domingo, 26 de novembro de 2017

Alpha Esportes: Pilotos dão show no Autódromo Velo Città




Rallycross emocionante encerrou a temporada 2017 do Mitsubishi Cup 

Com a presença de mais de duas mil pessoas, foi emocionante a disputa pelo campeonato 2017 do rali cross-country de velocidade Mitsubishi Cup. As cinco categorias chegaram sem definições à sétima e última etapa do ano, e as duplas precisaram acelerar para garantir um bom resultado. Depois de percorrer duas especiais de cross-country de 32km cada, os competidores ainda encararam o rallycross, prova que mescla terra e asfalto na pista do Velo Città com carros lado a lado. 


Além da final da Mitsubishi Cup, o Autódromo Velo Città recebeu outros quatro eventos: o rali Mitsubishi Outdoor, o track day Lancer Day, a prova de regularidade no asfalto Fun Day e o rali Mitsubishi Motorsports, que contou com a participação do nosso editor Sérgio Dias em dupla com o Wandick Donett, editor do site Carpress. "Fizemos uma boa prova, erramos pouco, mas as outras duas duplas estavam bem preparadas", disse nosso editor, que conquistou o terceiro lugar.

As disputas empolgaram o público presente, que pôde ver bem de perto os carros de rali na pista, e acompanhar a definição da temporada. "As categorias vieram bem apertadas até o final, e o rallycross foi bem rápido, bacana de assistir", ressalta Du Sachs, diretor técnico da Mitsubishi Cup. "Estou no rali há mais de 20 anos, participei da primeira Mit Cup... Encerro 2017 contente e com sensação de missão cumprida." 

Os campeões

Dividida em cinco categorias – L200 Triton Sport RS, L200 Triton ER, L200 Triton ER Master, ASX RS e Pajero TR4 ER – a Mitsubishi Cup encerrou em Mogi Guaçu sua 18ª temporada. 

Na categoria L200 Triton Sport RS, a vitória na 7ª etapa foi de Rodrigo Meinberg e Luis Felipe Eckel. "Prova bem gostosa, principalmente o cross-country, com navegação difícil. Especial travada, com curvas uma em cima da outra, piso escorregadio e muito calor", resume o piloto. "A maior parte foi de cana-de-açúcar baixa. E foi uma prova 'menos é mais': precisava andar menos para virar rápido, porque se forçasse, espalhava muito e perdia tempo", explica Eckel. "Foi um ano bem disputado, brigamos etapa a etapa com o André e o Alison. Eles estão de parabéns pelo resultado", conclui Meinberg. 

Mas quem levou o título da temporada foi a dupla André Miranda e Alison Pedroso. "Tricampeões consecutivos", celebra André, que venceu 2015 e 2016 na categoria Pajero TR4 ER e este ano na L200 Triton Sport RS. "É um carro mais rápido, que aguenta muito, e precisamos adaptar a estratégia e a navegação para este ano", ressalta Alison. "Foi difícil, mas conseguimos passar na frente nesta última etapa e vencer. Foi uma temporada muito boa, cheia de novidades. Agora é manter o foco e o trabalho, e não sossegar para não deixar ninguém chegar perto", promete André. 

Albano dos Santos Parente Jr e Breno Almeida Resende foram os mais rápidos da categoria L200 Triton ER Master na prova de Mogi Guaçu. "Etapa diferente, difícil. Vencemos as duas especiais de cross-country, e no rallycross foi muito disputado, ficamos em terceiro. Temporada difícil, que terminamos com o vice-campeonato. Muito gratificante", conta Albano. "A Mitsubishi consegue se superar a cada ano. Tivemos surpresas etapa a etapa, com prova de 100km, noturna, rallycross... Em 2018 voltaremos pra tentar buscar o título", fala Breno. 

Thiago Rizzo e Leonardo Magalhães garantiram a taça da temporada 2017 na categoria L200 Triton ER Master. "Foi muito divertido e disputado! Nossa equipe ganhou como a melhor, nosso carro completou todas as etapas e conquistamos o campeonato. Agora vamos trabalhar para manter o título ano que vem", celebra Rizzo. "É diversão, adrenalina, é pra tirar todo o estresse... A Mitsubishi está de parabéns", conclui. "A palavra do ano foi dificuldade. A competitividade é enorme! Até a última volta brigamos pelo campeonato, e deu certo. Missão cumprida", comemora Leonardo. 

Já na categoria ASX RS, Vitor Muench e Jorge Adriano Peters levaram a melhor. "Foi uma etapa espetaculosa: espetacular com prazerosa! A Mitsubishi nos presenteou com uma prova desafiadora, inovadora", celebra Peters. "Foi um ano muito disputado, segundo a segundo. Emocionante. Valeu a pena! Nos dedicamos, nos preparamos... É um hobby, para desestressar, para curtir, fazer amizades, e acabar como hoje: dando risada", conta Muench, que venceu também o campeonato. "Esse troféu é uma coroação, vou guardar para a vida inteira." 

A pontuação é diferente para pilotos e navegadores e Ivo Mayer foi o navegador campeão da temporada. "Estou muito feliz! É uma pena que o Ricardinho [Feltre] não está comigo no pódio do campeonato, mas a rivalidade entre as duplas está apenas dentro prova, fora daqui todos somos amigos e isso é o que vale, a amizade prevalece", conta. 

Na L200 Triton ER, Alessandro Tozoni e Gilze Araújo subiram ao lugar mais alto do pódio tanto na etapa como no campeonato. "A sensação é indescritível. A gente vem para se divertir, independentemente do resultado. É aqui que gente deixa o estresse de fora", conta Tozoni. "O rallycross veio pra ficar. Eu me dei bem, então adoro!" A navegadora Gilze era só sorrisos. "Este é o resultado de um trabalho bem feito durante o ano inteiro. Foi muito legal, disputado... Não foi fácil! Mas eu gosto muito, nasci pra isso! É um sonho realizado." 

Marcos Chueda e Luiz Afonso Poli encerraram a temporada com o primeiro lugar na categoria Pajero TR4 ER. "Foi um ano cheio de novidades, todas de muito boa experiência. Alcançamos a meta de vencer o campeonato. Estou totalmente contente", ressalta Chueda. "Sempre estamos aprendendo e aprimorando, e precisamos nos adaptar às mudanças deste ano. Mas a prova não é só a corrida em si. É desde sair de casa, pegar estrada... É uma grande oportunidade de desligar do trabalho. É pra se divertir, é demais", comemora Poli. 

Novidades para 2018

A organização da Mitsubishi Cup anunciou as novidades para a 19ª temporada e divulgou um calendário preliminar. Com sete etapas, o ano de 2018 terá provas do tradicional rali cross-country de velocidade, além de rallycross, time attack e especial noturna. As cidades de Mogi Guaçu, Magda, Indaiatuba e Cordeirópolis, todas no Estado de São Paulo, estão confirmadas. 

“Ouvimos a opinião das duplas e vamos repetir em 2018 as novidades que testamos neste ano e que deram certo. Rallycross, prova noturna e time attack esquentaram ainda mais as disputas pelo campeonato e é esse nosso objetivo: fazer uma competição desafiadora e de alto nível técnico”, ressalta Fernando Julianelli, diretor de Marketing da Mitsubishi Motors. 

A Mitsubishi Cup terá cinco categorias no grid: Triton Sport RS, Triton ER Master, Triton ER, ASX RS Master e ASX RS. Todos os veículos são vendidos e homologados para os principais campeonatos de rali do Brasil, inclusive o Rally dos Sertões. 

Para 2019, as duplas podem esperar mais uma novidade: foi apresentada em primeira mão a L200 Triton Sport R, nova picape preparada para competição e homologada FIA.



Ralis Mitsubishi

As duplas do Mitsubishi Motorsports e as equipes do Mitsubishi Outdoor se reuniram no autódromo Velo Città, para a Super Final Mapfre, que marcou o fim da temporada 2017 das competições da marca dos três diamantes.

“Sou fã dos ralis da Mitsubishi. Depois que participei da minha primeira prova com um amigo, comprei uma L200 Triton para poder competir. Hoje já estou no meu terceiro carro da marca”, comenta Luiz Gustavo Médici, que compete no Mitsubishi Motorsports na categoria Turismo Light.

O dia foi agitado e repleto de atividades com cinco eventos acontecendo simultaneamente. Além dos dois ralis, o autódromo também recebeu a final da Mitsubishi Cup, o rali cross-country de velocidade mais tradicional do País, além do Fun Day, uma prova de regularidade na pista, e o Lancer Day, um track day para proprietários de Lancer Evolution.

Duplas femininas no Motorsports


A final do Mitsubishi Motorports teve características marcantes. Enquanto a categoria Turismo Light foi em direção a Itapira, em um divertido trajeto de 120 quilômetros as categorias Master, Graduados e Turismo percorreram 180 com piso muito liso e passando por mata nativa no entorno do autódromo. Quem se destacou nesse cenário foram duas duplas femininas.


Na categoria Turismo, Sandra Dias e Minae Miyauti foram as grandes vencedoras do dia. “Fechamos o ano com um grande resultado. O nível técnico do campeonato aumentou conforme as etapas foram passando. Temos cada vez mais duplas femininas conseguindo boas colocações”, comemora Minae, que também é campeã do Rally dos Sertões com seu Pajero Full na mesma categoria.

Outra dupla feminina que subiu no lugar mais alto do pódio foi a piloto Paula Breves e navegadora Vilma Rafael, da categoria Graduados. “Essa foi uma etapa de superação. Durante toda a trilha tivemos que manter a concentração em 100%. Começaremos o próximo ano ainda mais motivadas”, comenta Paula.

Já na Master, quem levou a melhor foi a dupla Renato Martins e Enedir Junior, de Belo Horizonte. “No Brasil, não há outra competição com o nível técnico do Mitsubishi Motorsports. O Velo Città nos traz muita sorte. Conseguimos uma vitória na abertura da temporada e outra agora, no encerramento”, brinca Renato.

Na Turismo Light, reservada para quem está começando. Raphael Abreu e Eber Oliveira. “O que mais gosto é da sensação de liberdade. Esse tipo de experiência que a Mitsubishi nos proporciona não tem preço”, explica Raphael, que participa a bordo de seu Pajero TR4.

Campões da temporada

Em um ano muito disputado, a definição do campeonato ficou para essa última etapa. Na categoria Master, Paulo Góes e Jonathan Ardigo terminaram a competição em primeiro lugar. A dupla já havia conquistado o título da temporada do Nordeste. “Não tem o que explicar: campeão no Nordeste e campeão no Sudeste, na nova geração não tem ninguém. Ganhamos tudo o que podíamos ganhar”, comemora Paulo.


Já na Graduados, o piloto Glauber Fontoura foi o campeão entre os pilotos, enquanto Alexandro da Silva ficou em primeiro entre os navegadores. “O Motorsports é o maior do País, além de ser muito bem avaliado pelos próprios competidores. É o Oscar do rali de regularidade no Brasil. E ganhar não tem o que falar, é o prêmio máximo. Ano que vem estaremos na Master e a briga será muito boa”, conta Glauber, que também destaca sua paixão por provas de regularidade. “Sou piloto de velocidade, ganhei quatro vezes o Rally dos Sertões, mas não troco o regularidade por nada", explica.

“A competição entre amigos é, sem dúvida, a melhor parte do rali. Não dá para explicar o que sentimos quando estamos na trilha. Só queremos voltar na etapa seguinte e sentir o frio na barriga na hora da largada novamente”, comenta Alexandro.

Entre os competidores da Turismo, o piloto Igor Carvalho e navegador Gilberto Marcowisz Jr foram os campeões da temporada. “Este ano o campeonato foi fantástico. Provas difíceis, com desafios que só aumentaram a rivalidade entre as duplas”, comenta Gilberto. Já Igor, usou as competições para aproveitar a capacidade off-road de seu Pajero Full. “Os Mitsubishi são carros indestrutíveis, não há outro que aguentaria o que fazemos nas provas. O carro não para de me surpreender”, conta Igor.

Mitsubishi Outdoor

No Mitsubishi Outdoor, a aventura em meio às belas paisagens da região de Jacutinga (MG) fez do dia das equipes uma grande diversão em família. Os participantes, divididos em equipes de dois carros com até 10 pessoas, usaram seus veículos 4x4 para explorar trilhas em busca dos “PCs”, os locais de pontuação com tarefas. Entre as atividades da prova estavam dois passeios de bike, um trekking no leito de um dos rios da região e também uma tirolesa de aproximadamente um quilômetro de extensão.

Na categoria Fun, para quem está começando, a equipe Tração 4x4 ficou em primeiro lugar. “A equipe se encontrou aqui na véspera da prova. Nos conhecemos e nos juntamos e deu certo. O Mitsubishi Outdoor é muito show, a gente adora, não conseguimos parar de vir. A tirolesa foi a mais legal hoje, um local muito bonito”, comenta Raul Curti Tassinari

Já entre os mais experientes, que competem na categoria Extreme, a equipe Absolut Lama subiu no lugar mais alto do pódio. “Em primeiro lugar é sempre especial, principalmente aqui no Velo Città, é a consagração do ano. A equipe está junta há mais de um ano e todos sabem exatamente o que precisa ser feito. Esse entrosamento e comprometimento de todo mundo é o que faz a diferença”, comemora Marcelo Bolzan.

O rali de estratégia e tarefa contou com uma equipe formada por três Atletas MIT: a aventureira Karina Oliani, o escalado Felipe Camargo e o biólogo e aventureiro Richard Rasmussen participaram da prova com seus veículos 4x4.

Mitsufans invadem a pista

Além dos ralis, os veículos da Mitsubishi Motors também invadiram o asfalto do Velo Città. Os membros do Mitsufans, um fã clube da marca dos três diamantes, participou do Fun Day e também do Lancer Day. “Esse já é o sexto evento que realizamos aqui. Somos amantes da marca desde os anos 1990 e nos tornamos uma grande família com gasolina nas veias”, comenta Marçal Berentel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!