os demais condutores que cruzarem o seu caminho pelas vias públicas. Para isso, é importante manter as revisões em dia e observar eventuais sinais de alerta. 

Segundo o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), 5% dos acidentes são motivados por falhas mecânicas no automóvel. Diante dessa constatação, é necessário estar atento aos recalls pelos quais o veículo deveria passar, para resolver eventuais defeitos de fabricação.

De acordo com o Ministério da Justiça, cerca de sete em cada dez recalls registrados no país no ano passado foram para realizar reparos em veículos. Desses, 91,48% expõem a vida de motoristas e passageiros a possíveis ocorrências de lesões e/ou lacerações, enquanto em 8,52% dos casos constatou-se a possibilidade de haver o registro de incêndio.

Os recalls envolveram em 2015 mais de 2,7 milhões de automóveis. Recentemente, a japonesa Takata convocou o maior recall da história ao descobrir defeitos nos airbags dos veículos que a empresa produz. Ao ser acionado, o item de segurança poderia explodir e lançar partes metálicas contra os ocupantes.

A Consulta Recall é uma ferramenta que permite pesquisar todas as convocações realizadas no país desde 1999, para uma frota de mais de 90 milhões de veículos, tornando-se, assim, a maior base de dados desse tipo no Brasil. Por meio dela, é possível obter detalhes das avarias diagnosticadas pelas montadoras que anunciaram recalls nos últimos 17 anos e saber se o veículo passou pelas revisões necessárias.

Caso o proprietário do veículo tenha conhecimento sobre a realização da campanha, e negligencie em fazer o devido reparo, correrá o risco de perder a cobertura contratada junto à seguradora. Isso ocorreria se um possível sinistro tiver relação com a manutenção que deixou de ser feita no recall convocado pela montadora. 

O acesso a esse histórico também auxilia o cidadão na hora de adquirir um veículo, já que a possibilidade de saber se o carro passou ou deveria ter passado por algum recall permitirá ao consumidor dar preferência às unidades à venda no mercado que estejam com os reparos em dia, a partir da adoção da Consulta Recall por bancos, financeiras e seguradoras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!