Pesquise no Google

sábado, 1 de junho de 2019

Alpha Notícias: Ford GT ganha série especial para as 24 Horas de Le Mans




Cada carro exibe cores diferentes para celebrar as vitórias históricas da marca 

A Ford apresentou a nova série especial do GT que vão correr nas 24 Horas de Le Mans pela equipe Ford Chip Ganassi Racing. Cada carro exibe cores diferentes para celebrar as vitórias históricas da marca no Circuito de La Sarthe. 

“Em 2016, a Ford retornou a Le Mans para marcar o 50º aniversário da nossa incrível vitória em 1966. E comemoramos da melhor maneira possível, vencendo a corrida. Estar no pódio representando todos os nossos empregados foi um momento de orgulho para mim e quero voltar a Le Mans este ano para apoiar a equipe”, disse Bill Ford, presidente executivo da Ford. 

Além dos quatro carros de fábrica, haverá um quinto Ford GT na prova, correndo na categoria GTE Am pela equipe Keating Motorsports. 

O Ford GT 66 preto com faixas brancas, pilotado pelo alemão Stefan Mücke, o francês Olivier Pla e o americano Billy Johnson, é inspirado no Ford GT40 de Bruce McLaren e Chris Amon que venceu Le Mans em 1966. O Ford GT 67 vermelho e branco pilotado pelos britânicos Andy Priaulx e Harry Tincknell e o americano Jonathan Bomarito lembra o Ford GT40 de Dan Gurney e A.J. Foyt, campeão de Le Mans em 1967. 

O Ford GT 68, vencedor de Le Mans em 2016 – campeão mais recente da marca –, repete as cores azul, vermelho e branco com as quais recebeu a bandeirada quadriculada e o mesmo trio de pilotos: o alemão Dirk Müller, o americano Joey Hand e o francês Sebastien Bourdais. 

O Ford GT 69 branco com faixas vermelhas, pilotado pelo neozelandês Scott Dixon, o australiano Ryan Briscoe e o britânico Richard Westbrook, remete ao design do Ford GT40 que foi vice-campeão no glorioso triplo pódio da Ford em Le Mans em 1966 (1º, 2º e 3º). 

O Ford GT 85 da equipe Keating Motorsports segue o mesmo estilo dos quatro carros de fábrica, mas com as cores do seu patrocinador, a Wynn’s. No cockpit, ele terá o piloto brasileiro Felipe Braga, o norte-americano Ben Keating e o holandês Jeroen Bleekemolen. 

“O Ford GT foi criado para trazer a Ford de volta ao mundo das corridas de endurance e o programa foi um sucesso”, diz Mark Rushbrook, diretor global da Ford Performance Motorsports. “Le Mans não é o fim do programa, pois temos ainda outras corridas do Campeonato IMSA em 2019.” 

Os fãs poderão acompanhar as 24 Horas de Le Mans ao vivo, de dentro do cockpit dos Ford GTs, por meio da transmissão que será feita pela Ford.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!