domingo, 16 de fevereiro de 2020

Alpha Pesados: Scania confirma produção de caminhões a gás no Brasil




Por ser um produto global, iniciativa busca o mercado interno e de exportação 

A Scania Latin America anunciou o início da produção no Brasil de caminhões movidos a GNV (Gás Natural Veicular) e GNL (Gás Natural Liquefeito) em sua fábrica em São Bernardo do Campo, São Paulo. A chegada dos modelos a gás está incluída no plano de investimento de R$2.6 bilhões, compreendido entre o período de 2016 e 2020

“Estamos no Brasil há 63 anos, aqui temos a segunda maior Operação Industrial fora da Suécia, contando com quase quatro mil colaboradores, e um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento que nos permite oferecer ao mercado a melhor solução de transporte e continuar avançando na jornada da sustentabilidade. A industrialização dos veículos a gás complementa a nova geração de caminhões Scania lançada em 2018”, diz Christopher Podgorski, Presidente e CEO da fabricante sueca. 

A produção de caminhões a gás da Scania no Brasil segue os preceitos do já conhecido Sistema Modular Scania, que permite a fabricação de diferentes modelos a partir de um número limitado de componentes, de acordo com a aplicação do veículo. 

No caso dos veículos a gás, a diferença entres os modelos GNV e GNL está na instalação dos tanques, específico para o armazenamento conforme o estado físico do combustível: líquido por resfriamento (GNL) ou gasoso por pressurização (GNV). 

Desenvolvimento global dos veículos a gás

A unidade de São Bernardo do Campo, também será responsável em conduzir o desenvolvimento global dos veículos a gás. “A área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) irá liderar os futuros desenvolvimentos dessa tecnologia no grupo Scania”, confirma Podgorski. A equipe de P&D no Brasil conta com mais de 270 engenheiros que atuam em sinergia com a matriz na Suécia. “Esta decisão foi tomada dada a vocação do país para o gás e para a confiança no ‘choque de energia’ de baixo custo que vem sendo mencionado pelo governo como alavancador de desenvolvimento econômico”, completa Podgorski.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana