quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Alpha Notícias: Michelin Best Driver leva simulador de capotamento até as universidades




Quarta edição do programa quer chamar atenção dos jovens, principais vítimas de acidentes de trânsito 

O Brasil conseguiu reduzir o número de mortes por acidentes de trânsito em 19,4% ao longo das últimas duas décadas. Para estimular o debate e alertar a sociedade sobre riscos para os jovens, a Michelin lançou a 4ª edição do Programa Michelin Best Driver, voltado para a conscientização dos jovens sobre a importância da direção segura e em especial do uso do cinto de segurança. Pela primeira vez, o programa levará o simulador de capotagem a universidades e ao público na Praia de Copacabana, durante a Semana Nacional do Trânsito, celebrada em setembro. O programa conta com a parceria da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e suas 10 regras de ouro.


“A melhor forma de impactar as pessoas é oferecer experiências. Quem entrar no simulador terá a mesma sensação de um acidente e sentirá como o cinto de segurança pode salvar vidas. O objetivo é que saia com a responsabilidade de ser um motorista melhor”, explica Adriana Shoshan, diretora de Marketing da Michelin América do Sul. 

“A missão do Michelin Best Driver é contribuir para a maior segurança no trânsito e estimular o debate para alertar a sociedade sobre riscos para os jovens, que são o grupo com maior índice de mortes por acidentes”, diz Gilmar Batista, coordenador do programa. Para o especialista em trânsito e consultor do Michelin Best Driver, Eduardo Biavati, a universidade é o melhor lugar para conscientização dos jovens.“Precisamos formar bons motoristas e mostrar as tragédias ocasionadas pela má direção. Quantos jovens morrem ou tornam-se pessoas com deficiência, às vezes, por uma simples distração ao volante? A consciência como motorista, passageiro ou pedestre precisa ser de todos. Sem dúvidas, a experiência dentro do simulador convence de que o cinto de segurança é um item essencial e deve ser usado em qualquer trajeto”, reforça Biavati. 

O embaixador da edição 2018 do programa é o atleta Fernando Fernandes, tetracampeão mundial de paracanoagem, que ficou paraplégico após um acidente automobilístico em 2009. Vítima do trânsito, ele investe parte do seu tempo em compartilhar sua experiência em prol da sensibilização das pessoas para um trânsito mais seguro. 

“O acidente foi uma combinação de imprudências, mas a pior de todas foi a ausência do cinto. Talvez, se eu estivesse com o cinto, o choque teria sido amenizado. Faço questão de participar do Programa Michelin Best Driver porque é uma importante oportunidade de mostrar aos jovens que trânsito mata mais que arma de fogo, por exemplo. Medidas simples, como usar o cinto de segurança, por exemplo, salvam muitas vidas”, conta Fernando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!