Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

segunda-feira, 15 de novembro de 2021

Alpha Pesados: Mercedes-Benz faz a estreia do off-road Arocs 8x4 no Brasil




Inédito modelo no portfólio de caminhões da marca 
é indicado para mineração, construção civil pesada e grandes obras de infraestrutura

A Mercedes-Benz apresentou o Arocs 8x4, caminhão extrapesado basculante especialmente indicado para a mineração, construção civil pesada e grandes obras de infraestrutura.


“O Arocs traz em seu DNA a origem alemã, destacando-se pelo seu alto padrão de qualidade e eficiência. Aqui, no Brasil, o Arocs 8X4 foi desenvolvido e intensamente testado pelos engenheiros da Empresa em operações severas fora de estrada e nos locais de trabalho de empresas que são referência no setor de mineração. Ou seja, esse nosso novo gigante off-road nasceu em operações reais brasileiras a partir da necessidade de nossos clientes”, 
ressalta Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

O Arocs foi projetado para suportar situações extremas de operação, caracterizadas por topografias exigentes e rotas desafiadoras. Mesmo sob temperaturas extremamente altas ou baixas, mantém excelente padrão de desempenho e produtividade, devido também aos avanços em tecnologia e conforto para os motoristas.


Esse inédito caminhão extrapesado Mercedes-Benz, com cabina global da família Arocs, tem capacidade técnica para até 58 toneladas de PBT – peso bruto total e 150 toneladas de CMT – capacidade máxima de tração, conforme as condições de operação. E é um veículo preparado para receber básculas de 20 a 24 metros cúbicos de capacidade volumétrica de carga.

O Arocs chega ao mercado com um trem de força potente, muito robusto e resistente. O motor Mercedes-Benz OM 460 LA de 13 litros, consagrado no caminhão extrapesado rodoviário Novo Actros, oferece uma potência de 510 cv a 1.800 rpm, com torque de 2.400 Nm a 1.100 rpm.

Em harmonia com o câmbio totalmente automatizado Mercedes PowerShift G340 de 12 marchas, sem pedal de embreagem, o OM 460 LA entrega um excelente desempenho, com a confiabilidade da marca nas operações severas. Mesmo atuando em condições extremas, a condução do Arocs é suave, sem abrir mão da robustez necessária para a sua operação altamente especializada.


O câmbio automatizado, da última geração PowerShift 3, foi desenvolvido para o mercado brasileiro fora de estrada. Com inteligência embarcada, destaca-se pela troca de marchas mais rápidas e eficientes.

A caixa de câmbio é reforçada, com engrenagens mais largas, aumentando sua resistência e vida útil. Não possui anéis sincronizadores, o que significa menos demanda de manutenção.

Este câmbio se caracteriza pela alavanca multifuncional na coluna de direção, funções Hill Holder e Hold, o que resulta em mais praticidade e segurança nas partidas de rampa.

O Mercedes PowerShift G340 de 12 marchas apresenta três modos de operação:


Economy – Condições de uso leve, com piso bom e trecho plano. Exemplo: caminhão vazio. Neste caso, as trocas de marcha buscam melhor consumo de combustível.

Standard – Condições de uso intermediário, com pavimento bom e rampas suaves com caminhão carregado. As trocas de marcha também buscam melhor consumo de combustível.

Power Off-road – Condições e uso severo, pavimento com baixa aderência, rampas íngremes e caminhão carregado. Permite maior controle do veículo por meio do pedal do acelerador.

A tomada de força com rotações mais baixas do motor assegura menor tempo de basculamento da caçamba. Como decorrência, otimiza o descarregamento do caminhão.

O conjunto de eixos traseiros Mercedes-Benz HL7 + HD7, com redução nos cubos, garante a força já amplamente reconhecida no mercado. A robustez está refletida na capacidade técnica de até 20 toneladas por eixo. O bloqueio de diferencial transversal e longitudinal é item de série. O freio a tambor e as cuícas verticais estão mais protegidas dos impactos do solo.


A robustez do Arocs 8x4 também está presente em elementos como a embreagem bidisco de 440 mm, com torque máximo de até 3.300 Nm, solução consagrada na mineração. A espessura de cada disco é de 3 mm. Essa embreagem oferece longa vida útil e mais disponibilidade do veículo, ou seja, mais rentabilidade para o cliente.

