segunda-feira, 27 de abril de 2020

Alpha Pesados: Transporte sustentável une o Grupo Daimler e o Grupo Volvo




Grupos vão produzir células de combustível em larga escala

Em busca de soluções de transporte sustentável e de uma Europa livre de emissões de carbono até 2050, o Grupo Daimler e o Grupo Volvo assinaram um acordo preliminar não vinculativo para a criação de uma nova joint venture. A intenção é desenvolver, produzir e comercializar sistemas de células de combustível para veículos pesados e outras aplicações. 


Os grupos serão parceiros 50/50 nessa joint venture, que funcionará como entidade independente e autônoma, com as duas Companhias continuando a ser concorrentes em todas as outras áreas de negócios. 

Juntando forças, é possível reduzir os custos de desenvolvimento para ambas e acelerar a introdução dos sistemas de células de combustível nos produtos usados para as aplicações de transporte pesado e de longa distância. No contexto da crise econômica atual, a colaboração se tornou ainda mais necessária, visando atingir os objetivos do "Green Deal" dentro de um prazo viável. 

A meta comum é que ambas as Companhias produzam, em série, veículos pesados com células de combustível na segunda metade da década. Além disso, outros usos automotivos e não automotivos também fazem parte do escopo da nova joint venture. 

Para viabilizar a joint venture, a Daimler está reunindo todas as atividades relativas a células de combustível do grupo inteiro em uma nova unidade específica na Daimler. Nesse contexto, inclui-se a alocação das operações da “Mercedes-Benz Fuel Cell GmbH”, que tem ampla experiência no desenvolvimento desses sistemas e armazenamento de hidrogênio para várias aplicações de veículos. 

A joint venture incluirá as operações em Nabern/Alemanha (atualmente sede da Mercedes-Benz Fuel Cell GmbH), com instalações de produção na Alemanha e no Canadá. 

Está previsto um acordo final por volta do terceiro trimestre e fechamento antes do final deste ano. Todas as transações em potencial estão sujeitas a análise e aprovação pelas autoridades competentes responsáveis. 

Células de combustível e o hidrogênio como combustível 

Uma célula de combustível de hidrogênio converte a energia química do combustível – neste caso, hidrogênio e oxigênio (do ar) – em eletricidade. Essa energia alimenta os motores elétricos que movem o veículo. 

Há duas maneiras principais de produzir o hidrogênio necessário. O chamado hidrogênio verde pode ser fabricado localmente na estação de gás, usando a eletricidade para converter água em hidrogênio. Além disso, está previsto que o hidrogênio azul será produzido a partir de gás natural, usando tecnologia de captação de carbono para criar um combustível neutro quanto ao carbono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana