Pesquise no Google

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Alpha Pesados: O que acontece durante a fabricação de um caminhão ou ônibus?




Processos e peças são submetidos a rigorosos testes 

Os caminhões e ônibus que rodam pelas estradas do Brasil estão cada vez mais modernos. Mas, até sair das fábricas eles passar por cerca de 100 testes, que são realizados de ponta a ponta na produção, envolvendo desde a análise de itens de segurança e chegando até a detalhes como a gestão do padrão de cores. 

A Volkswagen Caminhões e Ônibus não para de aprimorar suas operações para garantir a satisfação do cliente. E com esse objetivo novas atividades aumentam a eficiência nos processos com os fornecedores e na análise de peças, garantindo qualidade a seus produtos. Para isso, a fábrica conta com mais de 120 máquinas com tecnologia de ponta para realizar as mais diferentes avaliações.

“A Volkswagen Caminhões e Ônibus tem como valor o foco no cliente, preocupação com a sua satisfação e, para isso, assegura 100% de qualidade em seus veículos. Prova disso são esses investimentos constantes para prevenir e evitar qualquer falha”, afirma Célio Montanha, diretor da Produção e da Qualidade Assegurada da Volkswagen Caminhões e Ônibus

Um exemplo é o equipamento de envelhecimento acelerado, chamado Xenotest, utilizado para ensaios de exposição acelerada à luz e intempérie, com uma grande semelhança à luz solar sobre a superfície da Terra. A radiação luminosa produzida permite que as amostras analisadas gerem, no período de um mês, resultado similar ao desgaste que o caminhão demoraria cerca de um ano para desenvolver na estrada. A montadora também conta com estufas que elevam a temperatura a 1.200°C e um microscópio capaz de aumentar imagens em até um milhão de vezes. 

Desde o início do processo fabril, a vigilância é constante. Na armação das cabines, como em todas as outras etapas, cem por cento dos componentes são medidos na própria linha de montagem para garantir o padrão de solda e mais de 170 pontos são avaliados por robôs, que enviam a informação em tempo real para o laboratório de metrologia da fábrica. 

Fortalecendo a excelência 

Em outra frente, todos os fornecedores de peças e equipamentos seguem a estratégia desenvolvida pela montadora para que todos os produtos estejam alinhados de acordo com a qualidade que a fábrica assegura. Dessa forma, ajudam a promover o conceito de satisfação total desde a origem, e colocam as necessidades dos clientes em primeiro lugar. 

A parceria é forte em toda a cadeia da montadora para atingir o resultado máximo, segundo Rodrigo Lemos, supervisor de Qualidade de Peças e Desenvolvimento Fornecedores. “Analisamos todas as peças, utilizando novos equipamentos de corte, inspeção, análise e scanners de metrologia, identificando desde a origem. Todos os resultados são compartilhados com os fornecedores e outros setores da empresa para total transparência e alinhamento”, explica Montanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!