sábado, 1 de julho de 2017

Alpha Notícias: Citroën equipa o C3 e AirCross com novo câmbio




Modelos ganham transmissão automática de seis velocidades e preço parte de R$58.540,00

A Citroën ampliou as versões dos modelos C3 e AirCross com a opção do novo câmbio automático de seis velocidades. Seus preços partem de R$59.540,00 no C3 e R$67.990,00 no AirCross. 


“Com a introdução do câmbio de seis marchas, o cliente Citroën terá uma nova experiência de condução, totalmente voltada para o conforto e coerente com nossa promessa de marca, Feel Good”, destaca Paulo Solti, Vice-presidente do Grupo PSA América Latina e Diretor Geral da Citroën do Brasil. 

O novo câmbio sequencial de seis marchas também é sinônimo de eficiência energética, já que apresenta ganhos de consumo nos ciclos urbano e rodoviário. A linha C3/AIRCROSS passa a oferecer em sua linha 2018 a oferta de uma nova cor, a Dark Carmin (marrom metálico) e inclui como equipamento de série em todas as versões (exceto ST@RT) a moderna Central Multimídia com tela Touch-screen de 7", com Rádio AM/FM, MP3, Bluetooth e Mirror Screen.


A marca passa a disponibilizar, também, uma nova versão de entrada de gama para o compacto Premium C3: Attraction Automática 6 Marchas. Com preço a partir de R$ 58.540,00, traz de série inúmeros conteúdos, como direção elétrica, ar-condicionado, central multimídia, computador de bordo, faróis de neblina, vidros e travas elétricas, volante com regulagem de altura e profundidade, pneus 195/60 R15 Fuel Saver, entre outros.

O AirCross sai de fábrica com direção elétrica, ar-condicionado, DRL, rodas de alumínio 16”, Barras de teto e Central multimídia e preço a partir de R$67.990,00.


Câmbio de seis velocidades

Produzida pela líder mundial em caixas de câmbio, a empresa japonesa AISIN AW, a nova caixa automática sequencial de 6 marchas (EAT6) é a mesma já utilizada nos modelos C4 Lounge e Novo C4 Picasso. Dotada de um sistema de controle hidráulico de alta precisão, ela permite passagens de marcha suaves, sem solavancos ou perda de potência. Suas principais características técnicas são:

· Apresentar um conversor de torque com inércia reduzida;

· Possuir uma estrutura eletrônica compacta: o calculador motor é montado na própria caixa, integrando diretamente a função de seleção de marchas;

· Contar com um sistema de arrefecimento mais eficaz e robusto para assegurar um perfeito funcionamento nas severas condições de rodagem e temperaturas da América Latina;

· Permitir trocas sequenciais: além do mecanismo automático, a caixa integra a possibilidade de um modo “manual”, graças a um comando de velocidades sequencial. O modo “manual” ou “sequencial” oferece ao motorista a livre escolha da passagem das velocidades. Para fazer o inverso, basta deslocar lateralmente a alavanca de câmbio para a esquerda. A passagem das velocidades efetua-se por meio de impulso sobre a alavanca: para a frente (+), a mudança de marchas é ascendente (engata-se uma marcha mais alta); para trás (-), a mudança de marchas é descendente (engatam-se marchas mais baixas). Esta mudança é feita de maneira simples e rápida. O comando sequencial oferece, portanto, as mesmas vantagens da caixa manual, sem as numerosas ações de desembreagem.


O motor 120 VTi Flex Start

Utilizado tanto nos C3 quanto nos AirCross equipados com a nova caixa automática sequencial de 6 marchas, o motor 120 Vti Flex Start oferece excelente desempenho: 118 cv a 5.750 rpm e torque máximo de 158 Nm a 4.750 rpm (números com etanol). Cerca de 80% do torque já está disponível a partir de 1.500 rpm.

O motor 120 Vti Flex Start possui, ainda, os seguintes diferenciais técnicos:

· Flex Start: a tecnologia Flex Start elimina o reservatório de gasolina (‘’tanquinho’’) situado no compartimento do motor. Não há necessidade de colocar gasolina para realizar a partida a frio: o Flex Start é um sistema de gerenciamento eletrônico, que controla toda a operação de aquecimento do combustível. O carro passa a ter uma partida mais precisa e confiável, além de contar com mais conforto e eficiência nas acelerações. O Flex Start permite a partida do motor em baixas temperaturas, quando abastecido com combustível contendo entre 85% e 100% de etanol;

· VVT: comando de válvulas variável. Faz os tempos de abertura das válvulas e o fluxo de ar/combustível variarem de acordo com a necessidade do motorista. Ela é identificada pelo cruzamento de informações de aceleração, comportamento do motor, elementos externos (pressão atmosférica, temperatura) e outros parâmetros. Com isso, as características do motor são modificadas, garantindo um bom desempenho em diferentes regimes de rotação e, ainda, a redução do consumo de combustível;

· Bomba de óleo variável: ajusta, automaticamente, o fluxo de óleo enviado de acordo com a rotação do motor e a carga. Como resultado, o motor absorve menos energia, ficando mais econômico. Este equipamento permite uma economia de combustível de 1%;

· Conjunto de pistões e anéis “lowfriction”: os componentes usam material de baixo atrito, o que reduz o gasto de energia do motor para movimentar suas próprias peças e torna mais eficiente seu funcionamento;

· Conjunto de pistões e anéis “lowfriction”: os componentes usam material de baixo atrito, o que reduz o gasto de energia do motor para movimentar suas próprias peças e torna mais eficiente seu funcionamento;

· Cilindros com acabamento “lowfriction”: o brunimento dos cilindros também adota material de baixa resistência à fricção, reduzindo o atrito entre as peças;

· Bielas forjadas e fraturadas: com alta resistência, têm peso reduzido, contribuindo para melhor desempenho do motor e redução do consumo;

· Coletor de admissão e tampa do motor em plástico: a adoção de plástico nestes componentes reduz o peso sem comprometer a resistência;

· Tuchos hidráulicos: mais modernos, melhoram a eficiência do conjunto, além de não precisar de manutenção;

· Sistema “drive by wire”: emprega fios e sensores para conectar o corpo da borboleta ao acelerador. Permite respostas mais rápidas e precisas ao comando do motorista sobre o pedal de aceleração, otimizando o comportamento do motor e o consumo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!