segunda-feira, 12 de julho de 2021

Alpha Notícias: ZF promove série de eventos digitais “Por Dentro – Conversa Aberta com Clientes”




Inciativa valoriza o bom relacionamento com o cliente e prevê maior integração e motivação por parte dos colaboradores

A ZF iniciou no Brasil o “Por Dentro – Conversa aberta com Clientes”, evento no formato digital que promove a aproximação dos colaboradores da empresa com as lideranças de seus clientes, colocando-os em contato direto e permitindo trocas valiosas. Sua origem está no “ZF DNA da Qualidade”, programa global de melhoria contínua do Grupo ZF.


“Na ZF prezamos pelo excelente relacionamento com nossos clientes e escutá-los, compreender sua voz são essenciais para isso. Foi justamente pensando neste universo que criamos o ‘Por Dentro – Conversa aberta com o Cliente’, uma série de bate-papos que envolve nossos clientes, a ZF e seus colaboradores, afirmou Carlos Delich, presidente da ZF América do Sul.

O convidado especial de estreia do “Por Dentro – Conversa aberta com o Cliente” foi Paulo Renato Herrmann, Presidente John Deere Brasil, engenheiro agrícola formado em 1979 pela Universidade Federal de Pelotas, com MBA em Gestão de Negócios. O executivo teve toda sua carreira profissional dedicada ao agronegócio brasileiro.

Para Carlos Delich, “a iniciativa enriquece a relação com o cliente, mas também valoriza o relacionamento e sentimento de pertencimento dos colaboradores em relação à empresa. Com a troca de informações acontecendo de forma mais intensa, acreditamos que as pessoas se envolvem mais e demonstram maior sensibilidade e empatia no trabalho. “Notamos que as equipes desenvolvem maior segurança emocional e juntos podemos melhorar a experiência de nossos clientes, além de revigorar a integração e motivação do time”. O colaborador reconhece que é importante, valorizado e reconhecido pela empresa quando recebe capacitação, treinamentos ou participa de ações como o “Por Dentro – Conversa aberta com Clientes”, finaliza.

Atualmente a ZF fornece eixos de construção para equipamentos BHL e eixos agrícolas para os tratores série 6000 da John Deere no Brasil. A parceria no País já acontece desde os anos 2000, com o fornecimento dos modelos 335 e 350, que tornaram a família de eixos APL 300 da ZF a mais vendida na América do Sul. Com essa família de tratores, a ZF tornou-se líder na produção e comercialização de eixos dianteiros de tração para tratores 4 x 4 com cerca de 75% do mercado e fornecimento para todos os principais fabricantes do mercado. Deste período em diante o negócio de eixos voltados para o setor agrícola da ZF se expandiu fortemente.

Importância do agronegócio foi a tônica do encontro

Durante o encontro, que reuniu mais de 700 colaboradores de diversos setores da ZF, o executivo da John Deere respondeu várias perguntas e conversou abertamente sobre o agronegócio brasileiro, demonstrando porque o segmento é uma das grandes potências em produção e exportação. O Brasil é líder na exportação de carne de gado, do frango, que é o mais barato do mundo, e o milho vem se destacando e ampliando seus números de produção e exportação.

Paulo Renato Herrmann chamou a atenção para o fato de que em 50 anos o Brasil saiu de importador para exportador de alimentos. Além de alimentar a população brasileira, que é de aproximadamente 212 milhões de pessoas, alimenta mais cerca de 1,2 bilhão de pessoas pelo mundo. E a expectativa é que no período entre 2021/2031 a produção cresça 75%, saindo dos atuais 275 milhões para 480 milhões de toneladas de grãos.

Um dos maiores sucessos de produção e exportação é a soja, cultura originária da China que abriu o interior do Brasil, socializou e melhorou as comunidades e ampliou os investimentos em infraestrutura. Na opinião de Hermann, “a soja é o produto mais importante da história do Brasil. Mais importante do que o ouro, pau-brasil, do que o minério”.

O agronegócio brasileiro alcançou participação de 26,6% no Produto Interno Bruto brasileiro em 2020 contra 20,5% em 2019. Em valores monetários, dos R$7,45 trilhões totalizados pelo País, quase R$2 trilhões são originários deste segmento.

Na indústria de máquinas agrícolas, do qual a John Deere participa e tem a ZF como importante fornecedora, o faturamento anual cresceu 5,61%, impulsionado pelo aumento de 6,20% da produção em 2020. Embora a produção tenha sido diretamente impactada pela pandemia de Covid-19 em razão da paralisação parcial ou total de muitas fábricas, os bons resultados da agricultura permitiram que o produtor investisse na renovação da frota de máquinas agrícolas, tendo sido a maior renovação em anos.

O agronegócio brasileiro registrou em 2020 o melhor resultado na criação de empregos no setor em dez anos, com 61.637 novas vagas. Outro fator positivo do sucesso do agronegócio e que também está ligado com a geração de empregos é que ele resulta na expansão da prestação de outros serviços às cadeias do segmento, como financeiros, de comunicação, jurídicos, contábeis e de consultoria, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana