Pesquise no Google

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Alpha Serviços: Comportamento no trânsito pode aumentar gasto de combustível




Conheça alguns hábitos que comprometem o bolso do condutor

O simples hábito de frear repentinamente ou acelerar o carro de forma forçada pode aumentar em até 10% o consumo de combustível. É o que mostra um levantamento a Wings em parceria com o CESAR e com a EMPRAPII. 


“Em todo o Brasil identificamos uma média de 1,3 freadas repentinas por carro diariamente. O motorista brasileiro, no entanto, de maneira geral, está cauteloso em relação a isso. Observamos que menos da metade dos condutores (44%) possuem o hábito de forçar a rotação do motor na partida do carro no dia a dia, por exemplo, o que ajuda no consumo”, explica João Marcelo Barros, diretor da Wings.

Conforme dados dos mais de 1.000 veículos conectados ao VAI, (Vehicle Artificial Intelligence), sistema de conectividade automotiva desenvolvido pela Wings, em todo o Brasil, esse comportamento é o principal vilão do consumo. 

Enquanto o consumo médio da frota brasileira gira em torno de 8,62km/l, o valor para veículos que costumam passar por acelerações e freadas repentinas chega a 7,8km/l, o que representa uma despesa adicional de 10% com combustível. Considerando que o gasto médio do brasileiro com etanol ou gasolina gira em torno de R$ 21 por dia, segundo informações do VAI, motoristas que aceleram e freiam de forma brusca tendem a gastar cerca de R$ 781 a mais por ano com combustível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!