Suspensão otimizada para maior durabilidade e confiabilidade

A suspensão dianteira do Arocs é formada por molas parabólicas de 4 lâminas assimétricas, com capacidade de carga de 9 toneladas para cada um dos dois eixos dianteiros direcionais. Isso assegura maior capacidade de carga e melhor distribuição de carga no veículo, além de maior conforto de suspensão e estabilidade de direção.

As molas foram projetadas e testadas especificamente para condições extremas off-road, com barras estabilizadoras no primeiro e no segundo eixos. Buchas de metal-borracha livres de manutenção foram introduzidas nas molas, amortecedores e estabilizadores.

Já a suspensão traseira do Arocs foi otimizada para garantir a máxima durabilidade e confiabilidade. Ela conta com molas parabólicas reforçadas com 100 mm de largura. Oferece melhor estabilidade, maior rigidez e, portanto, vida útil mais longa. Também dispõe de barras estabilizadoras reforçadas e amortecedores de dupla ação. As suspensões independentes têm fixação com “jumelo”.

Pneus OTR e itens de proteção

Ainda com foco em robustez, o Arocs vem equipado com pneus OTR vocacionados para operações fora de estrada e com rodas reforçadas exclusivas.


O para-choque e os faróis foram desenvolvidos para evitar danos e reduzir os custos de reparação. O sistema elétrico foi preparado para ambientes agressivos, estando protegido dos impactos naturais de pisos irregulares.

Alto padrão de segurança e confiabilidade nas operações severas

O Arocs vem equipado com freio a tambor nos eixos dianteiro e traseiro. Essa solução se destaca pela alta segurança de direção graças a ótimos valores de desaceleração em todas as condições operacionais. A frenagem é precisa, com progressividade controlável devido à integração com o freio eletrônico.

Esse basculante extrapesado oferece proteção contra comprometimento funcional ou danos aos componentes do freio devido à sujeira, produtos a granel e outros, uma vez que o design fechado evita a entrada de detritos ou sujidades.

O sistema de freio eletrônico do Arocs conta com ABS e ASR. Isso traz maior segurança de direção graças à distância de frenagem otimizada em comparação com os sistemas de freios convencionais. A função Hill Holder integrada facilita a movimentação em aclives.

A alta confiabilidade do sistema deve-se ao monitoramento constante do freio de serviço e seus componentes com sistema de alerta em caso de falha. Isso resulta em tempo minimizado na oficina ou para manutenção por meio do desgaste harmonizado da lona do freio, distribuição de energia do freio controlada por desgaste e armazenamento de falhas para diagnóstico rápido.

O Arocs assegura ainda um alto nível de dirigibilidade, uma vez que o ASR controla seletivamente a força de tração nas rodas motrizes ao dirigir em solo escorregadio. Resultado: desgaste reduzido e custos de manutenção menores.


O Arocs conta com freio de estacionamento eletrônico e função Hold. De fácil manuseio, essa função é ativada quando o veículo está parado e pressionando o pedal de freio com mais força. Pode ser desativada pelo motorista por meio de tecla. A função é liberada assim que o pedal do acelerador é operado novamente. O Hold é ativado automaticamente quando o motor é desligado e também pode ser ligado e desligado por meio de alavanca na cabina.

Um diferencial do freio de estacionamento eletrônico é o seu acionamento automático ao abrir a porta do caminhão com o veículo parado. Esse sistema garante maior segurança à operação.

Atendendo a pedidos dos clientes, o Arocs conta com retarder a óleo. Essa solução é outro diferencial de mercado da Mercedes-Benz. Em combinação com os demais sistemas de freio, o retarder Voith R115 HV oferece cerca de 900 cv de potência de frenagem a 2.300 rpm, destacando-se por mais segurança e menos manutenção.

Tanques de alta resistência

Os tanques de combustível de 400 litros e de ARLA de 25 litros do Arocs são fabricados em material plástico de alta resistência. Suportam pequenos impactos sem sofrer ruptura e sem deformações residuais.

Também a pedido dos clientes, os tanques de combustível e de ARLA estão instalados do mesmo lado do caminhão, facilitando as operações nas condições severas da mineração.

