Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

domingo, 31 de outubro de 2021

Alpha Serviços: Seguir recomendações favorece maior durabilidade dos pneus




Saiba como obter máxima eficiência e economia de combustível

Uma correta checagem dos pneus diminui os custos de manutenção do veículo, pois aumenta sua vida útil, das rodas e do conjunto de suspensão. Com atitudes simples, como checar a pressão dos pneus toda vez que abastecer o carro, por exemplo, é possível ter mais tranquilidade, conforto e segurança, além de rodar mais quilômetros com a mesma quantidade de combustível.

“A Dunlop sempre trabalha para garantir o melhor conforto e a maior segurança para seus clientes. Por isso, separamos estas dicas para que os motoristas possam compreender ainda mais a importância dos pneus para os veículos, já que o pleno funcionamento dos pneus contribui também para a economia de combustível”, diz Rodrigo Alonso, diretor de vendas e marketing da Dunlop.

Confira a seguir dez dicas que vão ajudar quem está em busca de extrair o máximo de eficiência e durabilidade dos pneus e auxiliar na economia de combustível.

1. Calibre os pneus: ao menos a cada 15 dias faça a calibragem dos pneus, antes de iniciar sua jornada, ou seja, com os mesmos frios, ou logo após um deslocamento curto até um posto de combustível, por exemplo. A utilização do pneu com pressão inferior ao recomendado, pode desgastar o pneu de forma prematura e/ou irregular, bem como afetar o consumo de combustível.

2. Verifique o estado dos pneus regularmente: caso tenha caído em um buraco ou raspado na guia, é preciso avaliar as condições, pois a depender do impacto, os pneus podem sofrer deformações ou avarias que inviabilizam a sua utilização com segurança, além de afetar a eficiência e performance.

3. Realize check-ups periódicos: problemas no sistema de suspensão do veículo podem comprometer a segurança e a geometria do veículo. Amortecedores ineficientes causam a falta de estabilidade e o desgaste irregular nos pneus, o que diminui sua vida útil. Sempre que realizar a manutenção periódica de seu veículo, não deixe de solicitar a avaliação completa do sistema de suspensão e direção. Faça a substituição e manutenção preventivas, que são sempre mais baratas e efetivas que um conserto de emergência.

4. Faça o rodízio dos pneus: sempre leve em consideração o que está indicado no manual do veículo e no certificado de garantia de seus pneus. O rodízio entre 5 e 10 mil quilômetros otimiza o rendimento e durabilidade dos pneus e assegura um rodar confortável.

5. Respeite a carga máxima do veículo: o excesso de carga é responsável por muitos acidentes, pois altera significativamente o comportamento dinâmico do veículo, além de gerar mais esforços a todos os sistemas e, em especial, os pneus. Verifique se o fabricante do veículo não estipulou calibragens diferentes nos casos de carga máxima ou carro vazio no manual.

6. Evite arrancadas e freadas bruscas: o famoso “cantar” pneus significa queimar a borracha no asfalto e consequentemente diminui a durabilidade. Antecipe sempre suas manobras, de forma a otimizar o uso dos freios. Parar o veículo de forma brusca sempre desgasta de forma intensa os freios e os pneus.

7. Preste atenção à marca de segurança (TWI): o Tread Wear Indicator (TWI) é um pequeno ressalto de 1,6mm de altura que fica localizado dentro do sulco do pneu. Quando a banda de rodagem e o TWI estão no mesmo nível, significa que o pneu deve ser substituído imediatamente. Mas atenção, pneus com profundidade de sulcos menores que 3mm possuem capacidade de drenar água prejudicada, diminuindo a eficiência contra aquaplanagem e reduzindo a capacidade de frenagem, por exemplo.

8. Substitua as válvulas do pneu: para garantir que os pneus não percam pressão rapidamente, o condutor deve ficar atento às válvulas pneumáticas. Ao substituir os pneus, elas sempre devem ser trocadas. As válvulas de ar sofrem ressecamento e seu mecanismo interno trava com o passar do tempo, provocando vazamentos de ar. Andar com pressão abaixo da recomendada pelo fabricante aumenta o arraste e amplia o consumo de combustível, além de gerar desgaste irregular, que abrevia a vida útil do pneu. Rodar com o pneu murcho muda o comportamento dinâmico do veículo, o que pode prejudicar a capacidade de manobra e a segurança na condução.

9. Respeite as medidas indicadas pelo fabricante: rodar com pneus fora das medidas pode diminuir a vida útil do automóvel e comprometer a segurança e o conforto dos ocupantes. Deve-se sempre consultar o manual do veículo para confirmar as medidas compatíveis e buscar nossa rede de lojas para receber todo o suporte de nossa equipe para escolher o melhor e mais adequado produto para seu veículo.

10. Faça alinhamento e balanceamento: realize sempre que notar trepidação ou desalinhamento no curso da direção, ou também de maneira preventiva, conforme orientação do fabricante do veículo. Um carro desalinhado “puxa” para um dos lados e faz com que o pneu se desgaste irregularmente. Já pneus desbalanceados consomem mais combustível e tornam o rodar bastante desconfortável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana