quarta-feira, 6 de maio de 2020

Alpha Notícias: Motoristas e cobradores ganham mais segurança no transporte coletivo




Marcopolo desenvolve kit de proteção com sistema de divisórias 

Máxima segurança no transporte coletivo urbano. Com essa ideia, a Marcopolo desenvolveu um sistema de divisórias que funciona como uma barreira de proteção para motoristas e cobradores. 


"O sistema foi idealizado para ônibus urbano com motor dianteiro, grande maioria da frota circulante no País, como o Torino, modelo mais produzido pela Marcopolo. Mas, por ser uma solução flexível e modular, poderá ser adaptado e instalado em diferentes carrocerias, inclusive de gerações anteriores. A parte do cobrador é adaptável para qualquer ônibus e a do motorista depende de um projeto específico para cada modelo", destaca João Gabriel Magnabosco, gerente de Engenharia da Marcopolo.

O novo sistema de proteção será comercializado em forma de kit. Para possibilitar e tornar mais rápida a sua instalação nos ônibus em circulação em todo o Brasil, a Marcopolo fornecerá o produto para os operadores e proprietários de veículos por intermédio de suas filiais e rede de representantes nacionais. 

O sistema de barreira física para o condutor e cobrador reduz a possibilidade de contágio da doença porque impede a transmissão e o contato com as gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro. Os painéis envolvem a área de trabalho desses profissionais, expostos diariamente à grande circulação de pessoas, garantindo proteção também para os passageiros. 

A escolha pelo vidro como material a ser utilizado se deu devido à sua superfície lisa e facilidade de limpeza e higienização. "Materiais como o acrílico sofrem degradação acelerada quando em contato com álcool que é um dos produtos normalmente utilizados na higienização", salienta. 

O projeto de desenvolvimento do sistema foi realizado em parceria com a Visate e teve como objetivo conceber um sistema que oferecesse a motoristas e cobradores proteção adicional aos EPIs, como as máscaras individuais recomendadas pelos órgãos de saúde e governamentais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana