segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Alpha Notícias: Cooper Standard quer fechar 2018 no azul com ajuda da Divina Pastora




Entre outros investimentos, empresa vai inaugurar esse ano unidade fabril na cidade do interior de Sergipe

A Cooper Standard fechou o ano de 2017 com aumento de 15% na produção, principalmente pela recuperação do desempenho das vendas internas de automóveis e melhorias extremamente eficazes nos processos. Mesmo assim não fechou o ano com lucro, objetivo que deve ser atingido em 2018 com a inauguração de mais um unidade fabril: em Divina Pastora, Sergipe.


“Foi um ano para consolidar aprimoramentos iniciados em 2015 como, por exemplo, o investimento na linha de extrusão na unidade de Varginha, Minas Gerais, cujos processos de fabricação dos sistemas de vedação foram modernizados”, diz Jürgen Kneissler (foto), diretor geral da Cooper Standard para a América do Sul. 


Os esforços para obter maiores níveis de satisfação junto aos seus clientes e um cenário econômico um pouco mais favorável, mantêm positiva a perspectiva da Cooper Standard para 2018: “Teremos um ano com grandes desafios para a conquista dos resultados que nos comprometemos com a corporação. Queremos acompanhar o crescimento do mercado e, consequentemente, atender nossos clientes da melhor maneira possível”, diz Kneissler

A nova unidade em Divina Pastora vai criar inicialmente 200 vagas de empregos, podendo chegar até 400 vagas e está estrategicamente localizada próxima a dois importantes clientes: Ford, na cidade de Camaçari, Bahia e Fiat, na cidade de Goiana, Pernambuco. “O papel desta nova unidade é atender da melhor forma possível estas montadoras e fazer com que os produtos desenvolvidos no Nordeste sejam mais competitivos”, finaliza Kneissler.

Divina Pastora

De acordo com o último Censo Demográfico, a cidade tem cerca de cinco mil habitantes e fica 39 quilômetros de distância da capital, numa área geográfica de 92 km². "A vinda da Cooper Standard para Divina Pastora vai representar o divisor de águas na economia, pois além da geração de emprego e renda vai aquecer o mercado local, melhorando a vida do povo de Divina Pastora e região. A carência de empregos é o que mais aflige a nossa região, gerando um enorme fardo ao Poder público, que tem que ampliar suas políticas sociais afim de atender uma crescente da população que passam por necessidades básicas por falta de renda, oriundas do desemprego", disse Sylvio Cardoso, prefeito da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!