Doe Teleton

terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

Alpha Serviços: É preciso tomar alguns cuidados para não ter dores de cabeça com o veículo




Confira algumas dicas de segurança antes de pegar a estrada, sendo uma delas a verificação dos pneus

Para quem planeja pegar a estrada nos próximos dias, é fundamental garantir que o veículo esteja em condições ideais para enfrentar a jornada com segurança. Entre as precauções essenciais, a atenção aos pneus se destaca como um elemento crucial para a estabilidade e dirigibilidade do veículo.

"A cautela no trânsito, a revisão do veículo, a preparação e planejamento do motorista para longos períodos ao volante são pilares fundamentais para uma viagem segura. Verificar o estado geral dos pneus é uma das etapas que asseguram um passeio tranquilo, garantindo a estabilidade, aderência em piso seco e molhado, frenagens seguras e em distâncias curtas, e conforto do veículo, especialmente em condições adversas", destaca Hugo Terazaki, gerente de Serviços Técnicos e Pós-Vendas da Dunlop Pneus.

Um aspecto fundamental é a avaliação do desgaste por meio do indicador na banda de rodagem, parte do pneu que fica em contato com o solo, conhecido como "TWI" (Tread Wear Indicator), localizado em 6 a 10 pontos ao longo da circunferência do pneu, com o posicionamento indicado através da inscrição “TWI” e/ou pequenos triângulos na lateral (flanco).

Trata-se de pequenos ressaltos da mesma borracha do pneu, uniformemente distribuídos nos sulcos da banda de rodagem que têm 1,6mm de altura. Estes sinalizam quando os sulcos atingem a profundidade mínima permitida por lei para utilização do produto.

Pneus que atingiram ou se desgastaram além do TWI, o famoso “pneu careca”, não oferecem performance adequada em pisos molhados, ocorrendo facilmente a aquaplanagem, redução significativa da dirigibilidade do veículo na chuva e derrapagens e escorregamentos.

Ademais, pneus com alto desgaste ficam mais suscetíveis a cortes e perfurações e rompimento, pela não existência da camada espessa de borracha para amortecer o contato/impactos durante o deslocamento nas vias brasileiras.

Dirigir com pneus desgastados além do “TWI” pode resultar em multas e pontos na carteira de habilitação. Conforme o artigo 230 do CTB, o estepe também deve estar em bom estado, podendo gerar multa se atingido ou superado o “TWI”.

A calibragem adequada da pressão de ar dos pneus, conforme indicado no manual do proprietário, é uma etapa indispensável. Deve-se realizá-la com os pneus frios, de preferência no local de estacionamento do veículo, ou a poucos quilômetros de distância, em postos de serviço ou oficinas que tenham sistema de calibragem confiável e em boas condições de uso.

Ter o hábito de conferir a pressão de ar a cada dez dias, se possível, sempre ajustando conforme recomendação do fabricante do veículo com base na quantidade de passageiros e de carga a ser transportada.

Deve-se observar se o desgaste dos pneus ocorre de maneira uniforme. Para estender a vida útil dos pneus, recomenda-se realizar o alinhamento e balanceamento a cada 10.000 quilômetros, ou antecipar o procedimento se surgirem vibrações excessivas na direção e/ou tendências direcionais. Aproveite para conferir a suspensão, direção e freios, substituindo e reparando o que for necessário.

O rodízio dos pneus, a ser realizado a cada 10.000 quilômetros, ou outra condição, a ser determinada pelo tipo de produto e aplicação, também desempenha um papel importante. Essa prática visa garantir um desgaste equitativo dos quatro pneus, prolongando a vida útil do conjunto completo.

Quando for realizar a substituição de pneus, os pneus novos devem ser montados no eixo traseiro. Em caso de perda de controle, o eixo traseiro não permite ação direta do motorista, sendo preferível ter a maior aderência dos pneus neste eixo. Na dianteira, mesmo com pneus mais desgastados, é maior a chance de se retomar o controle do veículo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Anúncios
marketing@alphaautos.com.br / (11) 986880391 / (11) 999051722

Postagens da semana