Pesquise no Google

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Alpha Notícias: Confira alguns cuidados com a pintura do carro durante o verão




Item também é responsável pela proteção anticorrosiva da lataria 

O verão é uma época em que os cuidados com o veículo devem ser redobrados. As altas temperaturas, forte radiação e chuvas intensas podem ser prejudiciais à pintura, item fundamental, pois, além da cor, também é responsável pela proteção anticorrosiva da lataria. 

Alguns cuidados ajudam a prevenir os danos externos que podem ser causados durante estes meses quentes do ano. O Jornal Alpha Autos, com o Fabio Shimozato, gerente do Laboratório de Desenvolvimento de Tintas Automotivas da BASF, compartilha algumas dicas: 

1- Maresia: as pessoas costumam viajar com mais frequência para o litoral e a exposição à umidade e maior concentração de sal devido à maresia pode estragar a pintura do veículo e iniciar um processo de corrosão na lataria. “Nessa ocasião é preciso tomar mais cuidado com pequenos riscos ou batidas que podem progredir futuramente para uma corrosão. A utilização de ceras para a lataria é uma das soluções para evitar problemas como este nas cidades litorâneas”, explica Fabio. 

2- Sol, poeira e chuva ácida: a combinação de poeira e sol pode ser prejudicial dependendo da origem da sujeira. Por exemplo, a fumaça preta dos escapamentos de caminhões ou ônibus mais antigos pode conter concentrações de dióxido de carbono que, além de causar chuva ácida, que contém produtos prejudiciais à pintura, pode causar fissuras devido ao atrito entre a poeira da fuligem e a superfície do carro. Em geral, a poeira, dependendo de sua origem, pode causar dano físico, como riscos, ou químicos, como marcas ou manchas. 

3- Radiação: os raios UV podem causar danos quimicamente irreversíveis. Eles liberam radicais livres que danificam a molécula, causando estragos, como o craqueamento do verniz, delaminação da pintura, foto-oxidação ou uma descoloração da cor original do veículo. “Ao menor sinal de um destes danos, é recomendável levar o veículo à uma funilaria e fazer a correção da pintura no local onde começou a degradação”, recomenda o gerente. 

4- Dano físico-químico: alguns compostos químicos, quando expostos à chuva e ao calor, podem causar danos ao longo do tempo. Em alguns casos, a temperatura do carro chega a 60°C, acelerando o processo que causa o dano ao veículo. A melhor forma é não deixar acumular sujeira na pintura de seu carro, como fezes de pássaros, óleos e frutos de árvores, entre outros tipos de sujidades, porque pode marcar, danificar a pintura de forma irreversível. O ideal é lavar o carro a cada uma a duas semanas, mas limpar o quanto antes se observar uma destas sujeiras. 

5- Cuidado com produtos de limpeza: alguns produtos aparentemente servem para a proteção do carro. Entretanto, devido às suas composições, atuam como vilões contra a pintura dos veículos, pois, em sua composição, além de cera, possuem componentes que podem quebrar a estrutura química do verniz e com a ação de intempéries, em especifico os raios UV, podem degradar a pintura. “O ideal é evitar produtos de limpeza doméstica, sempre utilizar os produtos específicos para o carro, dar preferência aos conhecidos no mercado, que possuem um órgão certificador validando, como o ISO9000, por exemplo”, conclui Fabio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana

Coisa Velha

Jornal BLEH!