Design externo da cabina moderno e arrojado

A cabina global da família Arocs se destaca pelo design arrojado, que realça a imagem de força desse extrapesado off-road. A grade dianteira é única no portfólio da marca, com quatro aletas e dois spoilers laterais.

O Arocs é um caminhão compacto, fácil de manobrar e dimensionado para qualquer terreno. Pelo fato de ser alto, na versão brasileira foi incluído um degrau extra flexível para a cabina, o que garante mais conforto de acesso para o motorista.


Entre as características externas da cabina incluem-se: espelho frontal, espelho de rampa, degrau móvel no sentido longitudinal e transversal, para-choque tripartido (facilidade no reparo e baixo custo de manutenção), tomada de ar tipo ciclone com alta taxa de pré-separação de poeira, escapamento horizontal, saída dos gases de escape pela lateral e talas de fixação da báscula no chassi.

Alguns itens da cabina são específicos para operações off-road: para-sol externo, caixa do espelho em cinza fosco, espelho de aproximação, tampa de acesso externo ao compartimento de ferramentas, degrau e corrimão de acesso à báscula (opcional), janela na parede traseira, cobertura dos degraus, para-choque com cantos em aço e protetores de faróis, pino para reboque, protetor do cárter, mosquiteiro na frente do radiador, isolamento de ruído e bandeja contra poeira no motor.

A cabina do Arocs recebe cinco camadas de pintura para maior proteção contra corrosão e impactos, condições típicas das severas operações fora de estrada.

Muito espaço e conforto no interior da cabina

A cabina do Arocs oferece muito espaço interno e conforto para o motorista, com a robustez necessária para serviços pesados: dentro da boleia são 2,2 metros de largura, 1,6 metro de altura em frente aos bancos e túnel baixo de 170 mm.

Essa cabina foi desenvolvida com o conceito de célula de sobrevivência e atende à norma ECE-R29. Ou seja, mais segurança para o motorista.

São muitos os destaques internos da cabina: painel envolvente, volante multifuncional, piloto automático, chave com controle remoto, display do painel com tela de 10,4 centímetros, ar condicionado de série (digital opcional), alavanca de marcha na coluna de direção e banco do motorista pneumático com cinto de segurança integrado.


Para maior comodidade do motorista, a cabina vem equipada ainda com rádio MP3 com Bluetooth e conector USB, tomada de ar comprimido para limpeza interna, tapetes de borracha, redes para objetos na traseira, preparação para câmera de ré e para rádio PX, teclas adicionais para implementos e dois porta-objetos internos com tampa atrás dos bancos com capacidade total de 430 litros (2 x 215 litros).

Faróis e sistema elétrico

O Arocs vem equipado com faróis halógenos (baixo, alto e de neblina), DRL em LED com acendimento automático, lanterna traseira em LED com aviso sonoro de marcha à ré, luz indicadora de posição, conjunto óptico de lâmpadas H7 long life para serviços pesados, grades de proteção contra impactos para menor demanda de manutenção e mais disponibilidade para o trabalho e capa protetora em policarbonato.

O sistema elétrico conta com chicotes com tubos fechados projetados e testados para ambientes off-road. Isso garante maior resistência e durabilidade. Os tubos são do tipo “zíper” nos ramais principais e os conectores contam com capas.

Quadro do chassi robusto e mais elevado

O quadro do chassi do Arocs é robusto e mais elevado, assegurando uma maior distância em relação ao solo. Com design modular, se destaca pela facilidade na implementação de carroçarias e instalação de equipamentos.

Com ângulos de ataque e saída maiores (25 graus), o Arocs se caracteriza pela alta capacidade para trafegar em terrenos acidentados. Os para-choques frontal e traseiro mais elevados em relação ao solo (250 mm) asseguram menor vulnerabilidade dos componentes a impactos.

A longarina com espessura de 9 mm se destaca pela maior resistência e menor peso. O chassi do Arocs vem com consoles para otimizar o processo de encarroçamento e com furação da longarina padronizada para maior facilidade na fixação da carroçaria, sem retrabalhos adicionais.

O chassi do Arocs também garante fácil acesso às conexões e as tomadas de força podem ser com ou sem flange.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens da semana