quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Alpha Notícias: ZF garante a segurança e inclusão de colaboradores com deficiência auditiva




Projeto foi reconhecido como o terceiro melhor em premiação promovida pela Toyota
 

A ZF, empresa global de tecnologia que fornece sistemas para carros de passeio, veículos comerciais e tecnologia industrial, permitindo a próxima geração da mobilidade, iniciou um novo projeto para garantir a inclusão e maior segurança de colaboradores com deficiência auditiva em sua unidade de Sorocaba, SP. A ação traz uma nova forma de alerta para a evacuação de áreas em situação de emergência. 

“A iniciativa é simples, mas é justamente por meio de detalhes como esse que conseguimos demonstrar a preocupação da empresa com a segurança e inclusão de seus colaboradores”, afirma Sildson Corrêa, Gerente Sênior de Saúde, Meio Ambiente e Segurança da ZF.

De acordo com o executivo, esse projeto foi reconhecido dentre os melhores na premiação da Toyota, por meio da BRASA - Brazilian Automotive Suppliers Association, iniciativa que prestigia os representantes da cadeia de fornecedores da empresa no Brasil.

“Durante simulado de abandono de área na fábrica, notamos que ao soar o alarme de incêndio, alguns colaboradores não evacuavam a área de maneira independente, principalmente as pessoas com deficiência auditiva”, disse Sildson. “Os alarmes de emergência emitem apenas sinais sonoros e luminosos, e dependendo do local onde os nossos colaboradores estiverem há riscos de que eles não notem as luzes de alerta”. 

Trabalhando em estreita colaboração, as equipes de Meio Ambiente, Saúde e Segurança e de Manutenção estudaram uma forma de garantir a segurança desses colaboradores. Para isso, introduziram dispositivos de alerta como os pagers, que, além de sinais luminosos, emitem alertas vibratórios. Os dispositivos são entregues a eles quando ingressam para trabalhar e devolvidos na saída, todos os dias. 

Além da segurança, os colaboradores atendidos pela solução se sentiram valorizados pela ZF. “Com isso, percebemos na prática que houve preocupação com a nossa inclusão, afirma Marielena Lisboa, operadora de máquinas e pessoa com deficiência auditiva. 

De acordo com Sildson Correa, a ação foi primeiramente implantada em uma das plantas da unidade de Sorocaba e a partir do sucesso e aceitação está sendo estudada para implementação em todas as demais plantas da empresa no Brasil e América do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana