quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Alpha Notícias: Pneu Pirelli Stella Bianca retorna ao mercado




Modelo atende os amantes de automóveis clássicos querendo produtos com uma aparência original 

Depois de mais de meio século fabricando exclusivamente pneus radiais, a Pirelli recomeçou a fazer os pneus convencionais para os amantes de automóveis clássicos querendo pneus com uma aparência original, mas ainda assim capaz de oferecer algumas vantagens do mundo moderno.


Encorajada por fabricantes como a Ferrari e seu renomado departamento Classiche, a Pirelli criou um novo pneu para a família Collezione e como resultado, um nome histórico renasce: Stella Bianca, que foi a banda de rodagem fabricada por mais tempo pela marca e o primeiro pneu moderno na história da empresa italiana, introduzido em 1927. 

Hoje, o Pirelli Stella Bianca retorna ao mercado visualmente idêntico ao que era, mas com a tecnologia mais moderna no seu interior. Os compostos usados refletem o melhor da tecnologia Pirelli para garantir eficiência e segurança, mesmo em condições molhadas e respeito ao meio ambiente. A construção, no entanto, remonta ao passado: depois de mais de meio século, a Pirelli voltou a fazer um pneu convencional ao invés de radial. Esta escolha foi feita para garantir a originalidade dinâmica dos veículos para os quais o mais recente pneu Stella Bianca foi recriado. Esta decisão, no entanto, lançou um desafio particular para a fábrica de Izmit, na Turquia, onde os pneus Pirelli de esporte a motor e Collezione são feitos, já que, efetivamente, tiveram que reaprender as técnicas do passado. 


O desenho da banda de rodagem do novo Pirelli Stella Bianca é idêntico ao do original, tendo sido recriado com a ajuda do arquivo da Pirelli Fondazione, que guarda documentos históricos da empresa. As marcações da lateral, bem como o logotipo da Pirelli do tempo, também são recriadas perfeitamente, com a equipe de desenvolvimento tendo examinado os arquivos da Fondazione intimamente. O tamanho escolhido para o Pirelli Collezione Stella Bianca é o mais comum para carros esportivos clássicos – 6.00-16 – enquanto a banda de rodagem ecoa a usada na versão Corsa original, que ofereceu características específicas para garantir a melhor aderência e resistência ao stress, que o também fez apropriado para uso em competições. 

Em 1927, a Europa estava se recuperando da primeira Guerra Mundial e a pesquisa técnica estava entrando em uma nova era ajudada pela recuperação econômica vista em toda a década de 1920 até então. Não havia muitos carros nas estradas europeias na época, com a maioria sendo de luxo ou carros esportivos que estão até hoje entre os modelos mais colecionáveis. O Alfa Romeo 20-30 de 1921, Diatto Tipo 30, Itala 61, Lancia Lambda, OM Superba, Fiat 525SS, e outras joias da indústria automotiva italiana do passado, precisavam de pneus que eram capazes de lidar com sua alta performance. Foi assim que nasceu o Pirelli Stella Bianca. O produto era à frente de seu tempo e continuou sendo montado em carros como o Ferrari 166 ou Jaguar XK120 até a década de 1950, tendo sido originalmente criado para carros de 1920. 

Os mesmos pneus Stella Bianca eram usados nos níveis mais altos do esporte a motor, onde informação importante foi recolhida para melhorar os pneus feitos para veículos de rua. O primeiro pneu de Pirelli da idade moderna, com o padrão de banda de rodagem utilizado pelo período mais longo na história da empresa, mostrou-se igual em carros para uso diário, esportivos ou mesmo vãs. Agora está de volta para equipar os carros clássicos mais desejáveis do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!