Pesquise no Google

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Alpha Motos: Honda deixa a Pop 110i 2019 mais segura




Modelo recebe o sistema de frenagem combinada CBS – Combined Brake System 

A Honda apresentou a Pop 110i 2019, motocicleta mais acessível da marca e que agora está mais seguro graças a introdução do sistema de freios CBS – Combined Brake System


O modelo tem preço a partir de R$5.790,00 e com o sistema CBS alia ainda mais segurança. Eficazes, os freios a tambor são comandados por cabo de aço em ambas as rodas e contribuem para que a segurança aumentasse de maneira significativa: agora é possível parar em espaços menores.

De um modo geral, as motocicletas têm comando de freios independente, com o pedal atuando apenas na roda traseira e o manete esquerdo na roda dianteira. O funcionamento do CBS se baseia na ação de frenagem do pedal ser distribuída em ambas as rodas enquanto à manete cabe apena a ação na roda dianteira. Tendo em vista que boa parcela de seus usuários é, frequentemente, o recém-habilitados, a chegada do CBS à Pop110i será, certamente, um fator de inegável incremento da segurança.

Pronta para atender aos mais diferentes e exigentes tipos de utilização, a Honda Pop 110i 2019 se reafirma como opção para quem deseja excelente custo benefício, baixo custo de aquisição e manutenção, economia de combustível e confiabilidade, é o modelo ideal para iniciantes e para aqueles que precisam um veículo essencial, porém generoso pelas múltiplas qualidades que oferece.

Cores e texturas

A Honda Pop 110i 2019 será oferecida em três opções de cores – branco, vermelho e preto – e um importante elemento identificador da versão 2019: o revestimento texturizado do assento. Nas versões preto e vermelho o revestimento do banco é preto, enquanto que a versão branco terá um exclusivo revestimento na cor vermelho.

Desde sempre a Pop 110i tem como característica indissociável o amplo e confortável banco. Com dimensões generosas, o assento do modelo privilegia a acessibilidade – a altura de 749 mm é uma das menores entre os veículos de duas rodas motorizados – assim como a versatilidade: condutores de diferentes biótipos desfrutam de excelente habitabilidade mesmo com a presença de passageiro ou, eventualmente, de pequenos volumes ocupando a porção final do assento. Tanto para o garupa como para a fixação da carga, favorece a existência de práticas e robustas alças laterais de aço.

Outro elemento que evidencia o design voltado à praticidade com simplicidade é sua carenagem. Desenvolvida em termoplástico de elevada resistência a impactos e deformações, elementos como piscas, farol e lanterna traseira estão praticamente imunes à pequenas quedas. Também o para-lama dianteiro, de grandes dimensões e bem distanciado do pneu, permite excelente proteção ao condutor e manutenção da dirigibilidade no eventual trânsito em estradas não pavimentadas.

Destaque também merece o painel: integrado à carenagem do farol, concilia fácil e imediata consulta às informações básicas como luzes indicadoras, reserva de combustível, farol alto, piscas e o sistema de injeção PGM-FI, além de estar devidamente protegido de colisões.


Motor e ciclística

O motor 4 tempos monocilíndrico de exatos 109,1 cm3 está entre os mais eficientes do segmento. Alimentado pela injeção eletrônica PGM-FI e arrefecido a ar, é dotado de comando simples no cabeçote (OHC). Exibe potência máxima de 7,9 cavalos a 7.250 rpm e torque máximo de 0,9 kgf.m a 5.000 rpm. Tais números já impressionariam por si sós tendo em vista a capacidade cúbica do motor no entanto, o baixo peso a seco – meros 87 kg – tornam a Pop uma campeã na importante relação peso-potência, permitindo uma performance global de todo respeito.

Dotado de câmbio de quatro marchas, o motor da Pop 110i oferece boa aceleração e retomada, em posição protegida e que favorece baixo centro de gravidade e consequentemente a maneabilidade. O tanque de combustível (4,2l de capacidade), permite elevada autonomia e baixo consumo de combustível.

Suspensões robustas – telescópica na dianteira e bichoque atrás – aliadas a um chassi tubular de aço, com rodas e pneus (60/100-17 à frente e 80/100-14 atrás), fazem a Pop 110i surpreender também pela competência com a qual encara as mais diversas situações de utilização, mas que estão plenamente ao alcance da menor das Honda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!