quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Alpha Notícias: Ford investe US$200 milhões para desenvolver tecnologias e aprimorar design




Marca terá novo centro global de testes aerodinâmicos e climáticos 

A Ford anunciou que terá um novo centro global de testes aerodinâmicos de última geração, com tecnologia para atender tanto carros de produção em série como veículos de competição. O objetivo do projeto, com investimento de US$200 milhões, é desenvolver tecnologias e aprimoramentos de design com foco no desempenho e economia de combustível.


“O investimento nessas instalações de classe mundial destaca o compromisso da Ford de ampliar nossa capacidade para continuar a oferecer veículos da mais alta qualidade para os nossos consumidores. A sua construção será iniciada ainda este ano e, quando pronto, estará apto para atender globalmente o mundo Ford”, diz Raj Nair, vice-presidente de Desenvolvimento do Produto Global da Ford.

Com tecnologias inovadoras e o estado da arte em simuladores, o complexo será instalado numa área de mais de 50.000 metros quadrados, perto do campo de provas da Ford em Allen Park, nas proximidades de Detroit.


Economia de combustível

O novo centro terá ferramentas inovadoras para os engenheiros testarem aprimoramentos no design dos veículos. Seu túnel de vento contará com um novo sistema acionado por cinco correias para reproduzir de forma realista o arrasto aerodinâmico. Com isso, em vez de ter de levar o carro para rodar na pista, a Ford poderá trazer a pista até o veículo.

Para os testes de economia de combustível, cada roda contará com uma correia de acionamento individual. Uma quinta correia, maior, instalada no centro e embaixo do veículo, será capaz de gerar um fluxo de ar de até 250 km/h. O equipamento incluirá ainda um guindaste para alternar os sistemas de uma ou cinco correias – combinando dois tipos de teste na mesma instalação.

O sistema de correia única terá capacidade de operar a até 320 km/h, inaugurando uma nova era para os testes de carros de corrida e alto desempenho. 


Clima do Polo ao Deserto

Junto com a pista de rolagem, o novo túnel de vento será capaz de simular o fluxo de ar em ambientes extremos, em velocidades de até 250 km/h ou 320 km/h, para avaliação do design dos carros com maior precisão e repetibilidade. Sua câmara climática poderá produzir temperaturas desde 40°C negativos, mais frio que o Polo Ártico, até 60°C, mais quente que o Deserto do Saara. 

“Esse novo centro permitirá não só testar nossa linha de carros de corrida e de alta performance, mas também compartilhar as inovações com todos os produtos globais da Ford”, diz Dave Pericak, diretor global da Ford Performance. 

O complexo contará também com túneis de vento e câmaras de tamanho extra grande para testar veículos maiores, como as picapes Super Duty.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!